fbpx
  • Seu carrinho está vazio.
HomeDestaquesRoteiro de 10 dias no Marrocos: de Marrakesh ao Saara

Roteiro de 10 dias no Marrocos: de Marrakesh ao Saara

Roteiro de 10 dias no Marrocos: de Marrakesh ao Saara

Do caos irresistível na Medina de Marrakesh ao deslumbre religioso na mesquita de Casablanca, do choque sinestésico no curtume de Fez ao silêncio inspirador no Saara, embarcamos em uma jornada de 1.500 quilômetros, dez dias e infinitas lições de vida.

Por Rodrigo Cunha

Você sabia que a Viajar tem grupos gratuitos no WhatsApp e Telegram com dicas, serviços e muitas promoções de destinos no Brasil e no Mundo?
Faça parte desse grupo e comece a planejar a sua próxima viagem!

Entrar no grupo Telegram! Entrar no grupo WhatsApp!

Foi no deserto que consegui entender o que significa a expressão “ouvir o silêncio”. No mar de dunas douradas que formam o Saara – o denso, árido e gigantesco deserto africano –, o silêncio reina tão absoluto quanto a areia. Ele só foi quebrado na hora em que o sol começou a se esconder, afinal, como ficar calado diante de um entardecer tão esplendoroso?

A experiência de acampar no deserto coroou a minha viagem de dez dias e mais de 1.500 quilômetros rodados pelo Marrocos. Começamos por Casablanca e seguimos pelas cidades de Rabat, Fez, Ifrane, Erfoud e Ouarzazate, acabando em Marrakesh. Em cada uma delas, o perfume do açafrão e da hortelã exalava das receitas que chegavam à mesa; as pashminas, os artigos de couro, a tapeçaria e os temperos transbordavam dos mercados árabes (souks); e as Medinas, ainda tão enraizadas nas tradições, continuam a revelar o dia a dia do marroquino.

A rotina do país é desenhada, em boa parte, pelos dogmas e pelas leis da religião islâmica. Mas no turismo, isso pouco influencia. O consumo de bebidas alcoólicas em hotéis e em alguns restaurantes é liberado. O país não impõe seus costumes aos viajantes – mas é de bom tom ter atenção ao comprimento de bermudas e saias para evitar olhares de reprovação em cidades menores ou ter a entrada barrada em locais religiosos. Só mais uma dica: contrate um bom e experiente guia para que ele possa ajudá-lo a mergulhar de cabeça e alma na cultura e nas belezas marroquinas. No nosso caso, fizemos o roteiro inteiro com a agência local Grup Xaluca, que providenciou também o transporte com motorista por todo o país.

Conheça um pouco mais do Marrocos:

Casablanca 

Fez 

Saara 

Marrakesh 

 

Marrocos

Marrocos (foto: shutterstock)


Onde se hospedar em Marrocos?

Kenzi Menara Palace
Bem localizado a dez minutos da Praça Jamaa el-Fna.

Four Seasons
Localizado entre a Medina e os bairros modernos de Ville Nouvelle, tem cerca de 139 quartos de luxo, alguns com piscina privativa.

Les Mérinides
Próximo à muralha e no alto de uma das colinas que cercam a Medina, tem bela vista para a cidade antiga.

Bivouacs Xaluca
Acampamento no meio do
deserto – algumas categorias de tendas têm banheiro privativo. O restaurante oferece comida típica berbere. Tem passeios de dromedário, 4×4 ou quadriciclo.

Xaluca Dades
Boa parada no caminho entre o deserto e Marrakesh.

Encontre mais opções de hospedagem no Marrocos!

 

Que tal transformar o seu cartão de crédito em uma verdadeira fábrica de milhas?
Se você gasta pelo menos R$ 3.000,00 por mês no cartão de crédito e não consegue emitir um bilhete por ano para os EUA com as suas milhas acumuladas, acredite, você não sabe usar o cartão de crédito a seu favor.
Quero te convidar a se tornar especialista no assunto. Aprenda a viajar de graça, entrar em salas vips ao redor do mundo sem pagar nada e fabricar milhas com o nosso time de especialistas. Chegou a hora de você virar o jogo e parar de dar dinheiro aos bancos.

Saiba como viajar de graça e sem enrolação!