HomeDestinosSiena em 8 atrações imperdíveis

Siena em 8 atrações imperdíveis

Siena em 8 atrações imperdíveis

Um roteiro com atrações clássicas para quem, rodando pela Toscana, tem um dia nesta joia medieval

Por Cristiane Sinatura

Duomo

A catedral de Siena queria ser maior que a de Florença, mas os planos ficaram inacabados. Ainda assim, a igreja em estilo gótico-românico impressiona com a fachada listrada em preto e branco. Por dentro, o teto abobadado é pintado de azul e dourado, as paredes são adornadas com bustos de papas e imperadores e o piso de mármore é todo preenchido por mosaicos, exibidos ao público apenas durante alguns dias de agosto.
Piazza del Duomo, operaduomo.siena.it.

Pinacoteca Nazionale

Ocupando antigas residências de famílias nobres, a Pinacoteca Nazionale reúne obras do fim da Idade Média e do Renascimento, sobretudo da Escola de Siena, organizados por ordem cronológica. Há ali trabalhos de Duccio di Buoninsegna, Simone Martini, Sodoma e dos irmãos Lorenzetti. Para quem gosta de arte mesmo.
Via di San Pietro, 29, bit.ly/pinacotecasiena.

Bisteca Alla Fiorentina (Foto: divulgação)

Bisteca Alla Fiorentina (Foto: divulgação)

Restaurante Alla Speranza

Ok, é hora do almoço, a fome apertou, você está na Toscana. No restaurante Alla Speranza, de cara para a Piazza del Campo, residem as soluções para os seus problemas, em forma de pizzas, bisteca alla fiorentina, risoto, massa, carne de javali… Em uma mesa do lado de fora, fica melhor ainda.
Piazza del Campo, 32-36, allasperanza.it. Pratos principais entre € 11 e € 21

Gelateria Kopakabana

Guarde espaço para a sobremesa. Esse nomezinho de sonoridade brasileira pertence, na verdade, a um lugar mais italiano impossível. Tem tiramisù, semifreddo, cannoli… Mas a estrela mesmo é o gelato, dos mais variados sabores, sempre artesanal: pistache, café, chocolate, castanhas, limão, manga e por aí vai.
Via dei Rossi, 52-54, gelateriakopakabana.it

Palazzo Pubblico e Torre del Mangia

À beira da piazza, o Palazzo Pubblico começou a ser construído no século 13 para servir de sede do governo. Hoje abriga também o Museo Civico, com uma vasta seleção de obras de arte da chamada Escola de Siena. Seu ponto alto é a Torre del Mangia, que já foi a mais alta da Itália. Para subir ao topo em forma de coroa e apreciar uma vista digna de pintura toscana, a mais de 90 metros de altura, prepare-se para escalar uns bons 500 degraus. A fila pode ser grande, já que somente 30 pessoas podem subir a cada leva.
Piazza del Campo, 1, bit.ly/palazzosiena.

Piazza del Campo (Foto: shutterstock.com)

Piazza del Campo (Foto: shutterstock.com)

Piazza del Campo

Rodeada de restaurantes e lojinhas, a praça principal de Siena, conhecida como Il Campo, é única por dois motivos. Primeiro, pelo formato: um leque dividido em “gomos”, representando cada um dos governadores medievais da cidade. Segundo, pelo Palio di Siena, as corridas de cavalo que acontecem ali duas vezes por ano (2 de julho e 16 de agosto), desde a Idade Média.

Fortezza Medicea

Antes eram os canhões; hoje são os vinhos. A fortaleza, construída em 1560 a mando da poderosa família Médici para proteger Siena, hoje abriga em seu subterrâneo a Enoteca Italiana. É o lugar perfeito para provar e comprar os melhores rótulos do país, em especial os Chianti produzidos em vinícolas da região. Às quartas-feiras, um grande mercado de rua acontece nas redondezas.
Piazza dela Libertà, 1, enoteca-italiana.it

Museu de Santa Maria della Scala

Um dos hospitais mais antigos da Europa se converteu em um interessante complexo de museus logo em frente ao Duomo: o Arqueológico, o de Artes para Crianças e o Centro de Arte Contemporânea. Os destaques ficam por conta da área Pellegrinaio, com afrescos originais do século 15, feitos por Lorenzo Vecchietta, Priamo della Quercia e Domenico di Bartolo.
Piazza del Duomo, 1, bit.ly/museusiena.

Leia também: