HomeDestinos8 coisas para fazer nos bairros de Belém e Alcântara, em Lisboa

8 coisas para fazer nos bairros de Belém e Alcântara, em Lisboa

8 coisas para fazer nos bairros de Belém e Alcântara, em Lisboa

Pastel de Belém, Mosteiro dos Jerónimos, Torre de Belém e outros cartões-postais à beira do Tejo em Lisboa

Por Cristiane Sinatura

A Lisboa dos cartões-postais e do imaginário turístico está aqui. O bairro, às margens do rio, é um retrato da Era dos Descobrimentos, com muita ostentação estampada na arquitetura manuelina – nascida no reinado de Dom Manuel I para materializar o poderio português. Era daqui, afinal, que partiam as embarcações rumo ao “novo mundo”. Reserve um dia inteiro para explorar a região com calma e termine em Alcântara, área renovada aos pés da ponte 25 de Abril.

 

Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia

Inaugurado há um ano, o Maat conecta uma antiga central termoelétrica do século 20 a um novo prédio arrojado. Ali se cruzam três áreas do conhecimento, em uma coleção de artistas portugueses datada a partir dos anos 1960. Também abrange o que antes era o Museu da Eletricidade, mostrando as etapas da produção de energia, com maquinaria original.
Av. Brasília, maat.pt, € 9

 

Museu de Arte, Arquitetura e TecnologiaMuseu de Arte, Arquitetura e Tecnologia

Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia – Lisboa (foto: divulgação)

 

Museu do Oriente

Como forma de relembrar a presença portuguesa em países asiáticos a partir das grandes navegações, este museu apresenta mais de mil artefatos, como máscaras, porcelanas e marionetes.
Av. Brasília, € 6

 

Museu do Oriente

Museu do Oriente, Lisboa (foto: divulgação)

 

Pastéis de Belém

Que fique claro: Pastel de Belém é um só, feito desde 1837 na Antiga Confeitaria de Belém. Se não, é pastel de nata. A receita original foi criada pelos clérigos do Mosteiro dos Jerónimos e se mantém em segredo até hoje. Dica para escapar da fila que se forma no balcão: procure uma mesinha nos salões e faça seu pedido diretamente ao garçom. Saiba mais aqui!
R. Belém, 84-92

 

Pastéis de belém

Pastéis de belém (foto: divulgação)

 

Torre de Belém

Patrimônio da Humanidade, o cartão-postal de Lisboa foi erguido como fortaleza às margens do rio em 1514. O interior pode ser visitado – do terraço, a vista é um deslumbre, coroando a vertiginosa escadinha espiralada que leva até o topo. Saiba mais aqui!
Av. Brasília, € 6 (ou € 12 combinado com Torre de Belém e Museu Nacional de Arqueologia)

 

Torre de Belém

Torre de Belém, Lisboa (foto: shutterstock)

 

Padrão dos Descobrimentos

Inaugurado em 1960 como uma caravela estilizada de 56 metros de altura, o monumento celebra a era das navegações. As laterais ostentam esculturas de uma porção de portugueses de alta estirpe, como Infante Dom Henrique, Pedro Álvares Cabral e Vasco da Gama. Há um mirante no topo e um espaço de exposições no subterrâneo. Saiba mais aqui!
Av. Brasília, € 5

 

Monumento Padrão dos Descobrimentos

Monumento Padrão dos Descobrimentos, Lisboa (foto: divulgação)

 

Mosteiro dos Jerónimos

Exemplar clássico e soberano da arquitetura manuelina, o mosteiro foi erguido à beira do Tejo. Ostenta fachada rebuscada e um magnífico claustro emoldurado por arcos e torres que, nos mínimos detalhes, estampam motivos relacionados às grandes navegações. Patrimônio da Humanidade, o complexo guarda também os túmulos de grandes nomes portugueses, como Fernando Pessoa, Vasco da Gama e Luís de Camões. Saiba mais aqui!
Praça do Império, € 10 (ou € 12 combinado com Torre de Belém e Museu Nacional de Arqueologia)

 

Mosteiro dos Jerónimos

Mosteiro dos Jerónimos, Lisboa (foto: divulgação)

 

Museu Coleção Berardo

O principal endereço de arte moderna e contemporânea de Portugal guarda obras de Picasso, Dalí, Warhol, Duchamp e Miró. Em ordem cronológica, a exposição abrange movimentos como cubismo, dadaísmo, surrealismo, expressionismo abstrato e pop art. Saiba mais aqui!
Praça do Império, € 5

 

Museu Coleção Berardo

Museu Coleção Berardo, Lisboa (foto: shutterstock)

 

Museu dos Coches

Antes ocupando a antiga escola real de equitação, parte da já famosa coleção de carruagens mudou de endereço em 2015 – o novo prédio
levantou polêmica por suas linhas bastante modernas. Mas estética à parte, o conteúdo continua excelente: estão lá os mais de 300 modelos usados desde o século 16 pela nobreza e realeza. Saiba mais aqui!
Av. da Índia, 136, € 8

 

Museu dos Coches

Museu dos Coches, Lisboa (foto: divulgação)

 

Lx Factory

Este reduto hipster reaproveitou o terreno de um complexo industrial de 1846 à beira do Tejo para criar um inusitado espaço de criatividade aberto 24 horas, com ateliês, escritórios, lojas de moda e design, cafés, livraria, mercado de pulgas aos domingos e
eventos. Saiba mais aqui!
R. Rodrigues de Faria, 103

 

Lx Factory

Lx Factory, Lisboa (foto: divulgação)

 

Onde comer em Belém e por Alcântara?

O restaurante À Margem é um belo caixote branco de design moderno na beira do Tejo, ótimo para um almoço leve, com sanduíches, saladas frescas, tábuas de frios e boa carta de vinhos. Para comer um bom peixe grelhado no carvão, aposte no Último Porto, uma tasca escondida no fim das Docas de Santo Amaro, armazéns do antigo cais que foram convertidos em restaurantes, bares e casas noturnas. Na Lx Factory, a Burger Factory manda muito bem nos sanduíches com batata frita e milk-shake.

 

+ ESTIQUE: Palácio Nacional da Ajuda

A residência da família real entre 1861 e 1910 se mantém fiel à decoração da época – e ainda hoje é usada pela Presidência da República em certas ocasiões. Os visitantes podem ver alguns dos aposentos privativos e os salões de recepção oficiais. Também há trabalhos em ouro, tapeçarias, obras de arte e cerâmicas. Saiba mais aqui!
Largo da Ajuda, € 5

 

Continue lendo sobre Lisboa:

Baixa Pombalina: centro histórico à beira do Tejo

Chiado: polo cultural e tradicional de Lisboa

Bairro Alto e Cais do Sodré: as áreas mais boêmias da cidade

Alfama: o bairro mais português de Lisboa

Parque das Nações: o bairro mais moderno de Lisboa, com aquário e teleférico

 

 

Não sabe onde se hospedar? Ache aqui!

The Independente
Com suítes para duas pessoas ou quartos compartilhados super charmosos no Bairro Alto, tem programação de eventos, como  filmes, jantares e música ao vivo.

Vila Galé Ópera
Ao pé da ponte 25 de Abril e próximo a Belém, tem 259 quartos confortáveis, padrão executivo, com temática de música.

Mais sugestões de hospedagem por Lisboa

 

 

Compartilhar: