HomeDestinosLondres: o que fazer em Piccadilly Circus

Londres: o que fazer em Piccadilly Circus

Londres: o que fazer em Piccadilly Circus

Um roteiro passando por Chinatown, Oxford Street, National Gallery e os espetáculos de West End

Por Cristiane Sinatura

Como chegar: estação Piccadilly Circus nas linhas Piccadilly e Bakerloo do metrô

 

Espetáculos

Coroada com uma estátua do deus grego Eros, a praça Piccadilly Circus, na região de West End, é como a Times Square de Nova York, com direito a telões, luzes de néon, lojas e restaurantes. Nos teatros que ocupam as ruas adjacentes, estão em cartaz clássicos como O Rei Leão, O Fantasma da Ópera, Wicked, Os Miseráveis e Mamma Mia!, além do novo Harry Potter and the Cursed Child.

Veja pelo site onde é possível conseguir ingressos com até 60% de desconto.

 

Peça do Harry Potter

Peça do Harry Potter (foto: divulgação)

 

Chinatown • 400 m da estação

Outra estação de acesso: Leicester Square
Embora pequeno, o bairro asiático de Londres é muito vivo, especialmente na Gerrard Street, com estátuas de dragões, templo tipo pagode e portões japoneses. Entre mercadinhos de produtos típicos e consultórios de medicina chinesa, há cerca de 80 restaurantes de culinárias tradicionais, incluindo coreana, malaia e taiwanesa.

 

Chinatown

Chinatown (foto: shutterstock)

 

National Portrait Gallery • 450 m da estação

National Portrait Gallery

National Portrait Gallery (foto: shutterstock)

Outras estações de acesso: Leicester Square e Charing Cross
É a maior coleção do mundo dedicada a retratos, com 200 mil trabalhos desde a Idade Média, de telas a esculturas, evoluindo até fotografia e vídeo. Durante a visita, você vai reconhecer muitas personalidades nas obras, de celebridades britânicas à família real, abrigando aquela que é, provavelmente, a única pintura feita de William Shakespeare em vida, além de uma grande galeria dedicada aos Tudors.

Veja mais informações aqui.

National Portrait Gallery

National Portrait Gallery (foto: shutterstock)

 

National Gallery • 400 m da estação

National Gallery

National Gallery (foto: shutterstock)

Outras estações de acesso: Leicester Square e Charing Cross.
Fundado em 1824 na Trafalgar Square, exibe mais de 2 mil pinturas da Europa Ocidental, desde a Idade Média até o século 20. Ali há trabalhos de Botticelli, Leonardo da Vinci, Rembrandt, Renoir e Van Gogh. E o melhor: a entrada é gratuita, como boa parte dos museus londrinos (só paga £ 4 quem quiser audioguia).

Veja mais informações aqui.

 

National Gallery

National Gallery (foto: shutterstock)

 

Oxford Street • 1,1 km da estação

Outra estação de acesso: Oxford Circus, Bond Street
A mais famosa rua de compras de Londres enfileira cerca de 300 endereços, entre butiques de grifes e lojas de departamentos. Ali está a matriz da Topshop, além de Adidas, Forever 21, GAP, H&M, Mango, Nike, Uniqlo, Urban Outfitters e Zara. A galeria St Christopher’s Place reúne mais opções para comprar e comer ao ar livre.

Veja mais informações aqui.

 

Oxford street

Oxford street (foto: shutterstock)

 

Onde comer em Piccadilly Circus

Colado na Oxfort St, o Argyll Arms é um pub de 1742, considerado patrimônio histórico, onde ainda hoje se vê aqui a divisão de ambientes que separava ricos e pobres. Já a Honest Burgers é uma pequena cadeia local de hamburgueria, sem variações megalomaníacas do infalível pão com carne. Para curtir uma música, o Ronnie Scott’s Jazz Club está na ativa desde 1959 no Soho, com shows ao vivo todas as noites, no esquema “sente–se para jantar/ beliscar/ bebericar”.

 

Onde dormir em Piccadilly Circus

Na ponta da Oxford St, já na beira do Hyde Park, o The Arch é um hotel-butique com 82 quartos gracinhas e restaurante com menu justo, especialmente os “assados de domingo”. Perto da National Gallery, o The Z Hotel tem pegada moderninha, com 112 quartos compactos e funcionais, de bom custo-benefício.

Confira a seguir algumas dicas de hotéis em Piccadilly Circus:

 

 


Soho Stables 

Localizado a apenas 200 metros de Piccadilly Circus, o hotel disponibliza Wi-Fi gratuito e outras comodidades, como cozinha equipada e amenidades para banho de cortesia.

 

Haymarket Hotel

Rodeado por restaurantes e bares, o hotel fica ao lado do Teatro Drury Lane e oferece piscina, academia e spa com diversos tratamentos.

 

Sofitel London St James

Os quartos são amplos e oferecem base para iPod, TV LCD interativa e banheiro com box amplo, roupões de banho, chinelos e produtos de banho de luxo. A localização do hotel é uma boa pedida para viajantes interessados em parquescompras e caminhadas.

 

Hazlitt’s

O hotel boutique 4 estrelas traz móveis de época em seus quartos, que incluem TV de tela plana, frigobar e mesa de trabalho. A propriedade está localizada em uma área para compras, com marcas famosas como Cartier, Hermès, H&M, Zara e Nike

 

Ham Yard Hotel

Situado a apenas 3 minutos de caminhada de Piccadilly Circus, o hotel oferece recepção 24 horas, restaurante, bar e academia, além de terraço, sauna e massagens, as quais podem ser providenciadas à parte.


 

 

 

Clique aqui e confira outras opções de hospedagem em Londres!

 

 

 

Leia também:

Como conhecer Londres em 6 estações de metrô

Estação Camden Town: comprinhas no Camden Market, Amy Winehouse e passeio pelo Regent’s Park

Estações South Kensington: passeios no Victoria and Albert Museum, Natural History Museum e Science Museum

Estação Covent Garden: visitas ao British Museum e London Transport Museum + comidinhas e compras no Covent Garden Market

Estação Westminster: os maiores clássicos londrinos, passando por London Eye, Big Ben, Palácio de Westminster e Abadia de Westminster

Estação London Bridge: visitas ao Shakespeare’s Globe, Tower Bridge, Tower of London e Tate Modern

ESTAÇÕES BÔNUS: compras em Portobello Road Market, voltinhas pelo Museu Madame Tussauds, Sherlock Holmes e pelo Parque Greenwich

 

 

Compartilhar: