HomeDestinosAmérica do NorteLas Vegas: terceiro dia

Las Vegas: terceiro dia

Las Vegas: terceiro dia

Saiba mais sobre os parques de diversões nos hotéis Stratosphere e Circus Circus, o passeio de gôndola no hotel Venetian, a experiência de Se Beber Não Case no museu de cera Madame Tussauds e o espetáculo Le Rêve. Tudo isso no coração da Strip, em Las Vegas

Por Cristiane Sinatura

Manhã em Las Vegas – Hotéis Stratosphere e Circus Circus

 

Hoje vamos ao outro extremo da Strip e também o mais radical de Las Vegas. É que o hotel Stratosphere tem no topo de sua torre o parque de diversões mais alto do mundo. A 350 metros do chão, três brinquedos testam a coragem dos visitantes: o Big Shot, um elevador que simula queda livre; o Insanity, com garras que se projetam para fora da torre; e o X-Scream, que lembra uma montanha-russa, mas com um único carrinho em um percurso curto. As três atrações podem ser combinadas com visita ao mirante por US$ 35. Os (ainda) mais aventureiros se jogam no bungee jump Sky (US$ 119), com nada menos que 250 metros de altura. Quem, no entanto, preferir apenas apreciar a vista da mais alta torre de observação do país paga US$ 25. Para dar um upgrade na experiência, o restaurante Top of the World é giratório e rende panoramas incríveis da Strip e do deserto. Outra opção para curtir sem frio na barriga é a piscina do 25º andar, que vira festa com DJ e topless no happy hour.

 

Hotel Stratosphere – Las Vegas (fonte: shutterstock)

 

O hotel vizinho Circus Circus é bem simples e por isso mesmo garante uma estadia econômica. Com inspiração circense, tem entre os destaques o parque de diversões coberto Adventuredome (US$ 32,95), com montanha-russa de looping, cinema 4-D e barco viking, carrossel e outros brinquedos para todas as idades. Também há performances circenses gratuitas que acontecem todos os dias a partir das 11h30, incluindo números de palhaços, acrobatas e malabaristas.

 

Hotel Circus Circus – Las Vegas (fonte: shutterstock)

 

Tarde em Las Vegas – Grand Canal Shoppes e Hotel The Venetian

Em apenas dois quilômetros (use o Monorail se quiser poupar a caminhada), você chega a Veneza… ou quase isso! O hotel The Venetian recria com perfeição a cidade italiana, com direito a passeio de gôndola (a partir de US$ 29 por pessoa) em canais cortados por pontes. Estão reproduzidos lá o campanário, o Palácio Ducal, a Praça São Marcos, a Ponte dos Suspiros… Ou seja, é provavelmente o h-tel mais impressionante e extravagante de Las Vegas e inclui ainda o Grand Canal Shoppes, com mais 160 lojas de luxo como Barneys, Louis Vuitton, Kate Spade e Burberry.

 

Hotel The Venetian – Las Vegas (fonte: shutterstock)

 

Para almoçar por aqui, a comida da Itália está obviamente bem representada em vários restaurantes, como o Casanova, o Canaletto, o Mercato della Pescheria e o Buddy V’s Ristorante, co-mandado por Buddy Valastro, o Cake Boss da televisão (também há uma unidade da sua confeitaria Carlo’s Bakery). Termine a refeição com um sorvete da Cocolini, na piazza.

Depois, prepare-se para uma jornada em uma galáxia muito distante. Uma das mais novas atrações do Venetian fica no The Void, localizado dentro do Grand Canal Shoppes. Ali, a experiência imersiva de realidade virtual Star Wars: Secrets of the Empire (US$ 32,95) transforma o visitante em um Stormtrooper que, de óculos, capacete, colete e arma de laser, embarca em uma missão rumo ao planeta Mustafar. Ao longo da jornada, é preciso lutar contra monstros, completar um desafio proposto por K-2SO e encarar um eletrizante duelo final. Quem preferir pode fazer a experiência de VR baseada em Os Caça-Fantasmas.

 

Grand Canal Shoppes – Las Vegas (fonte: shutterstock)

 

De Star Wars seguimos para o universo de outro filme de sucesso sem sair do Venetian – este, muito mais a cara de Las Vegas: Se Beber Não Case. É que o museu de cera Madame Tussauds, que também fica no Grand Canal Shoppes, adicionou um bar à área temática The Hangover Experience, que já contava com cenários e estátuas dos personagens. Agora, o visitante pode pedir drinques que remetem à comédia em um ambiente cheio de referências. O acesso está incluído no ingresso do museu (US$ 17), mas as bebidas são pagas à parte. Aproveite para rodar pelas outras seções e ver personalidades do showbiz, incluindo aquelas que fazem parte da história de Las Vegas. Lady Gaga, que tem programação fixa de shows na cidade desde dezembro, vai ganhar sua própria ala com dez estátuas.

A fim de compras, atravesse a Strip rumo ao Fashion Show, o mais tradicional shopping de Las Vegas. Fãs da Forever 21 ficam alucinados com a mega-loja que há ali. Victoria’s Secret, Gap, Apple, Saks, Topshop e Macy’s também fazem parte das cerca de 200 lojas, além de restaurantes que podem ser a parada do jantar.

 

Noite em Las Vegas – o espetáculo “Le Rêve – The Dream”

 

É hora de assistir a um dos espetáculos mais populares e sensacionais de Las Vegas, o Le Rêve – The Dream, que acontece no hotel Wynn, bem em frente ao Fashion Show. Trata-se da história de The Dreamer, uma moça em dúvida entre o Amor Verdadeiro e a Paixão Obscura. O Mestre dos Sonhos a conduz, então, por uma jornada idílica para ajudá-la na escolha. Os dois pretendentes disputarão a atenção da heroína em atos repletos de dança, acrobacias, efeitos de luzes e fogo, cenários estonteantes e, principalmente, água. O show, afinal, é praticamente todo aquático, com uma piscina fazendo as vezes de palco. Nela, nadadores encenam danças sincronizadas, trapezistas mergulham das alturas depois de sobrevoarem o cenário e uma série de outros números de cair o queixo vão misturando circo com natação, incluindo passagens cômicas e sensuais até o grande desfecho (algum palpite sobre a escolha de The Dreamer?). O bacana é que a plateia circular não deixa nenhum espectador a mais de 12 metros de distância da arena central. Os ingressos começam em US$ 115, mas quem quiser incluir o jantar em um dos restaurantes do hotel paga desde US$ 166.

 

* Preços consultados em outubro de 2018

 

Leia Mais:

Las Vegas: o que fazer em quatro dias

 

Dia 1 em Las Vegas: hotéis Mandalay Bay, Luxor, Excalibur, New York New York e MGM Grand + espetáculos do Cirque du Soleil

 

Dia 2 em Las Vegas: hotéis The Linq, Mirage, Caesars Palace, Paris, Bellagio + roda-gigante High Roller e compras no Forum Shops

 

Dia 4 em Las Vegas: outlets e Downtown Las Vegas com Fremont Street, Museu da Máfia e sobrevoo no Grand Canyon

Onde se hospedar em Las Vegas?

Park MGM Las Vegas

Durante esta viagem, ficamos hospedados no novíssimo Park MGM, que remodelou completamente o antigo hotel Monte Carlo, localizado entre o New York e o Aria. A ideia do projeto foi adequar as instalações e os serviços à nova demanda por hospedagem sofisticada que vem crescendo em Las Vegas, deixando de lado a tematização que caracteriza boa parte dos hotéis da Strip – sem abrir mão do cassino, é claro. Espaçosos, os 2.700 quartos trazem design elegante e contemporâneo e, até o fim do ano, vão ganhar reforço do hotel-butique NoMad, já famoso em Nova York, que vai se instalar nos últimos quatro andares do prédio com 293 acomodações. Também em breve devem ser inaugurados uma unidade do mercado-restaurante Eataly e um restaurante de inspiração californiana do chef Roy Choi, que vêm se juntar aos já inaugurados Primrose (que busca referências no sul da França em um agradável jardim), Bavette (steakhouse original de Chicago que esconde um bar tipo speakeasy nos fundos) e Juniper (bar de mixologia especializado em gins). Três piscinas, spa, salão de beleza, academia e uma futura casa noturna formam a área de lazer do hotel. A atração mais esperada, porém, é a programação de shows fixos de Lady Gaga no Park Theater, que também se apresentará em versões jazz & piano.

Compartilhar: