fbpx
HomeDestinosO que fazer em Roma, Itália – Dia 3

O que fazer em Roma, Itália – Dia 3

O que fazer em Roma, Itália – Dia 3

O que fazer e onde comer passando por Villa Borghese, Piazza di Spagna e Fontana di Trevi

Por Cristiane Sinatura

Sem pressa nem estresse: o dia hoje é tranquilinho. Tem um pouco de caminhada e de visita cultural, mas se quiser só ficar de boa descansando e vendo o movimento de praça em praça com um gelato em mãos, também pode. Só não se esqueça de jogar sua moedinha na Fontana di Trevi.

Como chegar de metrô: Lepanto ou Repubblica (Linha A)
Como chegar de bonde: Bioparco (Linhas 3 e 19)

 

Galleria e Villa Borghese

A mansão pertencente ao sobrinho do papa Paulo V abrigava, no século 17, sua rica coleção de arte, com peças de Bernini, Rafael, Ticiano e Caravaggio. Trezentos anos depois, o palácio foi convertido em museu e agora o acervo de telas e esculturas pode ser apreciado mediante reserva antecipada pela internet. Os jardins da propriedade, porém, são abertos ao público, constituindo um dos maiores parques de Roma, com fontes, templos, zoológico, lagos e alguns outros museus. Você pode desfrutar como quiser – caminhando, relaxando, lendo, fazendo um piquenique, passeando de barco, pedalando…

galleriaborghese.it, € 15

 


Dica de ouro: você conhece o Omnia Vatican Card? É um ingresso que oferece entrada gratuita e rápida para o Coliseu, Museus do Vaticano, Capela Sistina e Basílica de São Pedro. Além disso, ele evita a necessidade de pegar filas, otimizando o tempo da sua viagem. Válido para 3 dias de passeio, o cartão também inclui um passe de excursão com várias paradas, um cartão de viagem pelo centro de Roma e um mapa. Ou seja, tudo para facilitar sua viagem. Os valores podem ser pagos em boleto ou em 10 vezes sem juros! Clique aqui para comprar o seu!


 

Foto: Shutterstock

Piazza del Popolo

Descendo da Villa Borghese pelo Terrazza del Pincio (vistas, vistas!), você desemboca na grandiosa praça oval do século 16, antes usada como porta de entrada para a Roma Antiga. Ali estão duas igrejas gêmeas, um obelisco egípcio que ficava no Circo Máximo e a Porta del Popolo, criada por Bernini. Uma terceira igreja, a de Santa Maria del Popolo, guarda duas obras de Caravaggio. Da praça parte a Via del Corso, entre as principais ruas da cidade.

 

Você sabia que viajar ao exterior sem um seguro pode acarretar problemas, além de gastos extras? Leia aqui e saiba mais  

Aproveite para comprar seu seguro aqui, com descontos especiais. A Seguros Promo oferece atendimento em português 24h

 

foto: shutterstock

Piazza di Spagna

Siga reto pela Via del Babuino (cheinha de lojas grifadas) para dar de cara com os degraus mais famosos de Roma. Em formato de gravata-borboleta, a Piazza di Spagna guarda a Escadaria Espanhola, do século 18. É ali que todo mundo faz uma pausa para descansar. No topo, a igreja Trinità dei Monti garante vista com pôr do sol inesquecível. Outras vias rendem passeios no entorno, como a Condotti, onde fica o histórico Caffè Greco, de 1760.

 

Foto: Shutterstock

 

Onde se hospedar em Roma

La Griffe

Ficamos hospedados neste hotel, localizado perto da estação de Termini. Gostamos dos seus quartos modernos e muito espaçosos (alguns com hidromassagem, aliás), além de academia e sauna privativas. No mais, o restaurante no terraço tem vista bacana. Portanto, prepare o celular para as fotos. Via Nazionale, 13. Clique aqui e faça sua reserva.

 

Starhotels Michelangelo

Esta foi uma de nossas hospedagens na viagem e consideramos a localização privilegiada, já que o hotel fica próximo ao Vaticano. Para completar, este quatro estrelas tem quartos confortáveis e renovados, alguns com vista para a cúpula da basílica, por exemplo. Aproveite, então, para fazer os passeios a pé. Villa della Stazione San Pietro, 14. Saiba mais e faça sua reserva aqui.

 

Hotel Villa San Pio

O hotel é tão perto do Coliseu, que dá para ir caminhando. Está também a 10 minutos a pé da estação de metrô Circo Massimo. Os hóspedes contam, ainda, com estacionamento gratuito, wi-fi, aluguel de bikes e, por fim, alguns dos quartos possuem banheira de hidromassagem. Via di Santa Melania, 19. Reserve aqui.

 

The Hive Hotel

Localizado a 30 quilômetros do Aeroporto Internacional de Fiumicino, o hotel também está a apenas 300 metros da Basílica de Santa Maria Maior. Os quartos oferecem banheiro privativo com chinelos, produtos de banho e secador de cabelo. No restaurante, por sua vez, há pratos das culinárias italiana e chinesa. Via Torino, 6. Reserve aqui.

 

Best Western Plus Hotel Spring House

Próximo ao Vaticano, o hotel possui sauna e academia, além de TV via satélite e wi-fi gratuito. Por fim, o bar do Spring House, por sua vez, serve bebidas, petiscos e aperitivos durante todo o dia e, na recepção do hotel, há jornais gratuitos. Via Mocenigo, 7. Reserve aqui.

 

Hotel Quirinale

Situado em um prédio histórico do século XIX, o hotel também está conectado à Ópera de Roma através de uma passagem em seu pátio arborizado. Distante apenas 20 minutos do Coliseu, o Quirinale também oferece café da manhã continental. Sendo assim, prepare-se para degustar a variedade do menu. Via Nazionale, 7. Reserve aqui.

 

Hotel Fontanella Borghese

Localizado no centro histórico de Roma, o hotel dispõe de quartos com televisão LCD, canais via satélite e ar-condicionado. Além disso, a recepção (aberta 24h por dia), oferece serviços de reserva de bilhetes para museus, além de dar muitas informações turísticas úteis. Largo Fontanella Borghese, 84. Reserve aqui.

 

Hostels em Roma

New Generation Hostel Santa Maria Maggiore

O hostel está situado a apenas 300 metros da Basílica de Santa Maria Maior e dispõe de quartos com banheiro privativo e beliches em dormitórios compartilhados com armários individuais. Com wi-fi gratuito, o hostel também oferece cozinha de uso comum, lanchonete e lounge de TV. Reserve aqui.

 

Hostel Mosaic

Localizado a apenas 500 metros da estação de trem Roma Termini, o hostel dispõe de quartos com wi-fi gratuito, mesa de trabalho e banheiro privativo com chuveiro. Além disso, os hóspedes podem desfrutar de um café da manhã no conforto do dormitório. Via dei Quattro Cantoni, 36. Reserve aqui.

 

Hostella Female Only

Destinado exclusivamente a mulheres, este hostel está situado a 1,6 km da Universidade Sapienza. Os quartos são equipados com ar-condicionado e banheiro compartilhado. Para completar, diariamente, é servido um café da manhã italiano. Via Gaeta, 70. Reserve aqui.

 

Busque mais opções de hotel aqui: 



Booking.com

 

Fontana di Trevi

Uma caminhadinha leva até a fonte das fontes. O monumento do século 18 não é só bonito: não bastassem o deus Netuno e toda sua pompa, aqui ainda é um reduto de simpatias turísticas. Dizem que está garantido o retorno à Cidade Eterna a quem, virado de costas para a fonte, atirar na água uma moedinha com a mão direita sobre o ombro esquerdo.
DICA DE OURO: O horário mais tranquilo para visitar a Fontana di Trevi é de manhã bem cedo ou à noite.

Termas de Diocleciano

A esta altura, você já viu muitas ruínas em Roma, mas é sempre bom visitar algumas com mais tranquilidade, sem muvuca. Apesar de ficar de frente para a estação Termini, muita gente passa reto pelo Museu Nacional Romano, que reaproveita o que sobrou do maior complexo de banhos da Roma Antiga. Hoje, há ali um interessante acervo de esculturas, sarcófagos e registros escritos que contam a história de povos anteriores aos romanos e o surgimento da língua latina. Também ocupa as ruínas a Basílica de Santa Maria dos Anjos e dos Mártires, com projeto original de Michelangelo.

museonazionaleromano.beniculturali.it, € 10 (ou € 12 para os outros três prédios do museu)

 

foto: shutterstock

Onde almoçar na região?

A dica é: faça um piquenique na Villa Borghese ou, entre a Piazza di Spagna e a Fontana di Trevi, prove os poucos, mas bons, pratos do tradicional Nino. Finalize com um sorvete na Magnum Pleasure Store, onde você monta o seu picolé como quiser, perto da Piazza di Spagna, ou com um chá no Babington’s.

 

Que tal alugar um carro para encurtar as distâncias em sua viagem? Uma boa dica é a RentCars, que oferece os melhores preços. Clique aqui e confira

 

 

À noite: curta o bairro de San Lorenzo

O frescor jovem que areja este bairro vizinho à estação Termini se deve à Universidade La Sapienza. Em meio a muros grafitados, predinhos puídos e ateliês de arte, a vida noturna corre solta até altas horas, especialmente ao redor da Piazza dell’Immacolata. Cervejaria bem no burburinho, a Rive Gauche tem os clássicos de pub: boas bebidas, música e gente bacana!

 

Veja mais:

Dia 4: Vaticano, Gianicolo, Trastevere

Extras: passeios diferentes para quem tem mais dias