HomeDestinosO que fazer em Viseu, em Portugal

O que fazer em Viseu, em Portugal

O que fazer em Viseu, em Portugal

Com cerca de 1 milhão de habitantes, o destino possui 44 murais artísticos espalhados em diferentes pontos e muitas fachadas de prédios antigos ganharam um tapa no visual

Por Tarcila Ferro

Viseu é uma cidade grande para os padrões de Portugal. Ela tem cerca de 1 milhão de habitantes, reúne todos os serviços de uma metrópole e volta e meia entra na lista dos melhores locais para viver no país. Conhecida como a cidade dos jardins e dos vinhos, ganhou novos ares a partir de 2015, quando passou a sediar anualmente um festival de street art. Hoje já são 44 murais espalhados em diferentes pontos e muitas fachadas de prédios antigos ganharam um tapa no visual.  

Festival de street art

Para encontrar parte desses murais, vale a pena parar o carro próximo à Rua Direita e caminhar por essa via exclusiva para pedestres. Tão antiga como a própria história de Portugal, a rua já existia nos tempos dos romanos. As casas grudadinhas e de fachada histórica revelam lojinhas, cafés e restaurantes 

Caminhe por ela em direção ao miolinho em que ficam a Catedral de Santa Maria, o Museu Nacional Grão Vasco e a Igreja da Misericórdia. Esse pedaço é o ponto central da visita à cidade e vale reservar algumas horinhas por ali 

Igreja da Misericórdia

Comece pela catedral datada do século 12 e que ao longo do tempo passou por uma série de modificações. O destaque é o belo teto abobadado em estilo manuelino e o claustro renascentista idealizado pelo artista Grão Vasco. O escultor e pintor é tido como herói em Viseu, tanto que tem um museu inteirinho dedicado a ele (falo dele logo mais).

Depois de uma geral na igreja, suba para o segundo andar, onde funciona o Museu Tesouros da Sé. A entrada custa € 2 e esse é o ponto alto da visita. Ali está reunida arte sacra ao longo de 900 anos, dividida em quatro setoresOs visitantes podem ver uma bíblia do século 12, com capa feita em prata, dois cofres medievais para guardar peças de valor dos clérigos, roupas litúrgicas com detalhes em ouro e um presépio que impressiona pelos detalhes, além da custódia gótica que pertenceu ao bispo D. Miguel da Silvaque representa uma das peças mais valiosas de arte sacra do país. Pelo museu é possível acessar o Passeio dos Cónegos, uma passarela que servia para que os padres e bispos pudessem observar a cidade do alto. A vista dali rende as melhores fotos de Viseu 

Grudadinha à catedral fica o museu dedicado ao artista Grão Vasco, mestre do renascimento português que viveu e morreu em Viseu. Se para você é um mero desconhecido, entre para ver a exposição. Com certeza vai se surpreender pelo tamanho e pela riqueza de detalhes empregados em suas telas e esculturas. Logo em frente fica a Igreja da Misericórdia, que rende lindas fotos da sua fachada ladeada por duas torres. Dentro, espie o grande órgão feito em talha dourada.   

Praça Dom Duarte, no centro histórico

Com mais tempo na cidade, visite a Praça da República, o Rossio, endereço do belo prédio em que fica a Câmara Municipal. Pertinho fica a Rua Formosa, que guarda vestígios do passado romano. São escavações no subsolo protegidas por um vidro sobre o qual visitantes podem pisar para ver trechos da antiga muralha que circundava a cidade.  

Mais afastado fica o Solar do Vinho do Dão, antigo Paço Episcopal, que foi residência dos bispos de Viseu até o início do século 20. Hoje é um lugar bonito e tranquilo que serve como ponto de partida para quem vai à Rota do Vinho do Dão 

Onde comer
Aos pés da catedral fica o restaurante Colmeia, um espaço com preço camarada que nos dias de sol coloca as mesinhas na calçada. Peça sem receio os famosos peixinhos da horta (legumes empanados) por € 4, tábua de queijos e enchidos por € 6 e, se a fome continuar, aposte na maminha de vitela grelhada, € 10. R. Ameias, 12, restaurantecolmeiaviseu.negocio.site 

Mais sobre Viseu:

Distância: a 9km de Marialva e a 91 km de Coimbra
Quanto tempo ficar: meio dia dá para ver o básico, mas para conhecer a parte de vinhos aposte em um pernoite 
Imperdível: o Museu dos Tesouros da Sé reúne 900 anos de arte sacra  

Leia também: 

8 dias de carro no centro Portugal: o que fazer, onde comer e ficar

Guia completo sobre Porto e o Norte de Portugal

Algarve: roteiro praia a praia no sul de Portugal

Santa Cruz: uma caixinha de surpresas na costa portuguesa

Óbidos: a vila medieval cheia de história e livrarias

Fátima: o epicentro religioso de Portugal

Conheça a riqueza histórica e as festas de Tomar, em Portugal

Uma visita ao Castelo de Almourol, em Portugal

Serra da Estrela, o maior parque nacional de Portugal

Conheça Belmonte, a aldeia onde nasceu Pedro Álvares Cabral

Marialva, o lado mais rural de Portugal

Coimbra: a cidade dos tesouros literários

 

Compartilhar: