HomeDestinosAmérica do SulIlhabela: praias paradisíacas perto de São Paulo

Ilhabela: praias paradisíacas perto de São Paulo

Ilhabela: praias paradisíacas perto de São Paulo

Ilhabela é bom refúgio para os olhos e o paladar. Afinal, não faltam atividades “in natura”, belas praias e muito sabor à mesa

Por Rafael Marques

Praia do Portinho

Ilhabela é um destino apaixonante para quem gosta de contato com a natureza. Afinal, o arquipélago tem 85% de seu território preenchido por uma reserva de Mata Atlântica e conta com mais de 40 praias, cachoeiras, rios e mangues que chamam o viajante para mergulhar nesse cenário natural encravado no litoral norte paulista, distante 210 quilômetros de São Paulo.

Para ir de São Paulo a Ilhabela, nada melhor do que alugar um carro. Clique aqui e pague no boleto ou em até 12 vezes!

Ainda tem dúvidas sobre como alugar um carro? Veja o passo a passo

Por isso adianto: para conhecê-la com mais intensidade, é preciso mais do que uma escapada no final de semana. Portanto, programe-se para passar ali pelo menos quatro noites.

Vela na Ponta das Canas

Vela na Ponta das Canas (foto: Fernando Tomanik/Sectur Ilhabela)

 

Bilhete para a balsa

Para começar a viagem com o pé direto, é fundamental comprar o bilhete on-line da balsa que liga o continente à ilha. Com hora e dia marcados, a travessia torna-se, certamente, mais cômoda e rápida (http://bit.ly/vpm-balsa-ilhabela).

Isso porque Ilhabela é um destino procurado em boa parte do ano, especialmente no verão. Ou seja, não é difícil a espera demorar mais de uma hora. A balsa parte a cada 30 minutos de São Sebastião e custa R$ 19 em dias de semana e R$ 28,50 aos finais de semana e feriados.

Com os pés na ilha, enfim, as atrações estão divididas entre as praias do lado norte e as do sul, além da vila, porção charmosa e histórica com um bem-bolado de restaurantes, sorveterias, creperias, bares e um mundo de lojinhas de suvenires e moda praia.

Fica a dica: as empresas parceiras do nosso site (Booking, RentCars, Seguros Promo, RCA, entre outras), acessadas através de links em nossos textos, oferecem um ambiente seguro e sigiloso para suas compras. Saiba mais

Praia do Sino

Praia do Sino (foto: Ronald Izold/Sectur Ilhabela)

 

Praias do Norte de Ilhabela

 

Praia de Santa Tereza

Extremamente fotogênica, com dezenas de barcos atracados, é mais uma praia contemplativa do que para banhos de mar. Além disso, o entardecer ali é digno de fotos instagramáveis. Então, prepare a memória do celular.

Leia também: Como fazer boas fotos de viagem com o celular

Praia de Santa Tereza

Praia de Santa Tereza (foto: Mariana Sampaio/Sectur Ilhabela)

 

Praia do Saco do Indaiá

Grudadinha em Santa Tereza, já é uma opção para se esticar na areia e nadar. Por fim, costuma ser sossegada e acaba fisgando tanto o visitante que está em Santa Teresa como o que foi até o Mirante dos Barreiros, que fica bem perto.

 

Mirante dos Barreiros

A ida até o mirante rende, certamente, belas fotos e serve como um ótimo GPS para guiar o visitante para os próximos passeios e praias. Do alto, enxerga-se parte do canal de São Sebastião, que separa Ilhabela do continente, e também o Yatch Club da cidade, com seus iates empoderados.

 

Praia da Armação

A quatro quilômetros do mirante, a Praia da Armação é conhecida como um dos principais pontos de Ilhabela para a prática de esportes náuticos – por ali, também, os ventos do Canal de São Sebastião atingem seu ápice. No acesso à areia, a empresa BL3 aluga equipamentos e ainda instrui praticantes de primeira viagem.

A Armação conta também com uma igrejinha que ainda realiza casamentos pé na areia. Dividindo o mesmo muro com a capela, o Bar Vila Salga, por sua vez, vira point para depois da cerimônia. Em dias sem festa, por exemplo, o bar acaba fazendo sua própria balada com shows de música ao vivo e, claro, muita gente animada.

 

Praia do Pinto

Chega-se a partir de uma trilha curta que sai da Armação. Ninguém resiste a um mergulho pulando do píer da prainha.

 

Praia da Pedra do Sino (Guarapocaia)

Com opções com bares e restaurantes de frente para o mar, a Praia do Sino desperta a curiosidade por ser local da misteriosa pedra que soa como um sino. Para ouvir o soar, peça um martelinho no Bar e Restaurante Pedra do Sino, que faz frente à atração e conta com um deque para saborear petiscos e também a vista. Depois, para chegar à pedra, há uma passarela de madeira no canto da praia.

Passarela da Pedra do Sino

Passarela da Pedra do Sino (foto: Fernando Tomanik/Sectur Ilhabela)

 

Praia de Siriúba

Parada gostosa para fazer uma boquinha, o bar e restaurante Ballena tem ótima estrutura de praia com espreguiçadeiras e guarda-sóis, além de oferecer toalha, repelente e protetor solar aos interessados em esticar por ali depois do almoço.

Para abrir o apetite, aposte na saborosa casquinha de camarão, gratinada com queijo parmesão. O carro-chefe da casa é o Frutos à Marbella, combinação de frutos do mar variados salteados com alho, tomate, cebola, vinho branco e açafrão. Enquanto aguarda seu pedido, vale a pena experimentar um dos drinques especiais da casa, como o fotogênico Super Bloody Mary, por exemplo.

Na alta temporada, o Ballena ainda cria um bar marítimo para atender quem chega de barco ou de lancha. Uma embarcação é equipada com bebidas e comidinhas práticas e vai para o mar atender a clientela que chega navegando. Ou seja, mais praticidade, impossível.

 

Praia do Arrozal

Uma pequena trilha no canto direito de Siriúba leva à tranquila Praia do Arrozal, uma boa opção para ficar tranquilo vendo as ondas baterem na areia. Ali, outra igrejinha encravada nas rochas dá o ar da graça e rende belas fotos.

 

Praias do Sul de Ilhabela

Praia do Portinho

Compacta e charmosa, tem um píer agradável que chama para passar o fim da tarde e as noites em boa companhia. O local dispõe, também, de estacionamento, quiosques e uma igrejinha.

Cachoeira dos Três Tombos

São três quedas d’água que dão nome a uma das cachoeiras mais famosas de Ilhabela. Para chegar às cascatas, porém, é necessário passar pela portaria de uma propriedade privada que faz o controle da entrada. Dá para parar o carro bem próximo à pequena trilha e dali são menos de 20 minutos de caminhada por uma trecho bem tranquilo.

Que tal alugar seu carro com condições especiais de pagamento? Clique aqui e confira!

Veja aqui 5 dicas para alugar carro de forma segura 

As duas primeiras cachoeiras são gostosas para banhos e o negócio é ficar sentado ali nas pedras e contemplando a natureza. Já a última, por sua vez, tem uma grande queda d’água que rende as melhores fotos.

Cachoeira dos Três Tombos

Cachoeira dos Três Tombos (foto: Marco Yamin/Sectur Ilhabela)

 

Praia da Feiticeira

Uma das praias mais procuradas em Ilhabela é a da Feiticeira. Ela conta com um estacionamento da prefeitura e não há comércios, só os ambulantes. Enfim, uma boa oportunidade para aprender e praticar stand up paddle.

 

Praia do Julião

Ótimo lugar para pessoas com mobilidade reduzida, com vagas exclusivas e trecho plano de areia que vai até o mar. O local ainda conta com diversas pedras encravadas na areia que, com as águas do mar, formam pequenas piscinas naturais. Portanto, aproveite para se refrescar.

 

Praia Grande

Uma praia simples, porém tão gostosa quanto as outras: conta com quadras poliesportivas abertas ao público e outra igreja em frente ao mar.

 

Praia do Curral

Tida por muitos como a mais badalada de Ilhabela, dispõe de infraestrutura nos arredores, com hotéis, pousadas e bares. Na alta temporada, a música rola solta na areia.

 

Para dentro da Mata Atlântica

Mais da metade do território da ilha é de preservação ambiental e um bom passeio para admirar esse cenário é atravessar os 22 quilômetros que cruzam o Parque Estadual de Ilhabela até a Praia de Castelhanos, localizada no lado leste do arquipélago.

Entretanto, a travessia para este lado da ilha só pode ser feita com veículos 4×4 ou barcos e é controlada com horários específicos para entrada e saída, uma vez que há apenas uma via para o trajeto.

Fiz o passeio com os jipes da operadora turística Maremar. Os carros levam até seis pessoas e têm as laterais abertas para os passageiros curtirem o visual. Enquanto isso, acontecem várias paradas pelo caminho e o guia aproveita para contar curiosidades sobre a flora e fauna locais, mostrando plantas que ainda são utilizadas como remédios naturais. Vivem ali mais de 350 espécies de aves.

Trilha de jipe

Trilha de jipe pelo Parque Estadual de Ilhabela (foto: Efrain Davila/Sectur Ilhabela)

Praia dos Castelhanos

O percurso de mais ou menos uma hora termina em Castelhanos, uma das praias mais belas da região.

Areias claras beiram o mar aberto. Além disso, a praia de quase dois quilômetros tem o formato de coração. Para avistá-lo, uma pequena trilha no canto direito da praia sobe as encostas da montanha e oferece vista panorâmica da orla.

Castelhanos serve também como premissa para explorar outras enseadas, como as Praias Mansa, Vermelha e Figueira, por exemplo. Quem preferir água doce e tiver maior disposição para fazer trilhas, a Cachoeira do Gato tem 80 metros de altura e pode ser vista da areia de Castelhanos.

Para comer por ali, o Quiosque do Alemão manda superbem nos pratos com peixes e frutos do mar, sempre fresquinhos e geralmente pescados pela comunidade local. Se estiver acompanhado, o Peixe Grelhado à Meuniere com molho de alcaparras, champignon e salsinha rende bem duas porções. Por fim, para beber, aposte na especialidade da casa, a caipirinha de folha de mexerica.

Praia dos Castelhanos

Praia dos Castelhanos (foto: Luis Daniel Molinari/Sectur Ilhabela)

 

A vida em Ilhabela além das praias

Quando a noite cai, a vila de Ilhabela é um endereço gostoso para caminhar, comer e comprar. Tudo gira ao redor da Praça Coronel Julião e de seu chamariz colorido que espirra jatos de água em sequência. As crianças piram tentando não se molhar.

Nesse miolo fica a Igreja Matriz de Ilhabela, uma das construções arquitetônicas mais antigas da cidade, feita pelos escravos no século 19, que usaram pedras, conchas e óleo de baleia como materiais. Passou por reformas com o tempo, mas partes da sua construção original ainda podem ser vistas. No interior, ostenta um belo painel dedicado a Nossa Senhora D’Ajuda e Bom Sucesso.

Igreja Matriz de Ilhabela

Igreja Matriz de Ilhabela (foto: Aurelio Rufo/Sectur Ilhabela)

Gastronomia em Ilhabela

Bem perto, a Creperia N’Areia ficou conhecida pelos seus recheios generosos e por oferecer mais de 20 opções de sabores a partir de R$ 18. Enfim, cumpre bem o papel de um jantar ou um lanche rápido e barato. Se quiser algo com sustância, peça sem medo frango com bacon; mais doce, invista em Nutella com banana ou goiabada.

Para um jantar especial, o italiano Capitano empolga com suas massas caseiras, a exemplo do Tagliatelle Nere, feito com tinta de lula, camarões, tomates e alcaparras. Não à toa, um sucesso há 15 anos.

Por fim, outro ponto para curtir um almoço com vista é no All Mirante, bem ao sul da ilha. O carro-chefe é o camarão na moranga, que chega na mesa muito bem servido, aliás, e que dá para duas pessoas, acompanhando o suco fresh com limão, mel e manjericão que refresca bem.

Como o próprio nome já diz, um mirante presenteia o visitante com cenários lindos e quem chega para almoçar costuma ficar até o final da tarde para aproveitar o pôr do sol. Ou seja, prepare-se para as belas paisagens.

Restaurante All Mirante

Restaurante All Mirante (foto: Marcos Mesquita)

 

Onde se hospedar em Ilhabela

Durante os dias na ilha, fiquei no hotel Itapemar, na praia do Saco da Capela, a 800 metros da vila. As suítes ficam em diferentes níveis e, quanto mais alto, mais belas as vistas para a praia e para os veleiros e barcos que atracam ali. São seis categorias de hospedagem – as mais sofisticadas, aliás, têm banheira no terraço.

A pensão inclui café da manhã e a infraestrutura dispõe de duas piscinas, quadra de tênis, academia, serviço de praia e ainda um concierge para informar e planejar os passeios. Diárias a partir de R$ 420, casal, com café da manhã. Reserve aqui.

Outra opção de hospedagem é o Hotel Vila Kebaya, localizado a a 300 metros da Praia do Saco da Capela. O hotel 4 estrelas dispõe de um bar e quartos com ar-condicionado, wi-fi gratuito e banheiro privativo. Além disso, os quartos oferecem TV de tela plana via satélite e os hóspedes podem contar com banheira de hidromassagem e sauna. Reserve aqui.

Por fim, há também a Pousada Villa Caiçara, que oferece localização privilegiada, a apenas 3,5 km do centro de Ilhabela. Oferece, também, TV de LCD, frigobar e banheiro privativo com chuveiro. Reserve aqui.

 

Ainda não achou seu hotel em Ilhabela? Então clique e veja mais opções

 

Piscina do Hotel Itapemar

Piscina do Hotel Itapemar (foto: divulgação)

 

Atividades e cultura sustentáveis

Por ter uma localização privilegiada e ventos constantes que adentram no Canal de São Sebastião, Ilhabela leva o título de Capital Nacional da Vela. Afinal, desde 1973, é palco da Semana Internacional da Vela, maior competição da categoria na América Latina.

Na Escola Lars Grael, por exemplo, rolam atividades com crianças da ilha para que elas criem aptidão para os esportes náuticos, oferecendo instrução e refeições durante a semana para que não fiquem nas ruas.

Vela

Ilhabela leva o título de Capital Nacional da Vela (foto: Marco Yamin/Sectur Ilhabela)

Foi ali que tive a primeira oportunidade de velejar. O respeito com o mar e com os ventos é extremo, uma verdadeira aula de concentração, afinal, o barco não contém motor e é direcionado apenas pela união das forças dos ventos, do mar e do homem.

Mas a quantidade de atividades que envolvem o respeito com a natureza em Ilhabela vai além. A Base Alpha, localizada na Praia do Perequê, próxima à vila, oferece outros esportes alternativos, como a canoagem polinésia e uma academia de esportes outdoor.

Mergulho na Ilha das Cabras

Mergulho na Ilha das Cabras (foto: Thiago Guirado/Sectur Ilhabela)

Mergulho em Ilhabela

O mergulho também é forte nessas bandas. São 48 pontos com a possibilidade de encontrar tartarugas, polvos, corais e várias espécies de peixes bem de pertinho em um mergulho de snorkel ou com cilindro. Isso, claro, além de baleias que chegam à costa em busca de águas mais quentes para procriarem.

 

Leia também: Como tirar o certificado de mergulho?

 

O local mais procurado para ver as belezas submersas é a Ilha de Cabras, propício para iniciantes e com profundidade de seis metros e um recife artificial com a estátua de Netuno.

Ilha das Cabras

Ilha das Cabras (foto: Efrain Davila/Sectur Ilhabela)

Os náufragos

Outra atração que figura no fundo do mar são os naufrágios. O arquipélago foi, inclusive, palco de inúmeros afundamentos nos períodos coloniais – passeio reservado para mergulhadores experientes que conseguem ver como a ilha é bela dentro e fora da água.

Viagem a convite da BRAZTOA e Secretaria de Desenvolvimento Econômico e do Turismo de Ilhabela

 

Leia também:

Um final de semana em Brotas: veja as dicas

5 resorts para curtir o feriado perto de São Paulo

Olímpia: parques e águas termais no interior de SP

Cunha (SP): escapada perfeita para um final de semana

Compartilhar: