fbpx
  • Seu carrinho está vazio.
HomeDestinosAmérica do SulBrasilO que fazer em Socorro, no interior de SP

O que fazer em Socorro, no interior de SP

O que fazer em Socorro, no interior de SP

Ecoturismo e hotéis-fazenda transformam a pequena cidade da Serra da Mantiqueira em opção ideal para curtir a natureza

Por Samirah Fakhouri e Rosy MacQueen

Rafting em Socorro
Quer ter acesso, em primeira mão, a dicas e curiosidades sobre destinos no Brasil e ao redor do mundo?
Entre para o nosso grupo no WhatsApp ou Telegram e fique por dentro de tudo!

Entrar no grupo Telegram! Entrar no grupo WhatsApp!

Socorro é daquelas típicas cidades do interior paulista, com a vida acontecendo ao redor da praça da Matriz e seu coreto. Só que ela tem o bônus de ser agraciada não só pela paisagem da Serra da Mantiqueira, mas também por rios de corredeira, mirantes naturais e hotéis-fazenda.

Graças a essa combinação, ela ganhou fama pelo turismo de aventura democrático e acessível, que inclui desde os pets até os cadeirantes, sendo a primeira cidade brasileira a obter certificação internacional para atividades como rafting, rapel, tirolesa e boia cross.

Sendo assim, fazendo jus ao título de Cidade da Aventura, o rafting no Rio do Peixe é uma das atrações mais concorridas de Socorro. Os botes infláveis para até seis pessoas, sempre liderados por um instrutor, deslizam por pelo menos dez corredeiras, em percursos de até três horas de duração – com opção de saídas noturnas para adicionar emoção.

E mais: quem viaja com cachorro pode até levá-lo a bordo! Outra aventura divertida, dessa vez em terra, são os quadriciclos, que fazem rotas variadas, como a da cachaçaria artesanal, a das cachoeiras e a do mirante da Pedra da Bela Vista, por exemplo. Atividades que, certamente, a família toda vai curtir.

Rafting com cachorro

Rafting com cachorro? Em Socorro dá para fazer! (foto: divulgação)

 

Passeio de quadriciclo

O passeio de quadriciclo também faz a alegria dos turistas (foto: Rios de Aventura)

 

Mirante da Pedra da Bela Vista

Mirante da Pedra da Bela Vista (foto: Soulpics Photography)

 

Curtindo os parques de Socorro 

Além disso, há vários parques de lazer pela cidade, ideais para passar um dia inteiro – e a noite também, já que muitos contam com pousadas ou hotéis. É o caso do Parque de Aventura Monjolinho, que oferece escalada, boia cross, arvorismo, off-road, rapel, tirolesa, stand up paddle e trilhas ecológicas.

A entrada para passar o dia todo, incluindo almoço e quatro atividades, custa a partir de R$ 148.  Dá para almoçar no restaurante da propriedade e depois ficar de boa nas espreguiçadeiras de frente para o rio. Dentro do parque, fica a Pousada Mata que Canta, com chalés simples de madeira que acomodam até cinco pessoas.

Na mesma pegada, o Parque dos Sonhos é um hotel-fazenda a 15 km do centro, que pode ser aproveitado também por quem não está hospedado. No esquema de day-use, o visitante pode curtir a área de lazer, as trilhas e as cachoeiras, além de escolher atividades como arvorismo, rapel e cavalgada. Ou seja, atividades para todos os gostos.

Arvorismo

O arvorismo é uma das atividades que os turistas encontram no Parque dos Sonhos (foto: divulgação)

 

Cavalgada

Cavalgada em família no Parque dos Sonhos (foto: divulgação)

 

Cachoeira no Parque dos Sonhos

Cachoeira no Parque dos Sonhos (foto: divulgação)

 

Tirolesas à sua escolha

O destaque são as tirolesas, com oito opções, que variam de 50 metros a um km de extensão, alcançando até 140 metros de altura. O diferencial aqui é que, em vez de ir sentado, o aventureiro vai de bruços, como se estivesse voando. A Tirolesa Voadora atinge 60 km/h e, veja só, cruza a fronteira entre São Paulo e Minas Gerais. E aí, tem coragem? No restaurante do parque, tem comida típica da fazenda feita em fogão a lenha. Boa parte dos produtos, aliás, é cultivada ou feita ali mesmo.

Tirolesa Voadora

Tirolesa Voadora (foto: divulgação)

 

Campo dos Sonhos

Da mesma rede, o Campo dos Sonhos é outro hotel-fazenda que oferece day-use e atividades para toda a família, como charrete, quadriciclo, pescaria, ordenha de vaca e plantio de árvores. Um dos passeios legais para as crianças percorre a fazenda a bordo de um trator, com direito a alimentar animais como porcos, avestruzes e até uma lhama! Também é possível conhecer a horta orgânica e o local de produção de café e cachaça.

Já no Parque Pedra da Bela Vista, a hospedagem é mais “rústica”. Afinal, trata-se de um soft camping, espécie de acampamento com alguma comodidade: os pequenos chalés são equipados com cama, cadeiras e mesinha de apoio, além de e wi-fi.

Os banheiros e vestiários, porém, são externos. Entre as atividades, há rapel com quase cem metros de descida (o maior de Socorro), arco e flecha, caminhadas por grutas e slackline.

Mas não é preciso dormir lá para aproveitar o pôr do sol no mirante mais alto da cidade. Ao som de voz e violão, é um ótimo momento para degustar quitutes e beber um drinque no bar e restaurante da propriedade. Além do mais, ali servem o pan de palo, tradição peruana que consiste em colocar a massa de pão espetada em uma haste para assar na fogueira. Depois de assada, leva recheios como muçarela, calabresa e caponata de berinjela.

Por fim, outro lugar para terminar o dia pode ser o Mirante do Cristo. Reformado, conta com elevadores para atender melhor os portadores de necessidades especiais. Aos pés de um Cristo Redentor em miniatura, a vista da cidade é linda!

O Cristo em miniatura da cidade de Socorro

O Cristo em miniatura da cidade de Socorro (foto: divulgação)

 

Como chegar a Socorro 

A 140 km de São Paulo, Socorro é um destino fácil de encaixar em um final de semana. As principais rodovias de acesso, a partir da capital paulista, são a Dutra e a Fernão Dias.

Como já mencionado acima, os parques de aventura são uma boa opção para passar um dia repleto de atividades ou até pernoitar, já que boa parte deles conta com hospedagem. Há várias agências locais que oferecem os passeios, como a ProximAventura (proximaventura.com.br) e a Rios de Aventura (riosdeaventura.com.br). Também os próprios hotéis, muitas vezes, cuidam de reservar as atividades para seus hóspedes na hora mesmo

Portal de Socorro

Portal de Socorro (foto: divulgação)

 

Boas compras, boa mesa

Porém, nem só de ecoturismo é feita Socorro. De polo produtor de café no século 19, a cidade se tornou, hoje, um famoso centro de fabricação de roupas. Por isso, dois endereços merecem a visita de quem está atrás de peças dos mais variados tipos.

Enquanto o Shopping Moda de Fábrica reúne 50 lojas de ponta de estoque focada em vestuário para adultos e crianças, a Feira Permanente de Malhas é uma boa opção para comprar blusas de inverno. Já o Espaço do Artesanato é para levar lembrancinhas feitas à mão.

Na hora da fome, a cidade também esbanja opções. Entre os restaurantes mais famosos, está o do hotel-fazenda Portal do Sol, que assa a tradicional costela de chão em seus churrascos. Porém, se a ideia é almoçar em meio à natureza, o Centro de Lazer Pitauá serve boa comida à beira de um lago, com destaque para os pratos de tilápia.

Centro de Lazer Pitauá

Centro de Lazer Pitauá (foto: Josué Costa Junior)

Para comida italiana, o Ristorante D’Napoli capricha nas toalhas em xadrez vermelho e branco, sobre as quais são servidos risotos, pizzas, massas e carnes. Já comida japonesa é no Hai Petiscaria e Temakeria, enquanto bons sanduíches são a pedida no Temple Burger. Por fim, um bom cafezinho pode ser tomado na Doce Arte, ambiente pequeno e aconchegante em que o cliente também aprende sobre o processo de moer os grãos e coar a bebida.

Enfim, a sobremesa fica por conta da centenária sorveteria Ademar, uma herança familiar que já está na terceira geração. De noite, vale conhecer o Jota Bar, o Old Stuff, o Lübeck e o Consulado Choperia, bons para petiscar e tomar um chope com banda ao vivo.

Prato do Restaurante Di Napoli

Prato do Ristorante D’Napoli (foto: divulgação)

 

Turismo acessível

Socorro se tornou referência no turismo com acessibilidade. Portanto, boia cross, rafting, tirolesa e rapel são algumas das atividades “radicais”, que, com o uso de equipamentos apropriados, podem ser praticadas por cadeirantes e portadores de necessidades auditivas, intelectuais e visuais. Há até mesmo atrações especiais para este último grupo: no Horto Municipal, por exemplo, um jardim aromático conta com sinalização tátil de pisos, mapas e placas em braille.

Turismo acessível

Turismo acessível no Parque dos Sonhos (foto: divulgação)

 

Onde se hospedar em Socorro 

 

Grínberg’s Village Hotel

O Grínberg’s Village Hotel tem ampla área de lazer com piscinas coberta e descoberta, quadra e lago. Seu Restaurante do Nicó é bastante tradicional por conta dos festivais temáticos. Entre chalés e apartamentos, as acomodações comportam até quatro pessoas. Além disso, animais de estimação são bem-vindos.

Estrada Municipal da Pompeia, 210. Clique aqui para ver fotos do hotel e o preço da diária.

 

Já baixou o App da Viajar pelo Mundo? Nele você encontra as últimas 24 edições da revista, além dos guias especiais. Assinaturas a partir de R$ 6,90! Baixe uma edição de graça para você conhecer! Disponível para IOS e Android. Clique aqui para baixar!

 

 

 

Continue seu roteiro pelo interior de São Paulo:

11 hotéis para dar uma escapada perto de São Paulo

Dicas de pousadas econômicas perto de São Paulo

Cunha (SP): escapada perfeita para um final de semana

5 motivos para visitar Bragança Paulista

Como aproveitar Campos do Jordão com as crianças

 

Você já pensou em acumular milhas aéreas suficientes para fazer uma viagem internacional por ano? Aguardar seus voos em qualquer lugar do mundo dentro de uma sala VIP? Ter seguros e proteções no dia a dia a nas viagens? Se você quer ser um viajante profissional, não perca esses dois e-books que a Viajar Pelo Mundo, em parceria com o site Falando de Viagem, prepararam. Chega de pagar por aquilo que você tem direito, está na hora de você conhecer todos os benefícios do seu cartão!

Clique aqui e aproveite!