fbpx
  • Seu carrinho está vazio.
HomeDestinosBrasil35 experiências em Pernambuco

35 experiências em Pernambuco

35 experiências em Pernambuco

Conheça as principais atrações no estado de Pernambuco

Por Cristiane Sinatura, João Brunhara e Karina Cedeño

Você sabia que a Viajar tem grupos gratuitos no WhatsApp e Telegram com dicas, serviços e muitas promoções de destinos no Brasil e no Mundo?
Faça parte desse grupo e comece a planejar a sua próxima viagem!

Entrar no grupo Telegram! Entrar no grupo WhatsApp!

Em Pernambuco não dá mesmo para ficar parado. Seja no carnaval de Recife e Olinda, quando foliões animados com o Galo da Madrugada e os bonecos gigantes lotam as ruas e ladeiras, seja nas jangadas rumo às piscinas naturais de Porto de Galinhas, a animação está garantida o ano inteiro. E o que dizer da beleza paradisíaca de Fernando de Noronha, um destino cada vez mais no radar dos viajantes, principalmente de casais em lua de mel? Sem falar na gastronomia, que fisga os turistas logo no primeiro dia da viagem, com delícias como o bolo de rolo e a cartola. São muitos atrativos em um só estado!

1. Passear no Centro Histórico do Recife

O Centro Histórico da capital, apesar de diversas transformações ao longo dos séculos, ainda preserva a arquitetura colonial. Nas ruas mais antigas da cidade há grandes exemplares de edifícios barrocos, como a Igreja Matriz do Santíssimo Sacramento de Santo Antônio.

2. Visitar o Paço do Frevo

Localizado no Centro Histórico do Recife, o Paço do Frevo é um espaço cultural que conta a história de um dos ritmos musicais mais populares de Pernambuco: o frevo. Por meio de imagens, sons, atividades lúdicas e artísticas, as informações são transmitidas ao público de forma interativa.

3. Ver os Bonecos Gigantes de Olinda

Na Rua do Bom Jesus, a mais antiga do Recife, a atração Embaixada de Pernambuco celebra umas das tradições mais populares do estado: os bonecos gigantes do carnaval de Olinda. O acervo representa várias personalidades feitas de materiais como gesso, fibra de vidro e isopor. Entre eles estão Neymar, Pelé, Messi, Lampião, Luiz Gonzaga, Roberto Carlos, Rita Lee, os Beatles, Elvis Presley e muito mais.

4. Conhecer o legado cultural Brennand

O Instituto Ricardo Brennand reúne objetos históricos relacionados ao período colonial e à ocupação holandesa no Nordeste. Ali, é muito interessante visitar o Castelo São João (um museu de armas brancas). Tem também o Parque das Esculturas, em frente ao Marco Zero. Além disso, vale a pena conhecer também a Oficina de Cerâmica Francisco Brennand, que expõe esculturas, pinturas, desenhos e escritos produzidos por Francisco Brennand.

Parque em frente ao Marco Zero

Parque das Esculturas (foto: shutterstock)

5. Fazer passeio de barco no litoral norte e sul 

Em Pernambuco o que não falta são passeios náuticos, seja no litoral norte ou sul do estado. Uma das opções é o passeio de barco pelos manguezais do Merepe e pelas praias de Muro Alto e Gambôa. Há também o passeio em Serinhaém, que passa pela Ilha de Santo Aleixo e pelas praias de Carneiros e Guadalupe. Por mim, até no Recife dá para passear de catamarã pelo Centro Histórico e arredores.

6. Navegar pelos rios do Recife

Há muitas maneiras de conhecer o Recife e uma delas é fazendo um passeio de barco sob as pontes da cidade. A navegação pelo Rio Capibaribe é realizada em catamarãs que passam pelas três ilhas do Centro Histórico: Santo Antônio, Recife Antigo e Boa Vista. O trajeto passa sob diversas pontes, como a Maurício de Nassau e a Duarte Coelho, momento em que é tradição bater palmas e fazer um pedido. Já vá pensando no seu.

7. Jantar na região dos Armazéns do Porto

Se o objetivo é sair para um lugar movimentado na capital, uma boa pedida é a região dos Armazéns do Porto, no Recife Antigo. Às margens do Rio Capibaribe, o local reúne diversas opções de bares, restaurantes, lanchonetes e sorveterias, além de um centro de artesanato.

8. Varar a noite em Olinda

As ladeiras de Olinda não são animadas apenas durante o carnaval. No resto do ano, diversos barzinhos e casas noturnas garantem a animação noturna. Entre as opções, há o Casbah, que, além de trazer pratos árabes no menu, também oferece um ambiente animado, seja com o ritmo do forró ou do reggae. Outra opção é o Pier House Club, onde você pode pedir uma pizza ou saborear um coquetel enquanto curte os shows de música ao vivo. A 10 km do Recife.

9. Badalar na noite da vila de Porto de Galinhas

O agito toma conta da vila de Porto de Galinhas principalmente à noite, quando o centrinho ca cheio de turistas rodando pelas lojinhas para garantir suvenires e procurando um bom lugar para jantar. Se a ideia é passar a noite na balada, também há diversas opções de lugares para dançar (inclusive forró) e se divertir até o sol raiar. A 63 km do Recife.

10. Curtir o Carnaval

O carnaval pernambucano envolve tradições de diversos lugares do estado. A região do Recife concentra a maior parte dos foliões, seja nos shows do Marco Zero, no bloco do Galo da Madrugada regado a frevo ou nas ladeiras de Olinda, com os bonecos gigantes. Mas os festejos também acontecem em outras regiões, como Bezerros, onde os foliões exibem suas fantasias feitas artesanalmente, e em Nazaré da Mata, onde o maracatu e os caboclos de lança ditam o ritmo.

Recife e Olinda são destaques nas festas de Pernambuco

Carnaval (foto: shutterstock)

11. Caminhar pelo Centro Histórico de Olinda

O Centro Histórico da cidade de Olinda é um destino imperdível para quem visita o litoral de Pernambuco. O município tem quase um terço de sua área total tombada como patrimônio histórico, preservando a herança deixada por colonizadores portugueses e holandeses. Entre os destaques estão o Convento de São Francisco e a Igreja do Carmo, com seu belíssimo altar dourado. A 10 km do Recife.

12. Admirar a arquitetura de Igarassu

Igarassu é uma das cidades mais antigas do Brasil, tendo sua fundação registrada em 1535. Além da arquitetura colonial presente em toda a porção antiga da Região Metropolitana do Recife, é possível visitar o Museu Pinacoteca de Igarassu, instalado no prédio do Convento de Santo Antônio, e conhecer um dos mais importantes acervos de pinturas da fase colonial brasileira. A 27 km do Recife.

13. Ir até as piscinas naturais de Porto de Galinhas

O passeio de jangada pelas piscinas naturais é uma experiência quase obrigatória em Porto de Galinhas. É da orla da praia que saem as jangadas e, em cinco minutos, levam os turistas até as piscinas naturais, represadas por recifes. As águas mornas e cristalinas revelam inúmeros peixinhos coloridos. Aproveite para fazer snorkel e admirar as belas paisagens. A 63 km do Recife.

14. Conhecer a história do Cabo de Santo Agostinho

Além de suas belas praias e paisagens paradisíacas, o Cabo de Santo Agostinho, localizado na região metropolitana do Recife, é um destino que tem muita história. O promontório é considerado um marco geológico mundial, por ter sido o ponto final de ruptura do continente Gondwana, que em sua divisão originou os continentes africano e sul-americano.

15. Apreciar o pôr do sol em Maracaípe

Ver o pôr do sol no Pontal de Maracaípe, perto de Porto de Galinhas, é um passeio indispensável para os casais apaixonados, não só pela paisagem belíssima ao entardecer, como também pelas lembranças que carão depois da viagem. Aproveite para fazer o passeio de jangada e para banhar-se nas águas tranquilas do Pontal, no qual o rio encontra o mar. A 64 km do Recife.

16. Fazer trilhas em Bezerros

A Reserva Ecológica da Serra Negra, localizada no município de Bezerros, é o local ideal para quem gosta de se aventurar ao ar livre. Os trechos de Mata Atlântica, açudes, grutas e mirantes garantem o contato intenso com a natureza e a descoberta de belas paisagens. Uma dica é a trilha da Pedra Pintada, cujo percurso é feito em terreno íngreme até o topo, onde ca um cruzeiro em madeira. A 115 km do Recife.

17. Casar na Praia dos Carneiros

Um dos cenários mais paradisíacos para trocar alianças é a Praia dos Carneiros, especialmente em sua capelinha de São Benedito, à beira-mar e rodeada por coqueiros. E é possível estender as comemorações por ali mesmo, afinal, há muitos lugares que oferecem estrutura de alimentação, serviço de praia e banheiros. Aproveite para curtir o marzão verde e as piscinas naturais cheias de peixes coloridos. A 98 km do Recife.

Destino bastante procurado para casamentos

Praia dos Carneiros (foto: shutterstock)

18. Fazer um passeio de balão em Bonito

Se a ideia é aproveitar o dia em meio à natureza, o município de Bonito, localizado entre a Zona da Mata e o Agreste pernambucano, é uma ótima pedida. Por lá, além de banhar-se em cachoeiras, dá para fazer um belíssimo passeio de balão. Com duração de uma hora, o voo revela ângulos privilegiados da paisagem ao redor e dá aquele friozinho na barriga. A 140 km do Recife.

19. Relaxar em um hotel fazenda

O turismo de Pernambuco vai muito além de sol e praia e também oferece aos visitantes a oportunidade de relaxar em meio à natureza. Há muitos hotéis fazenda no Agreste pernambucano e na Zona da Mata, que contam com um ambiente tranquilo e atividades para crianças e adultos. Um deles é o Portal de Gravatá, que oferece aos hóspedes a oportunidade de tirar leite da vaca, alimentar animais, passear de charrete, pescar e muitas outras experiências típicas do turismo rural. A 87 km do Recife.

20. Passar o Réveillon em Carneiros

Carneiros não é só calmaria, e prova disso é a festa de Réveillon que acontece na praia. A programação da virada garante cinco festas com atrações do Brasil todo e de outros países. Isso tudo com open food e open bar premium! A 98 km do Recife.

21. Refrescar-se nas cachoeiras de Bonito e São Benedito

As cidades de Bonito e São Benedito do Sul são os destinos ideais para quem quer visitar belas cachoeiras. A mais conhecida em Bonito é a Véu de Noiva, com 32 metros de queda. Ela é muito procurada por quem gosta de fazer rapel, mas, se a ideia é banhar-se em águas tranquilas, prefira a Cachoeira da Pedra Redonda ou a Cachoeira Paraíso, que certamente irão revigorar suas energias. Já em São Benedito do Sul, que conta com aproximadamente 20 quedas d’água, vale a pena conhecer o Poço do Caboclo e a Cachoeira da Laje. Bonito: a 135 km do Recife. São Benedito do Sul: a 174 km do Recife.

22. Assistir à Paixão de Cristo em Nova Jerusalém

Um imenso teatro ao ar livre. Assim é Nova Jerusalém, que fica no município de Brejo da Madre de Deus. Os cenários buscam representar a cidade de Jerusalém nos tempos em que viveu Jesus e é lá que acontece, todos os anos, durante a Semana Santa, o espetáculo A Paixão de Cristo, com mais de 500 atores. A 202 km do Recife.

23. Conhecer o Vale do Catimbau

Localizado no município de Buíque, o Parque Nacional do Catimbau preserva vestígios arqueológicos que datam de mais de 100 milhões de anos, além de pinturas rupestres e artefatos da ocupação pré-histórica, com pelo menos 6 mil anos. O local conta com mais de 42 sítios catalogados, sendo o segundo maior parque arqueológico do Brasil, atrás somente da Serra da Capivara, no Piauí. A 291 km do Recife.

24. Conhecer a terra de Lampião

Virgulino Ferreira da Silva, o Lampião, é, sem dúvida, uma das mais conhecidas guras da história brasileira, principalmente no Nordeste. O Rei do Cangaço nasceu na cidade de Serra Talhada, entre as mais importantes do Sertão de Pernambuco. E diversos de seus pertences, como as armas e roupas de couro utilizadas por ele e por seu bando, podem ser vistos no Museu do Cangaço, localizado na antiga Estação Ferroviária. A 412 km do Recife.

25. Fazer ecoturismo em Triunfo

Se o seu objetivo é fazer um passeio com bastante adrenalina, o Sertão pernambucano pode ser a solução. Na cidade de Triunfo dá para fazer rapel na Cachoeira das Pingas, com mais de 50 metros de altura e seis quedas d’água, e também na do Grito, com cinco quedas que formam uma piscina. Antes de chegar a elas, é preciso fazer algumas trilhas, passando pela Gruta d’Água de João Neco e pelo mirante do Pico do Papagaio – aproveite para admirar a vista. A 400 km do Recife.

Turismo ecológico no Sertão de Pernambuco

Ecoturismo em Triunfo (foto: shutterstock)

26. Dançar quadrilha em Caruaru e Arcoverde

Se tem um lugar bom para curtir uma festa junina é o município de Caruaru. E que festa junina! O São João de Caruaru é um dos maiores do Brasil e a festança dura todo o mês de junho. Arcoverde, no Sertão pernambucano, também promove uma das maiores festas juninas do estado. Ao som de forró e com a mesa farta de delícias como pamonha, canjica, arroz doce e munguzá, a cidade também é conhecida pela carraspana, bebida feita com mel e canela. Caruaru: a 136 km do Recife. Arcoverde: a 254 km do Recife.

27. Passar a lua de mel em Fernando de Noronha

O clima de romance está sempre no ar da Praia do Sancho, eleita como uma das mais bonitas do mundo pelos usuários do TripAdvisor. Um ótimo passeio para casais é mergulhar nas piscinas naturais da Baía dos Porcos (vá na maré baixa), finalizando o dia com um belo panorama do Morro Dois Irmãos. Aproveite também para ver o pôr do sol do Mirante do Boldró. A 542 km do Recife (acesso apenas de avião).

28. Mergulhar nos mares de Dentro e de Fora

Não é preciso ser mergulhador profissional para explorar as profundezas do mar de Fernando de Noronha. Até quem é iniciante na prática consegue aproveitar bastante a experiência em um dos melhores pontos de mergulho do Brasil e, com sorte, avistar tartarugas marinhas, tubarões e golfinhos. Tem opções de mergulho para todos os gostos: com snorkel e pé de pato, com cilindro e mais profundidade. A 542 km do Recife (acesso apenas de avião).

29. Fechar o ano no arquipélago

Passar a virada do ano em um dos destinos mais paradisíacos do Brasil é uma experiência única. O réveillon em Fernando de Noronha é festejado no Porto de Santo Antônio, com direito a show de artistas renomados. A 542 km do Recife (acesso apenas de avião).

30. Observar xilogravuras

A xilogravura é uma arte tradicional feita em madeira para retratar cenas da cultura nordestina. As guras são talhadas com facas e canivetes e, em seguida, a madeira recebe uma camada de tinta, sendo utilizada como matriz para estampar almanaques, folhetos de literatura de cordel, cartazes e outros utilitários. Dentre os principais artistas da xilogravura nordestina, muitos ainda continuam na ativa, como José Francisco Borges, que é considerado desde 2005 um Patrimônio Vivo de Pernambuco.

31. Esbaldar-se com a tapioca

Tem de carne de sol, de queijo coalho, de coco ralado… o que não falta em Pernambuco é tapioca, também conhecida como beiju. A iguaria é tão popular que foi reconhecida em 2006 como Patrimônio Imaterial e Cultural de Olinda. Se estiver na cidade no final de julho, não deixe de provar a tapioca gigante feita pela Associação das Tapioqueiras de Olinda, que é distribuída entre turistas e moradores.

32. Degustar os vinhos do Vale do São Francisco

Você sabia que a região do Vale do São Francisco, localizada no Sertão pernambucano, é responsável pela produção de 15% dos vinhos nos nacionais? Se você é um amante dos vinhos, aproveite para dar um pulo lá e visitar as vinícolas (com degustação!), que ficam nas cidades de Lagoa Grande e Santa Maria da Boa Vista. Um tour que renderá novos sabores e fotos em belas paisagens rurais, além de passeios de barco pelo Rio São Francisco.

33. Deliciar-se com a cartola

A sobremesa tipicamente pernambucana é feita com banana e coberta por queijo, manteiga, açúcar e muita canela. O nome vem justamente da cor escura da canela e do formato alto do queijo sobre a banana, que lembram o formato de uma cartola.

34. Provar o bolo de rolo

É um pecado ir a Pernambuco e não provar o bolo de rolo. A iguaria de origem portuguesa chegou ao Brasil há 300 anos e, em 2008, foi declarada Patrimônio Cultural e Imaterial do estado. Envolto por camadas nas de uma massa bem leve, o sabor mais tradicional é goiaba, mas há também outras versões, como doce de leite e chocolate. E não é qualquer um que sabe fazer o doce. Para prepará-lo é preciso dominar a técnica de espalhar o recheio e enrolar a massa.

35. Visitar fazendas de café

Em Pernambuco, tem dica para os amantes do café também: as cidades de Taquaratinga do Norte e Triunfo são o lugar ideal para visitar fazendas de café e conhecer cada etapa de sua produção. Taquaratinga do Norte, que é uma das principais cidades produtoras de café orgânico do Brasil, tem até um festival voltado ao produto, o Café Cultural, que acontece anualmente, trazendo shows e atividades culturais. Taquaratinga do Norte: a 193 km do Recife. Triunfo: a 405 km do Recife.

 

CAPITAL: Recife

NAS REDES: meudestinobrasil.com.br/pernambuco, @descubrapernambuco

MELHOR ÉPOCA: As temperaturas médias são de 25° C no Sertão pernambucano, 27° C no Sertão do São Francisco, 24 °C no Agreste e 27 °C na Zona da Mata e litoral. Os meses mais secos no litoral vão de outubro a fevereiro, sendo o interior mais seco. Abril e julho são os mais chuvosos.

COMO CHEGAR: Pelo Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes Gilberto Freyre, além do Terminal Integrado de Passageiros (rodoviária) e o Terminal Marítimo de Passageiros Nelcy da Silva Campos

ONDE FICAR

RECIFE

Hotel Jangadeiro: Um dos destaques é o terraço com vista para o mar da Praia de Boa Viagem, ao lado da piscina. Os quartos contam com sala de estar. Diárias a partir de R$ 320.

Radisson: De frente para a Praia de Boa Viagem, todos os apartamentos têm vista para o mar, assim como a área da piscina. Diárias a partir de R$ 338.

REGIÃO DE PORTO DE GALINHAS

Nannai Resort & Spa: À beira-mar, na Praia de Muro Alto, é ideal para casais, que podem curtir um dos bangalôs com banheira, sala de estar, piscina privativa, jardim ou vista para o mar. A área de lazer conta com piscinas, sauna, hidromassagem, quadra de tênis, clube infantil, esportes aquáticos, salão de jogos e spa. Diárias a partir de R$ 2.915.

Summerville Resort: É completa a área de lazer desde resort all inclusive, que fica na Praia de Muro Alto, com academia, quadra poliesportiva e até pista de corrida. Já quem prefere relaxar conta com massagem, sauna e piscina. Diárias a partir de R$ 1.796.

Solar Porto de Galinhas: A vista para o mar da Praia de Porto de Galinhas enfeita o bar, o restaurante e a piscina deste resort, que trabalha com pacotes de meia pensão ou pensão completa. As crianças se divertem no playground, e os casais podem reservar uma área privativa para jantar à beira da praia, mediante custo extra. Os melhores quartos contam com banheira de hidromassagem. Diárias a partir de R$ 952.

FERNANDO DE NORONHA

Pousada Teju-Açu: Com conceito sustentável, a pousada utiliza madeiras de reflorestamento e se cerca de natureza, a 1 km das praias da Conceição e do Boldró. A piscina tem vista para o Morro do Pico e, na varanda dos bangalôs, é uma delícia relaxar na rede. Diárias a partir de R$ 2.042.

 

Já escolheu a sua próxima viagem de férias? Clique aqui e adquira já o app da revista Viajar pelo Mundo. Com certeza ele te ajudará a planejar melhor a sua viagem, fugindo das roubadas e aproveitando o melhor de cada destino. Confira!

 

Leia também:

35 experiências na Paraíba

35 experiências no Rio Grande do Norte

Conheça o Projeto Nordeste Arretado

140 experiências para curtir no Nordeste

35 experiências em Alagoas

Que tal transformar o seu cartão de crédito em uma verdadeira fábrica de milhas?
Se você gasta pelo menos R$ 3.000,00 por mês no cartão de crédito e não consegue emitir um bilhete por ano para os EUA com as suas milhas acumuladas, acredite, você não sabe usar o cartão de crédito a seu favor.
Quero te convidar a se tornar especialista no assunto. Aprenda a viajar de graça, entrar em salas vips ao redor do mundo sem pagar nada e fabricar milhas com o nosso time de especialistas. Chegou a hora de você virar o jogo e parar de dar dinheiro aos bancos.

Saiba como viajar de graça e sem enrolação!