HomeDestinosAmérica do NorteLas Vegas: segundo dia

Las Vegas: segundo dia

Las Vegas: segundo dia

Saiba mais sobre os hotéis The Linq, Mirage, Caesars Palace, Paris e Bellagio, além da roda-gigante High Roller, das compras no Forum Shops. Isso tudo no pedaço mais movimentado da Strip, em Las Vegas

Por Cristiane Sinatura

Manhã em Las Vegas – Hotéis The Linq, The Mirage e Flamingo

 

Hora de ver Las Vegas do alto! No miolinho da Strip, a High Roller (a partir de US$ 22), do hotel The Linq, ganhou o céu da cidade em 2014 como a maior roda-gigante do mundo. Com 167 metros de altura, ela completa uma volta em meia hora, durante a qual oferece vistas incríveis a partir de suas 28 cabines envidraçadas. Com possibilidade de incluir open bar a bordo, o passeio é ainda melhor à noite, quando a cidade fica completamente iluminada. A roda-gigante fica no Promenade, um calçadão ao ar livre com várias lojas e restaurantes, como o Virgil’s Real BBQ, de churrasco americano, a hamburgueria do chef celebridade Guy Fieri e os fish‘n’chips do chef Gordon Ramsay.

 

Hotel The Linq – Las Vegas (fonte: shutterstock)

 

Agora, que tal uma floresta tropical em meio ao deserto? Em Las Vegas, isso é possível! O hotel The Mirage é famoso por suas atrações com pegada de natureza “exótica” e pode preencher boa parte da manhã (e da noite, caso você volte para assistir a The Beatles Love, do Cirque du Soleil). Tudo começa logo na fachada, com um grande vulcão envolto por árvores e cachoeiras. Não é só enfeite: de noite, ele entra em erupção, com direito a fogo de verdade (às 20h, 21h e 22h). Uma vez dentro do Mirage, o aquário com 450 peixes na recepção fisga a atenção dos passantes. E há também um “jardim secreto” dentro do hotel: se essa for a sua praia, visite o Siegfried & Roy’s Secret Garden (US$ 22), que tem golfinhos, leopardos, tigres-brancos e leões-brancos. Outro hotel com atração relacionada à natureza é o Flamingo, quase em frente. Gratuito, seu Wildlife Habitat abriga… flamingos, ora! E ainda patos, cisnes, tartarugas, papagaios e pelicanos.

 

Hotel The Mirage – Las Vegas (fonte: shutterstock)

 

Tarde em Las Vegas – Forum Shops e Hotel Caesars Palace

Saindo do Mirage, atravesse o Forum Shops, área de compras que exibe decoração inspirada no Império Romano e reúne uma porção de lojas grifadas (mas também tem H&M!). Se comprar nas Dior e Tiffany da vida está difícil em tempos de dólar a mais de R$ 4, tudo bem: não custa nada assistir ao show Fall of Atlantis, que encena uma passagem na mítica Atlântida, com estátuas animatrônicas, incluindo jorradas de água e explosões de fogo em uma fonte monumental. Acontece todos os dias, de hora em hora, a partir das 11h. O almoço pode ser em um dos restaurantes ali, como o italiano Carmine’s, de porções fartas já famosas em Nova York, o japonês Sushi Roku e o Joe’s, de frutos do mar.

 

Forum Shops – Las Vegas (fonte: shutterstock)

 

Atravessando por dentro do shopping, você desemboca no Caesars Palace. Não foi o cassino que fez a fama desse hotel de temática romana, mas sim as disputas dos títulos mundiais de boxe protagonizadas por Mike Tyson e Evander Holyfield. E, mais recentemente, as gravações do filme Se Beber Não Case. Seus teatros, incluindo a casa de shows em formato de Coliseu, tem apresentações fixas de artistas tarimbados, como Céline Dion, Mariah Carey, Rod Stewart e Jerry Seinfield.

 

Caesars Palace – Las Vegas (fonte: shutterstock)

 

Noite em Las Vegas – Hotéis Caesars Palace, Paris e Bellagio

 

Ainda no Caesars, comece a noite às 18h com um show que relembra a antiga Vegas: o Cocktail Cabaret (a partir de US$ 39, drinques à parte) embala o happy hour com um quarteto de cantores de voz megapoderosa, vindos da Broadway. Acompanhados de uma banda e com boa dose de humor, eles dão toques vintage a clássicos como Girls Just Wanna Have Fun, Viva Las Vegas e That’s Life. A apresentação acontece no lounge intimista Cleopatra’s Barge e dura 70 minutos – perfeito para abrir o apetite. Depois, opções para o jantar não faltam no próprio Caesars: são mais de 15 restaurantes, incluindo dos chefs Guy Savoy, Nobu Matsuhisa e, recentemente, Gordon Ramsay com seu Hell’s Kitchen.

Outra boa ideia para jantar é o restaurante da Torre Eiffel do hotel Paris, atravessando a Strip. O menu valoriza a culinária francesa e ganha ainda mais graça com a vista – daqui se tem o melhor panorama do show das fontes dançantes no hotel Bellagio. Com efeito de luzes, mais de mil jatos de água sobem até 460 metros de altura, ao som de artistas como Frank Sinatra, Elvis Presley e Beatles. As apresentações acontecem todos os dias, a cada meia hora a partir das 15h, e a cada 15 minutos depois das 20h (o horário é estendido nos finais de semana). O Bellagio, aliás, foi inspirado nos resorts do Lago de Como, na Itália, e ganhou notoriedade como cenário do filme Onze Homens e um Segredo. Seus destaques incluem o lago artificial onde acontece o show, o espetáculo O, do Cirque du Soleil, o jardim botânico/ conservatório, o restaurante Picasso, do chef Julian Serrano, e a Gallery of Fine Arts (US$ 14), que tem pequenas ex-posições temporárias de artistas do mundo inteiro.

* Preços consultados em outubro de 2018

 

Hotel Bellagio – Las Vegas (fonte: shutterstock)

 

Leia mais:

 

Las Vegas: o que fazer em quatro dias

 

Dia 1 em Las Vegas: hotéis Mandalay Bay, Luxor, Excalibur, New York New York e MGM Grand + espetáculos do Cirque du Soleil

 

Dia 3 em Las Vegas: parques de diversões nos hotéis Stratosphere e Circus Circus, passeio de gôndola no hotel Venetian, Madame Tussauds e espetáculo Le Rêve

 

Dia 4 em Las Vegas: outlets e Downtown Las Vegas com Fremont Street, Museu da Máfia e sobrevoo no Grand Canyon

 

Onde se hospedar em Las Vegas?

Park MGM Las Vegas

Durante esta viagem, ficamos hospedados no novíssimo Park MGM, que remodelou completamente o antigo hotel Monte Carlo, localizado entre o New York e o Aria. A ideia do projeto foi adequar as instalações e os serviços à nova demanda por hospedagem sofisticada que vem crescendo em Las Vegas, deixando de lado a tematização que caracteriza boa parte dos hotéis da Strip – sem abrir mão do cassino, é claro. Espaçosos, os 2.700 quartos trazem design elegante e contemporâneo e, até o fim do ano, vão ganhar reforço do hotel-butique NoMad, já famoso em Nova York, que vai se instalar nos últimos quatro andares do prédio com 293 acomodações. Também em breve devem ser inaugurados uma unidade do mercado-restaurante Eataly e um restaurante de inspiração californiana do chef Roy Choi, que vêm se juntar aos já inaugurados Primrose (que busca referências no sul da França em um agradável jardim), Bavette (steakhouse original de Chicago que esconde um bar tipo speakeasy nos fundos) e Juniper (bar de mixologia especializado em gins). Três piscinas, spa, salão de beleza, academia e uma futura casa noturna formam a área de lazer do hotel. A atração mais esperada, porém, é a programação de shows fixos de Lady Gaga no Park Theater, que também se apresentará em versões jazz & piano.

 

Compartilhar: