fbpx
  • Seu carrinho está vazio.
HomeGiro pelo MundoComo é voar na classe executiva Polaris da United

Como é voar na classe executiva Polaris da United

Como é voar na classe executiva Polaris da United

Tivemos a experiência de voar na United Polaris e contamos todos os detalhes sobre os assentos, opções de alimentação e entretenimento

Por Rodrigo Cunha

Classe Executiva Polaris da United
Você sabia que a Viajar tem grupos gratuitos no WhatsApp e Telegram com dicas, serviços e muitas promoções de destinos no Brasil e no Mundo?
Faça parte desse grupo e comece a planejar a sua próxima viagem!

Entrar no grupo Telegram! Entrar no grupo WhatsApp!

Tive a oportunidade de voar na classe executiva Polaris, da United Airlines, e irei relatar como foi a minha experiência. Mas antes de falar sobre o voo, é importante lembrar que todos os passageiros que viajam em classe executiva possuem acesso a salas VIP. No caso de Guarulhos, com a United, a sala VIP utilizada é a do Banco Safra, no Terminal 3. Já nos Estados Unidos, a United possui em seus hubs o Lounge Polaris, que possui salas próprias, administradas pela United e com um serviço diferenciado. Os Lounges United Polaris estão nos aeroportos de São Francisco, Nova York/Newark, Chicago, Houston e Los Angeles.

 

Hora de voar na classe executiva Polaris da United

Deixamos para embarcar bem em cima da hora, pois aproveitamos ao máximo a sala VIP. Como em toda classe executiva, tivemos o nosso embarque prioritário. Chegando no avião, fomos conduzidos aos nossos lugares. De cara, já quero deixar uma dica aqui para você, viajante. Ao marcar o assento, opte sempre pelo meio da cabine, nem muito na frente, nem muito atrás. Dessa forma,  você se isola um pouco mais do vai e vem para o banheiro e da movimentação da cozinha durante o serviço de bordo. Como estava viajando com a esposa, optamos por pegar os assentos centrais, que possuem uma espécie de divisória retrátil. Ou seja, ao baixá-la, ela vira um assento lado a lado, ideal para quem está viajando junto.

Logo que nos acomodamos, havia uma garrafinha de água e nos foi oferecido um drink de boas-vindas antes da decolagem. Além disso, o comissário nos perguntou o que queríamos para o jantar e café da manhã. Chamou-me a atenção o fato de não ter mais aquele menu em papel, que facilitava muito na hora da escolha, mas acredito que esse processo foi criado por conta da pandemia e, até o momento, não voltaram com o menu impresso. Falaremos mais para frente sobre os serviços de refeições.

 

Configuração da cabine

A configuração da cabine United Polaris Business no Boeing 777-200 é 1-2-1, com acesso direto ao corredor em todos os assentos. Os que estão localizados na janela possuem uma configuração por meio da qual se alternam, sendo um com alinhamento na janela e o seguinte no corredor. Já os assentos do meio também se alternam entre os que possuem uma divisória grande entre eles e outros, com uma pequena divisória, tendo em vista que estão mais afastados e de lado. Essa configuração, com a maioria dos assentos na diagonal, possibilita um maior número de assentos de classe executiva na aeronave, já que o aproveitamento de espaço é enorme. Por fim, outro ponto interessante é a privacidade dos assentos da classe executiva. Afinal, a configuração é feita de forma que, sentado, é impossível ver o passageiro que está ao lado, o que dá muito mais privacidade e segurança a quem viaja.

O sistema de blecaute da cabine funciona muito bem, as persianas são eletrônicas e possuem um sistema que veta 100% da luz externa. Além disso, durante praticamente todo o voo, as luzes da cabine ficam reduzidas, até porque o sistema de iluminação individual é muito bom e bem direcionado, não prejudicando em nada a luminosidade nos assentos próximos.

 

Como são os assentos na United Polaris

Os assentos da United Polaris estão entre os que mais gostei entre as executivas que viajei. Eles são um pouco estreitos, mas o espaço livre das laterais ajuda demais na acomodação e durante o sono. São poltronas que reclinam totalmente, ficando em posição horizontal de 180°, chegando a mais de dois metros de extensão, o que garante uma noite de sono tranquilo e confortável. O cinto de segurança tem três pontas e confesso que não é nada confortável dormir com ele, mas só é obrigatório usá-lo durante o pouso e a decolagem. Portanto, esse é um fator que pode ser desconsiderado, até mesmo nos momentos em que o aviso de apertar os cintos é ligado.

Como falei, as luzes de serviço individuais são boas. Há uma luz de leitura, direcionada, ao lado do assento, que é perfeita para ler livros, revistas e se você vai utilizar um computador. Já a luz de cima, localizada no teto da aeronave, é aquela mais ampla, que serve para procurar algo e iluminar bem o seu lugar, mas confesso que não vi ninguém usando essa luz nas boas horas em que fiquei acordado, apenas testei para ver como funcionava e o quanto ela poderia incomodar quem estava ao lado e o resultado foi bem satisfatório.

 

Compartimento adicional

Os assentos têm um compartimento que funciona como um porta treco, localizado bem ao lado do encosto. Ele é bom para guardar objetos como fone de ouvido, carregador, bolsa, carteira e até mesmo o celular. Além disso, o compartimento é grande o suficiente e ideal para ter um pouco mais de privacidade e segurança enquanto você dorme. Na parte interna da portinha tem um espelho que, certamente, é muito usado pelas mulheres para dar aquele retoque final na maquiagem antes de ir embora. Por fim, há outra parte de armazenamento de cacarecos logo abaixo da tela, que pode ser usada para guardar celular, tablet ou um livro.

Assento na United Polaris

Assento na United Polaris (foto: Rodrigo Cunha)

 

Entretenimento a bordo da Polaris

O sistema de mesa de jantar também é muito eficiente e a mesa em si bem confortável. Consegui abrir meu computador e colocar o mouse do lado tranquilamente. A mesa é retrátil e não ocupa espaço útil do assento. Há também uma tela grande e um sistema de entretenimento com dezenas de filmes, jogos e atividades para todas as idades. É um sistema bem completo e com excelentes opções de filmes para ficarmos entretidos durante todo o voo. Confesso que só bati o olho, pois tinha algumas coisas para fazer no computador e, obviamente, dormir. O controle remoto fica localizado bem ao lado do assento, facilitando demais o comando da tela, tendo em vista que, uma vez deitado, teria que me levantar para mexer nela. Ao lado do controle há um ponto de energia com plug universal e porta USB com carregamento rápido, ambos também estrategicamente colocados próximos do assento.

O painel de controle com os botões de movimento está localizado no apoio do braço e possui botões bem sinalizados, que fazem toda a movimentação de subida e descida do assento. É possível fazer alguns ajustes isolados, como, por exemplo, subir o apoio de pé e aumentar o volume do banco na altura da coluna, dando mais conforto às costas. Há também a possibilidade de ajustar o assento para deitar e reclinar todo o sistema de uma vez só. Com isso, os passageiros podem deixar o assento na posição de 180° sem muita dificuldade. Há também um botão “não perturbe” que acende no corredor para que a tripulação saiba que não deve acordá-lo, além da opção de deixar a sua tela em uma configuração na qual o visor mostra que você está dormindo e não quer ser acordado.

Entretenimento na United Polaris

Entretenimento na United Polaris (foto: Rodrigo Cunha)

 

Roupas de cama e amenities

Uma grande comodidade da classe executiva Polaris da United são as luxuosas roupas de cama da Saks Fifth Avenue. Todos os passageiros têm à sua disposição dois travesseiros, sendo um maior, fofinho, e um segundo, um pouco menor e com aquele material “espuma da NASA”, mais rígido. Além disso, um cobertor que dá vontade de levar para casa (mas não pode, ok?) garante que a noite de sono será quentinha. O kit de amenities é bem completo e vem em uma linda nécessaire (essa você pode levar). O kit conta com escova e creme dental, lenço de papel, lenço desinfetante, protetor labial, protetor auricular, meia, máscara para os olhos e creme hidratante para as mãos e o rosto. Além disso, há um fone de ouvido antirruído.

Classe Executiva Polaris da United

Classe executiva Polaris da United (foto: Rodrigo Cunha)

 

Banheiro exclusivo e mais espaçoso

Os banheiros seguem a mesma linha dos banheiros habituais, achei apenas um pouco mais espaçosos do que a média, mas confesso que sem grandes surpresas. Eles são exclusivos para passageiros da classe executiva Polaris da United. Lá há ambém uma prateleira com creme para as mãos da marca Sunday Riley e creme facial, os mesmos que foram entregues nos kits de amenities.

 

Jantar e café da manhã

Nosso voo saiu de São Paulo às 22h. Portanto, cerca de uma hora e meia após a decolagem, foi servido o jantar e, faltando uma hora e meia para o pouso, o café da manhã. Logo que embarcamos, antes mesmo da decolagem, o comissário nos apresentou o menu do voo, com 3 opções de jantar: ravioli recheado de queijo e molho vermelho, frango com legumes ou carne vermelha com arroz e vegetais. O jantar acompanhava sobremesa, salada de frutas e tortinha de chocolate. No café da manhã, foram duas opções: omelete com tomate ou torradas com manteiga e cream cheese. Ambos acompanhavam salada de frutas, pão e manteiga. Por fim, na parte de bebidas, a variedade é enorme. Tem de tudo e as bebidas alcoólicas estão disponíveis em pequenas porções. Além disso, água, suco e refrigerante estão à disposição durante todo o voo.

Café da manhã na Polaris

Café da manhã na Polaris (foto: Rodrigo Cunha)

 

Jantar na Polaris

Jantar na Polaris (foto: Rodrigo Cunha)

 

Wi-fi

Como precisei trabalhar, acabei adquirindo o Wi-fi. Para membros do programa de fidelidade MileagePlus, o custo é de oito dólares, enquanto para não membros o valor é de dez dólares pelo acesso em todo o voo. Era possível comprar por um período menor, mas confesso que não valia a pena. O Wi-fi funcionou bem durante todo o voo, embora tenha falhado em alguns momentos de turbulência. Mas de forma geral, funcionou muito bem. O voo decolou no horário, com um ótimo serviço de atendimento dos comissários de bordo e todos os avisos sendo também apresentados em português para os passageiros.

 

Muito conteúdo, dicas e informações úteis para você sonhar e planejar a sua próxima viagem. Clique aqui e saiba mais!

 

 

Leia também:

O que fazer e onde comer em Chicago

Nova York: o que fazer pelos principais bairros 

Roteiro em São Francisco, na Califórnia

 

Que tal transformar o seu cartão de crédito em uma verdadeira fábrica de milhas?
Se você gasta pelo menos R$ 3.000,00 por mês no cartão de crédito e não consegue emitir um bilhete por ano para os EUA com as suas milhas acumuladas, acredite, você não sabe usar o cartão de crédito a seu favor.
Quero te convidar a se tornar especialista no assunto. Aprenda a viajar de graça, entrar em salas vips ao redor do mundo sem pagar nada e fabricar milhas com o nosso time de especialistas. Chegou a hora de você virar o jogo e parar de dar dinheiro aos bancos.

Saiba como viajar de graça e sem enrolação!