HomeGiro pelo MundoDicasComo fazer boas fotos de viagem com o celular

Como fazer boas fotos de viagem com o celular

Como fazer boas fotos de viagem com o celular

Enquadramento, foco, luz e mais: saiba como melhorar a qualidade das suas fotos de celular durante uma viagem

Por Cristiane Sinatura

Nem todos os que viajam têm o dom de fazer boas fotos com o celular. Por isso, confira as dicas a seguir para melhorar a qualidade das suas imagens:

 

1. Enquadramento nas fotos com o celular

A lei dos terços é um dos fundamentos básicos da fotografia: imaginando um jogo da velha no visor, os objetos de destaque da foto devem ficar nos pontos de intersecção das linhas. Alguns celulares, inclusive, já mostram o desenho na própria tela.

Não se contente com o primeiro enquadramento. “Mova o celular para cima, para baixo e para os lados: uma nova perspectiva, mais interessante, pode surgir com uma pequena mudança de direção”, sugere o fotógrafo Fabio Tieri, vencedor do concurso mundial de imagens de natureza da International Society of Photographers. Evite poluição visual. Por desatenção, objetos não desejados podem estragar as fotos feitas com o celular, como uma lixeira na rua ou pratos de comida inacabados na mesa, por exemplo.

Às vezes, direcionar o celular ligeiramente para o lado ou dar um passo à frente resolve essas interferências. Valorize detalhes. “Pessoas na foto atraem atenção, mas não precisam aparecer de corpo inteiro. Enquadrar apenas as mãos junto às frutas em uma feira livre, por exemplo, ou os sapatos sobre um chão diferente pode render imagens interessantes”, sugere João Kulcsár, professor do curso de Tecnologia em Fotografia do Centro Universitário Senac.

Vai ao exterior e ainda não contratou um seguro viagem? Então veja aqui como fazer isso e por que ele é tão importante

Não se contente com o primeiro enquadramento da foto

Não se contente com o primeiro enquadramento da foto (imagem: shutterstock)

Que tal viajar conectado 100% do tempo?


Já imaginou não ter internet para pedir um Uber, acessar um mapa, mandar foto ou trocar mensagens com os amigos durante a sua viagem dos sonhos?

Acesse o link abaixo e receba o seu chip em casa, antes mesmo de embarcar para as férias.

Confira aqui as vantagens de adquirir um chip da nossa parceira America Chip:
- Entrega em até 10 dias úteis
- Planos a partir de 5 dias com internet ilimitada 4G
- Atendimento em português
- Seu Whatsapp com o mesmo número
- Pagamento em Real e em até 6x
- Configuração do chip extremamente fácil
- Excelente custo benefício e sem dúvida a opção mais fácil e sem surpresas para ter internet ilimitada


 

2. Iluminação

Coloque-se sempre de costas para o sol ou a fonte de luz. Quando não é feito da maneira correta, o efeito de contraluz pode estragar suas fotos do celular. Explore a iluminação natural. “A foto fica mais bonita quando a luz ilumina a pessoa ou o objeto lateralmente”, recomenda Tieri. “Se o sol bate diretamente, a imagem fica dura.”

A melhor luz para fotografar é a da manhã ou do fim da tarde. Ou seja, evite fotografar no meio do dia. Ao clicar na tela do celular, você escolhe a área a ser iluminada, enquanto o restante fica escurecido. “É preciso fazer uma escolha. Você pode tirar fotos ‘acendendo’ diferentes pontos para ver qual fica melhor”, recomenda Kulcsár.

Evite o uso de flash, que pode tirar o volume e o contraste, além de estourar a imagem. “Se for necessário usá-lo, vale suavizar cobrindo o flash com materiais translúcidos, como um pedaço de papel vegetal ou até mesmo um copo plástico”, sugere Tieri. Outra opção é iluminar a cena indiretamente com a lanterna de outro celular.

“Em dias de céu fechado, quando a iluminação fica mais cinzenta, abuse das cores de roupa, objetos ou fundo, assim sua foto ficará bem interessante”, recomenda a fotógrafa Maria Emilia Dinat Monteiro.

A melhor luz para fotografar é da manhã ou do fim da tarde

A melhor luz para fotografar é da manhã ou do fim da tarde (foto: shutterstock)

 

3. Foco nas fotos com o celular

Para definir o foco, toque mais de uma vez o objeto a ser destacado na tela do celular antes de fazer o clique. Depois de ajustado, certifique-se de não relar mais na tela, pois a câmera pode entender ali um novo ponto de destaque – mesmo que seja um dedo “acidental”. Segure firme o celular e tenha calma. Às vezes, até mesmo o movimento da respiração pode tremer e desfocar a imagem.

Em fotos tipo macro, quando se quer valorizar um detalhe, aproxime o celular do objeto. Um pouco de zoom pode ajudar. Toque o objeto na tela para dar foco e enquadre um pouco de fundo, desfocado, para dar dimensão. Fotos com foco ruim podem ser amenizadas com a ferramenta de nitidez disponível em apps de celular (como Adobe Photoshop Express e o próprio Instagram). Além disso, o efeito preto e branco também é um bom aliado. “Ajuste o contraste, a nitidez e o brilho para deixar os tons bem pretos e não cinzas”, recomenda Fabio Tieri.

Você sabe como usar seu celular no exterior? Neste link explicamos como não ficar sem internet e o que é roaming internacional

Defina bem o foco

Defina bem o foco (foto: shutterstock)

Faça uma viagem tranquila e segura. Não deixe de contratar um seguro viagem.


Imprevistos acontecem e podem atrapalhar demais a sua viagem. Se aqui no Brasil você tem um seguro saúde para emergências, por que correr o risco de viajar sem uma cobertura?

Além disso, você sabia que na Europa alguns países exigem um seguro contratado na imigração e que um simples exame de raio-x nos EUA pode custar até US$ 300?

Faça agora mesmo uma cotação on-line na Seguros Promo e compare o preço das melhores seguradoras do Brasil. É rápido, fácil e você recebe a cotação na mesma hora. Por exemplo, um seguro básico, para 7 dias na Europa, chega a sair por apenas R$ 72*

Principais vantagens:
- Parcelamento em 12x sem juros no cartão de crédito
- Mais barato do que comprado direto em seguradora
- Melhor preço garantido, cobertura de qualquer oferta de seguro viagem
- Atendimento 24h em português
- Seguro bagagem
- Seguro contra acidentes pessoais
- Assistência médica e hospitalar
- Seguro para cancelamento e atraso de voos
- Reembolso com despesas médicas e muito mais


* Cotação realizada em março/2020 para uma viagem entre os dias 27/12/2020 e 01/03/2021 para um viajante menor de 68 anos.

 

Como fotografar…

Comida

João Kulcsár recomenda aproximar a câmera do prato em vez de dar zoom. “Usar o espaço e outros objetos na composição, enquadrando mais que a comida, ajuda a dar dimensão.” Maria Emilia sugere caprichar na combinação da toalha com a louça, por exemplo. Usar filtros com tons quentes deixa a comida mais apetitosa, segundo Fabio Tieri.

“Além disso, leve o prato para um ponto de luz, que incida, preferencialmente, de forma lateral. Fotografar perto de uma janela é o ideal”, diz. “Cuidado para que a sua mão e o próprio celular não façam sombra em cima da comida”, alerta Maria Emilia.

Paisagem

Fotografe na horizontal para obter um enquadramento mais amplo, abrindo as laterais. Usando a lei dos terços, mantenha a linha do horizonte na porção inferior da imagem (correspondente a 1/3 da tela) se a ideia for valorizar um céu bonito.

Agora, se a paisagem terrestre for o destaque, mantenha o horizonte na parte superior. O interessante é sempre ter um pouco de céu ou de terra para dar referência. “O desequilíbrio de proporção entre os elementos deixa a foto elegante”, diz Tieri.

Pessoas

Ao fotografar alguém em frente a um monumento ou uma paisagem, não deixe as pessoas muito pequenas na foto só para que o fundo caiba completamente. Posicione-se a uma distância que favoreça tanto objeto quanto cenário. Se o fundo não importa, preencha todo o quadro com as pessoas.

Se estiver fotografando na vertical, enquadre as pessoas na altura da coxa (o chamado plano americano) e mantenha o celular no nível da barriga – isso evita que os rostos se deformem por conta da lente automática. Um pouco de zoom ajuda a quebrar essa distorção. Atente para não cortar braço ou cabeça. Se fizer um zoom de rosto, mantenha o ombro no enquadramento.

Fotografe sempre na altura da pessoa – com crianças ou animais, agache-se. “Para encobrir ruguinhas, nariz grande, queixo alongado ou outras características que se desejam amenizar, o ideal é que a luz seja frontal. Coloque a pessoa virada de frente para a janela”, orienta Tieri.

Pôr do sol

Fotografe em duas versões: uma no modo automático (com as configurações que o próprio smartphone ajusta) e outra tocando a tela onde se deseja iluminar. “Imagens com subexposição, ou seja, menos luz, ficam melhores em geral”, afirma Kulcsár. Segundo Tieri, “se você abaixar um pouco o celular, enquadrando menos céu, a câmera entende que precisa ler a parte escura, mas estoura um pouco o céu”.

Evite enquadrar apenas o sol e o céu. Monte “camadas”, como uma pedra no primeiro plano, para que a imagem não fique chapada.

Pontos turísticos

Crie novos pontos de vista e perspectivas: agache-se, incline o corpo, suba em alguma coisa, deite-se. “Até mesmo o pau de selfie pode ajudar a conseguir ângulos diferenciados”, afirma João Kulcsár.

Enquadre apenas pedaços do monumento ou fotografe como ele é visto de outros pontos da cidade. Para dar imponência a uma construção, fotografe de baixo para cima, com o celular rente ao chão, por exemplo.

Objetos em movimento (trem, carro, etc)

Se a ideia é borrar o objeto e manter o fundo estático, mantenha o celular bem parado enquanto clica. Para congelar o objeto e borrar o fundo, acompanhe o movimento com o celular enquanto vai clicando.

Está planejando sua viagem e tem dúvidas sobre como alugar um carro? Veja aqui o passo a passo

 

Evite estes erros!

  • Muito zoom pode deixar a foto granulada.
  • Apertar forte na hora do clique pode deixar a imagem tremida.
  • Falta de equilíbrio entre objeto e fundo polui a foto.
  • Câmera suja embaça a imagem, dando impressão de velha.
  • Fique atento a marcas de dedo ou gordura.

 

Leia também:

Uso do celular no exterior: tudo o que você precisa saber

Aluguel de carro: veja como funciona

5 dicas para alugar carro de forma segura

Como fazer um seguro viagem: tire suas dúvidas 

 

Compartilhar: