fbpx
HomeGiro pelo MundoGastronomiaOnde provar o típico aceto balsamico na Itália

Onde provar o típico aceto balsamico na Itália

Onde provar o típico aceto balsamico na Itália

A 30 minutos de Modena, dá para conhecer a produção, provar e comprar um dos produtos mais prestigiados da Itália: o vinagre balsâmico

Por Thelma Lavagnoli

Quer ter acesso, em primeira mão, a dicas e curiosidades sobre destinos no Brasil e ao redor do mundo?
Entre para o nosso grupo no WhatsApp ou Telegram e fique por dentro de tudo!

Entrar no grupo Telegram! Entrar no grupo WhatsApp!

Em uma rua quase sem movimento num vilarejo de Modena, no norte da Itália, uma portinha de madeira chama a atenção. Ali, desde 1862, a Osteria di Rubbiara e Acetaia Pedroni segue firme e forte na produção do Aceto Balsamico Tradizionale di Modena (ou vinagre balsâmico), um dos produtos mais prestigiados da Itália).

É até difícil crer que tudo começou sem grandes pretensões, lá no século 19, utilizando os barris de vinho e cerveja que sobravam da osteria para envelhecer o concentrado de uvas cozidas que dá origem ao aceto. Deu muito certo!

A tradição sobreviveu nas gerações seguintes e, hoje, é o descendente do fundador, Italo Pedroni, quem acompanha cada detalhe de uma das produções mais antigas da região.

E o italiano conta que alguns desses barris originais permanecem na linha de produção. “Quanto mais antigo, melhor o produto. O sabor fica mais intenso”, explica. Justamente por isso, os recipientes de quase dois séculos são usados apenas para os rótulos com pelo menos 12 ou 25 anos de envelhecimento (garrafas à venda a partir de € 40). Ou então no extravecchio Cesare, vendido a € 300, que tem notas de café tostado e chocolate.

foto: divulgação

Mas nem tudo é exatamente igual aos primórdios, quando a produção era praticamente um segredo de família. Há cerca de 15 anos, Italo Pedroni decidiu criar as visitas guiadas para aumentar o movimento do local. Uma manhã é tempo suficiente para ver como o vinagre balsâmico é produzido, fazer a degustação e terminar com um almoço tipicamente italiano.

O restaurante tem menu fechado, geralmente com entrada, duas massas, pelo menos um prato principal com carne, vinhos, licores e, claro, muito aceto. O queijo parmigiano reggiano, também importante nesta região da itália, casa perfeitamente com o vinagre balsâmico.  Por outro lado, combinações mais inusitadas rendem gratas surpresas: o aceto dá as caras até mesmo como calda do sorvete servido na sobremesa! Nem pense em recusar, porque é buonissimo, capisci?!

O que é o Aceto Balsamico Tradizionale di Modena?
Depois de levemente prensadas e bastante cozidas, as uvas dão origem a um concentrado que deve fermentar e descansar em barris de madeira por pelo menos 12 anos – esse é o tempo que define um autêntico aceto. Menos que isso, é chamado de condimento. O produto leva atestado DOP (Denominação de Origem Protegida), o que quer diz que só pode ser chamado de Aceto Balsamico Tradizionale aquele fabricado na região da Emilia-Romagna.

Serviço
Osteria di Rubbiara e Acetaia Pedroni.

Almoço + degustação: entre € 35 e € 40. Apenas degustação: € 3.
Leve dinheiro, porque a máquina de cartão nem sempre funciona.
Via Risaia 6, Rubbiara di Nonantola, Modena, Itália,
acetaiapedroni.it.