HomeDestinosO que fazer em Roma, Itália – Dia 2

O que fazer em Roma, Itália – Dia 2

O que fazer em Roma, Itália – Dia 2

O que fazer e onde comer passando por Castel Sant’Angelo, Panteão e Campo de’ Fiore

Por Cristiane Sinatura

Hoje é dia de bater perna para ver alguns dos monumentos e das praças mais celebrados de Roma. O roteiro pode seguir a ordem proposta, mas também pode começar no Monumento a Vittorio Emanuele II (perto da estação Colosseo do metrô) e terminar no Castel Sant’Angelo. Ambos têm vistas lindas para fechar o dia, principalmente ao pôr do sol.

Como chegar de metrô: estação Lepanto ou Ottaviano (linha A)

Castel Sant’Angelo

É triunfal a chegada ao mausoléu do imperador Adriano, que também já foi fortaleza papal e prisão: atravessando o Rio Tibre, a ponte do século 2º ganhou graça com as esculturas de anjos feitas pelo onipresente Gian Lorenzo Bernini. O agora museu expõe cerâmicas, esculturas, quadros e armas, mas os destaques são dois: a vista do alto do castelo e a luxuosa Sala Paolina, cheinha de afrescos. Passagens secretas que levam até o Vaticano podem ser vistas em passeios guiados.

castelsantangelo.beniculturali.it, € 14. Tours guiados acrescentam € 5 ao valor do ingresso

 

Panteão

O mais bem preservado templo da Roma Antiga foi construído pelo imperador Adriano há quase 2 mil anos. Chama atenção sua cúpula de 43 metros de altura com entrada de luz natural. Como igreja cristã desde o século 7º, guarda os túmulos do pintor Rafael e do rei Vittorio Emanuele II.

pantheonroma.com, grátis. Tour guiado: € 18

 

foto: shutterstock

Piazza Navona

A comprida praça construída sobre um antigo estádio romano tem seu centro marcado pela fonte Quattro Fiumi. Obra de Bernini erguida em 1651, ela representa quatro grandes rios – Ganges, Danúbio, Prata e Nilo. Ao redor da esplanada, há uma série de restaurantes e cafés com mesas ao ar livre.

 

foto: shutterstock

Campo de’ Fiore

De manhã, a praça abriga o mercado mais famoso da cidade, com muitas barracas vendendo legumes, azeites, massas e temperos bacanas de trazer para casa. À noite, é tomada pelo movimento de bares e restaurantes.

 

foto: shutterstock

Largo di Torre Argentina

Há quem chame este espaço de “santuário dos gatos”, dada a quantidade de felinos que hoje se escondem entre as ruínas de templos romanos. Mas a História diria que aqui, antigo terreno do Teatro de Pompeu, é o exato local onde Júlio César foi assassinado.

 

Monumento a Vittorio Emanuele II (Il Vittoriano)

O colossal edifício branco é uma homenagem ao primeiro rei da Itália unificada, no século 19. Em frente à Piazza Venezia, sua base abriga alguns museus, enquanto um elevador panorâmico leva ao terraço, onde as vistas são simplesmente lindas. Além do Fórum e do Coliseu, dá para ver a grandiosidade do Mercado de Trajano, que, na Roma Antiga, era uma espécie de shopping com cerca de 150 lojas vendendo de tudo.

bit.ly/vittorio-viajar, elevador: € 10

 

foto:shutterstock

Onde almoçar na região?

No Campo dei Fiori, a Obicà Mozzarella Bar é uma rede de comida italiana, mas bem autêntica. Ali também fica a Forno, dona da melhor pizza quadrada de Roma, só com molho de tomate. Para pizza redonda, tem a Baffeto, perto da Piazza Navona. Nos arredores, fica ainda a Osteria Da Fortunata, para pratos tradicionais, e o Open Baladin, para um dos melhores hambúrgueres da cidade, com cerveja artesanal. Ao lado do Panteão, o Armando é um dos poucos realmente autênticos, famoso pelo carbonara – mas reserve antes!

 

À noite: passeie pelo bairro Testaccio

Como chegar de metrô: estação Piramide (Linha B)

Ao redor de uma pirâmide construída há mais de 2 mil anos, o antigo bairro operário de Roma hoje é reduto de quem quer comer bem, em lugares como o fofo Ketumbar e o raiz Flavio al Velavevodetto. A área vem passando por uma bela repaginada: o velho matadouro, por exemplo, agora dá lugar ao museu de arte contemporânea Macro. Curioso notar, ainda, o Monte Testaccio, uma montanha artificial que se formou com o acúmulo de cerâmicas quebradas na Roma Antiga – sua base hoje é repleta de bares e restaurantes.

 

foto: shutterstock

Veja mais:

Dia 3: Villa Borghese, Piazza di Spagna, Fontana di Trevi, San Lorenzo 

Dia 4: Vaticano, Gianicolo, Trastevere

Extras: passeios diferentes para quem tem mais dias


Onde se hospedar em Roma

La Griffe: Perto da estação de Termini, tem quartos modernos e muito espaçosos, alguns com hidromassagem, academia e sauna privativas. O restaurante no terraço tem vista bacana. Via Nazionale, 13.

Starhotels Michelangelo: perto do Vaticano, este quatro estrelas tem quartos confortáveis e renovados, alguns com vista para a cúpula da basílica. Villa della Stazione San Pietro, 14.

Veja outras opções de hospedagem em Roma aqui!


Vai para Roma? Já possui Seguro Viagem?
O buscador do VitalCard cota os melhores preços e planos para você, oferecendo parcelamento e atendimento rápido ao cliente.


Alugue um carro em Roma
Encontre as melhores ofertas das locadoras de uma só vez! Acesse o RentCars e encontre a opção que atenda à sua necessidade. Com atendimento em português, eles parcelam em até 12x no cartão e ou com desconto no boleto.

Compartilhar: