fbpx
  • Seu carrinho está vazio.
HomeDestinosAmérica do NorteOs passeios mais bacanas em Midtown, Nova York

Os passeios mais bacanas em Midtown, Nova York

Os passeios mais bacanas em Midtown, Nova York

Midtown concentra vários dos cartões-postais de Manhattan. É aquela Nova York que conhecemos dos filmes e da TV, bem ao redor da efervescente Times Square

Por Thelma Lavagnoli e Cristiane Sinatura

Você sabia que a Viajar tem grupos gratuitos no WhatsApp e Telegram com dicas, serviços e muitas promoções de destinos no Brasil e no Mundo?
Faça parte desse grupo e comece a planejar a sua próxima viagem!

Entrar no grupo Telegram! Entrar no grupo WhatsApp!

Rockefeller Center

No primeiro prédio de escritórios e lazer do país, construído no auge da Grande Depressão, a principal atração é, sobretudo, o mirante Top of the Rock, no 70º andar, no bairro de Midtown Manhattan. Espalhados pelo complexo, aliás, há também uma seleção de obras de arte, lojas como a da Nintendo e os estúdios da NBC, onde é gravado o programa Saturday Night Live. Além disso, no Natal, a praça aos pés do prédio ganha uma pista de patinação no gelo e uma enorme árvore enfeitada (aquela do filme Esqueceram de Mim). Confira aqui!
30 Rockefeller Plaza com 49th St, entrada na W 50th St entre 5th e 6th Aves

Rockefeller Center, Midtown

Rockefeller Center (foto: shutterstock)

Madison Square Garden

A famosa arena esportiva e de shows tem tours guiados de uma hora e meia, que levam o visitante para conhecer os vestiários usados pelo time de basquete New York Knicks e os camarotes das celebridades. Numa espécie de museu, fotos e filmes mostram registros históricos, como, por exemplo, a missa rezada ali pelo Papa Francisco e a cerimônia de aniversário do presidente John F. Kennedy, em que a atriz Marilyn Monroe cantou Happy Birthday to You. Confira aqui!
4 Pennsylvania Plaza

Madison Square Garden, Midtown

Madison Square Garden (foto: shutterstock)

Empire State Building

Com 102 andares e 448 metros de altura, tem dois mirantes: um fica a céu aberto no 86º andar e outro, no último. Para completar, o edifício tem a arquitetura art déco dos anos 1930. Dicas: para evitar filas, compre o ingresso antes pela internet; o fim da tarde é a melhor hora para a visita.

O icônico prédio passou por um extreme makeover de US$ 165 milhões e quatro anos de duração. Feita em etapas, a reforma trouxe alterações significativas para a experiência do visitante. Antes congestionado por filas, o lobby foi totalmente remodelado, enquanto seu pavimento superior ganhou uma espécie de museu interativo. Dividido em nove galerias, o espaço narra a história e importância do Empire State sob diversos aspectos, além de contar com cantinhos propositalmente instagramáveis. Em certos momentos, as projeções e os cenários fazem você entrar na brincadeira – que tal se sentir ao lado dos operários durante a construção ou, então, fazer pose nas mãos do temido King Kong, que parece estar prestes a invadir a sala? Ok, tudo isso é bem legal, mas… e os mirantes com uma das vistas mais incríveis – e clássicas – de Manhattan?

Empire State, Midtown

Empire State (foto: shutterstock)

Observatórios

É claro que o topo do prédio ganhou o mais aguardado upgrade de todos. Inaugurado em outubro, a maior mudança foi no observatório do 102º andar, também chamado de Top Deck. O local agora dispõe de 24 janelões de vidro, que vão do chão ao teto, descortinando vistas de 360 graus do coração de Manhattan a 380 metros de altura. Só o trajeto até ali já vale a visita. Afinal, no 86º andar, foi instalado um elevador panorâmico que leva os passageiros até o topo do edifício, já dando um belo spoiler da paisagem que encontrarão em breve.

Outra grande novidade foi a abertura do Observatory Experience, no 80º andar, que serve como uma espécie de lounge de aquecimento antes do Main Deck, o tradicionalíssimo mirante ao ar livre no 86º pavimento. Além de acomodar outras exibições sobre o Empire State, o novo espaço traz totens interativos que permitem aos visitantes montar seu roteiro na cidade, com sugestões baseadas em seus gostos pessoais e, na sequência, fazer o download desse conteúdo para o celular. Confira aqui!
20 W 34 St

Observatório

Observation Deck (foto: divulgação)

 

Onde se hospedar em NY?

Homewood Suites Midtown: Na região da Times Square, tem quartos tipo studio, com cozinha equipada e serviço grátis para compras de mantimentos. Além disso, oferece bebidas e snacks como cortesia.

New York Public Library

Protegido por dois leões de pedra na entrada, o imponente prédio estilo Beaux-Arts no Bryant Park atrai visitantes que podem ver salas de leitura e obras históricas. Sem fazer barulho, é claro. Confira aqui!
42nd St, Mirante Top of the Rock

Public Library, Midtown

Public Library (foto: shutterstock)

Museum of Modern Art (MoMA)

Van Gogh, Picasso, Matisse, Warhol, Kahlo, Dalí, Monet, Cézanne: no MoMA tem obras de todos esses nomes e mais. Em seus quatro andares há também escultura, fotografia, design e arquitetura, formando um arquivo de 150 mil peças desde 1929. O acervo é, afinal de contas, considerado a melhor coleção de arte moderna do mundo.

MoMA

The Museum of Modern Art (foto: shutterstock)

Novidades

O MoMA também passou por uma repaginada recente. Após quatro meses fechado para uma reforma que consumiu US$ 450 milhões, o museu reabriu para o público em outubro de 2019 com um espaço 30% maior. Em uma das maiores expansões da sua história, a instituição mudou também a forma como exibe as suas obras.

Isso porque, em boa parte das alas, a lógica de dispor as peças por ordem cronológica foi descartada para dar lugar a uma organização mais temática – um trabalho e tanto da equipe de curadoria em repensar o acervo do museu, que engloba artistas do século 19 até a atualidade, em um total de 200 mil itens. Do mesmo modo, a divisão entre pinturas e outras formas artísticas (como esculturas, fotografias, vídeos, etc.) também foi abolida e, agora, aparecem lado a lado para corroborar com a narrativa pensada para cada ambiente. A ideia é que uma parcela das obras seja trocada a cada seis meses para trazer mais visibilidade e rotatividade ao amplo catálogo.

Para quem não resiste a uma passada na famosa “lojinha” do museu, outra boa surpresa: a agora “lojona” foi transferida para um amplo espaço no subsolo e, graças a imensas vitrines, pode ser vista da rua, integrando, assim, o interior do prédio com a cidade – a moldura perfeita para o charmoso caos nova-iorquino. Confira aqui!
11W 53 St

Moma, Midtown

MoMA (foto: shutterstock)

 

Você conhece os combos da Viajar? Então, confira nossos packs de edições que deixam os destinos ainda mais completos e especiais. Com preço mega especial, eles estão fazendo o maior sucesso. Aproveite!

 

Hell’s Kitchen

Este microbairro em Midtown ficou pop como palco para séries como Jessica Jones e Demolidor, por exemplo. O local, aliás, é de grande efervescência cultural e gastronômica. Uma boa pedida no bairro é a pizza caseiríssima do Capizzi. E ainda tem programa bacana para as crianças por aqui: o Intrepid Sea, Air and Space Museum é um gigantesco navio porta-aviões da Segunda Guerra ancorado no Píer 86, que agora expõe aeronaves, submarinos e ônibus espaciais.

Hell’s Kitchen, Midtown

Hell’s Kitchen (foto: shutterstock)

Grand Central Terminal

A grande obra-prima Beaux-Arts da cidade é muito mais que uma estação central de trens. A impressionante arquitetura do século 20 coroa a fachada com a maior escultura do país, além de piso de mármore, teto abobadado reproduzindo as constelações, candelabros de ouro… Além disso, ainda tem vários restaurantes, como o Grand Central Oyster e o Michael Jordan’s Steakhouse, que homenageia o jogador de futebol. Confira aqui!
89 E 42nd St

Grand Central Terminal

Grand Central Terminal (foto: shutterstock)

St Patrick Cathedral

Em estilo neogótico, a catedral foi inaugurada em 1879 para reforçar a ascensão da liberdade e tolerância religiosas. Há missas especiais, como as de fim de ano. Confira aqui!
5th Ave 50th/51st St

St Patrick Cathedral

St Patrick Cathedral (foto: shutterstock)

Compras

A B&H é o paraíso do eletrônicos, com destaque para os equipamentos fotográficos. Também com foco em tecnologia, a Best Buy tem boa variedade de videogames, celulares e computadores. Já a Macy’s Herald Square é considerada a maior loja de departamento do mundo –  afinal, os preços são razoáveis, principalmente nas araras de liquidação. E a Bloomingdale’s é ideal para marcas sofisticadas, desde acessórios a vestidos de festa.

Mas inconfundível mesmo é a Quinta Avenida, que combina mansões, lojas de grifes e restaurantes nas suas quadras milionárias. Ali, a Saks Fifth Avenue tem de cosméticos a roupas grifadas. Em Midtown, os brasileiros marcam presença na loja oficial da Apple. Entre uma loja e outra na avenida, aproveite para fotografar o icônico Flatiron, arranha-céu que recebeu esse nome por ter formato parecido com um ferro de passar roupas.

 

Times Square

O encontro da Broadway Avenue com a 7th Avenue é uma explosão de telões, néons, super-heróis de prontidão para fotos e muita gente indo e vindo. Estúdios de televisão, grandes lojas como Forever 21, Disney Store, M&M’s World e Hershey’s World, além de restaurantes icônicos como o Hard Rock Café, Bubba Gump e Planet Hollywood, encontram-se aqui, entre atrações como o museu de cera Madame Tussauds. Assim como no Financial District, Midtown tem também a bilheteria TKTS, na Times Square, que descola ingressos mais baratos para alguns shows da Broadway. Estas são algumas das novidades na região:

Encounter Ocean Odissey

A atração da National Geographic recorre a projeções, labirintos de espelhos, filmes 3-D e muita tecnologia, aliás. Tudo a fim de simular as águas do Atlântico, reproduzindo barreiras de corais, florestas submarinas e profundezas sem luz. Confira aqui!
226 W 44th St

Broadway

O entorno da Times Square tem cerca de 40 teatros, que apresentam clássicos como O Fantasma da Ópera, Chicago e O Rei Leão, por exemplo.

NFL Experience

Esta mistura de parque temático e museu interativo de futebol americano permite ao visitante se sentir um atleta em campo, lançando bolas e brincando com simuladores de cada posição. Além disso, pode-se conhecer a história de todos os times da National Football League (NFL) por meio de displays tecnológicos e ver troféus e muitas raridades, como os ingressos de todos os Super Bowls.
7th Avenue, entre 47th St e 48th St

Gulliver’s Gate

Reúne miniaturas de mais de 25 cidades do mundo, como Nova York, Roma, Paris, Londres e Rio de Janeiro, além de cartões-postais como o Taj Mahal, as pirâmides do Egito e o Lago Ness. A exibição da Times Square Midtown fechou, mas será reaberta futuramente em um novo endereço. Confira aqui!

 

Portugal, Mônaco, República Tcheca, México, Especial Resorts e muito mais. Nós temos um app perfeito para você planejar o seu próximo destinos de férias. Confira aqui!

 

Leia também:

Tudo em Upper East Side

Atrações fora da Ilha de Manhattan

Nova York: o que fazer pelos principais bairros

O que fazer no Chelsea

Conheça os melhores pontos da Financial District

Que tal transformar o seu cartão de crédito em uma verdadeira fábrica de milhas?
Se você gasta pelo menos R$ 3.000,00 por mês no cartão de crédito e não consegue emitir um bilhete por ano para os EUA com as suas milhas acumuladas, acredite, você não sabe usar o cartão de crédito a seu favor.
Quero te convidar a se tornar especialista no assunto. Aprenda a viajar de graça, entrar em salas vips ao redor do mundo sem pagar nada e fabricar milhas com o nosso time de especialistas. Chegou a hora de você virar o jogo e parar de dar dinheiro aos bancos.

Saiba como viajar de graça e sem enrolação!