HomeDestinosAmérica do SulPasseios pela Serra Gaúcha – Preciosidades do Sul

Passeios pela Serra Gaúcha – Preciosidades do Sul

Passeios pela Serra Gaúcha – Preciosidades do Sul

Uma volta pelas redondezas da Serra Gaúcha, passando por vinícolas, vales históricos e rotas ricas em sabores

Por Eduardo Vessoni

Vinícola Larentis
Vale dos Vinhedos, Bento Gonçalves

A história da Vinícola Larentis começou a ser escrita na Itália, no final do século 19, mas os atuais proprietários não se apegaram às tradições e oferecem algumas das mais inusitadas atrações do destino. Em fevereiro, durante a temporada da vindima, é possível participar da colheita noturna, uma atividade em que os próprios visitantes colhem cachos carregados de uvas e participam de um jantar com pratos típicos italianos. Na temporada de inverno, a casa oferece também a experiência de participar da poda seca das videiras em repouso, acompanhada de uma degustação técnica gratuita das bebidas produzidas na Larentis. De setembro a março, abre seus vinhedos para piqueniques com produtos coloniais, como pães, geleia caseira e tábua de frios.

 

Miolo
Vale dos Vinhedos, Bento Gonçalves

Com ares industriais que combinam pouco com o cenário bucólico do lado de fora, a Miolo é a gigante da região, por onde chegam a passar 25 mil pessoas em um único mês. A visita guiada segue o padrão das vinícolas maiores, passando por áreas de produção, caves e degustação, e é realizada em diversos horários ao longo do dia. Mas a melhor experiência por ali acontece nos finais de semana, quando funciona o wine bar, em um motorhome adaptado no jardim da vinícola, com serviço de bebidas e alimentação com produtos orgânicos da horta, como bruschetta, quiches e sanduíches.

 

Wine Bar, Vinícola Miolo

Wine Bar, Vinícola Miolo (foto: divulgação)

 

Casa Valduga
Vale dos Vinhedos, Bento Gonçalves

A Casa Valduga se tornou um dos endereços mais cenográficos da região. O local é quase como um parque de diversões para viajantes enófilos e conta com nostálgicos tours a bordo de tratores, visita guiada pela famosa cave que abriga 6 milhões de garrafas em repouso e até hospedagem em quartos rústicos feitos com pedra basáltica entre os parreirais. Mas o interessante é o programa My Exclusive Champenoise, em que os participantes elaboram seu próprio espumante com o método artesanal em que a segunda fermentação acontece na própria garrafa.

 

Vinícola Larentis

Casa Valduga (foto: divulgação)

 

Cristofoli
Rota Cantinas Históricas, Distrito Faria Lemos

Manhã Carinhosa, Almoço Charmoso e Dolce Far Niente. Os nomes são até inspiradores, mas nada como provar, pessoalmente, a experiência de realizar refeições sobre edredons, espalhados sob o vinhedo da Cristofoli, uma pequena vinícola familiar desse distrito a poucos quilômetros de Bento Gonçalves. O café da manhã, por exemplo, é servido com pães caseiros, polenta brustolada, embutidos, queijos e vinhos e espumantes. E haja história imigrante para ouvir debaixo dos parreirais, onde a proprietária Bruna Cristofoli vai emendando uma na outra.

 

Dal Pizzol
Rota Cantinas Históricas, Distrito Faria Lemos

Com oito hectares e uma produção anual de 300 mil garrafas, a Dal Pizzol presta uma emocionante homenagem ao vinho em cada um de seus espaços. Abriga o compacto Ecomuseu da Cultura do Vinho, um museu discreto com acervo formado por peças históricas e mais de 200 garrafas da bebida de diversas nacionalidades, como Argélia, Armênia e Japão; e o Vinhedo do Mundo, um projeto vivo com 400 variedades de uvas trazidas de 30 diferentes países. Entre as atividades obrigatórias estão a visita aos antigos fornos que, atualmente, guardam os rótulos produzidos pela vinícola da família, e a degustação gratuita às cegas, uma experiência sensorial em que o participante aprende a reconhecer os diferentes tipos de vinhos.

 

Dal Pizzol

Dal Pizzol (foto: divulgação)

Peterlongo
Rota do Sabor, Garibaldi

Considerada a Capital Brasileira do Espumante, Garibaldi abriga a centenária Peterlongo, endereço de uma das mais novas atrações da região. Desde o último mês de setembro, essa empresa de Garibaldi, cidade a dez quilômetros de Bento Gonçalves, serve de cenário para o Wine Movie, uma sessão de cinema ao ar livre que acontece nos jardins do estabelecimento. Nos outros dias, vale investir no Roteiro do Champagne, uma visita guiada de 50 minutos de duração, em que é possível conhecer o castelo em que funciona a loja da empresa, as salas com pipas de madeira de guarda e barris de carvalho, e a primeira cave subterrânea do Brasil.

 

Pedalando no vinhedo

Pedalando no vinhedo (foto: shutterstock)

 

Vinhedo em duas rodas

Autodeclarado o primeiro bike hotel do Brasil, o Dall’Onder Grande Hotel conta com cinco roteiros, para hóspedes ou não, que vão de sete a 34 quilômetros de extensão. As saídas são acompanhadas por guias e contam com rotas que passam por atrações clássicas da região, como a Caminhos de Pedra, com visitas a patrimônios arquitetônicos e culturais na beira da estrada; Vale dos Vinhedos, com paradas em vinícolas como Pizzato e Larentis; e a pedalada ecológica na região do Rio das Antas.

 

Leia mais:

Serra Gaúcha e sua jornada do vinho

 


Onde se hospedar?

Casa Valduga
No meio de uma vinícola, o conjunto de pousadas tem 24 acomodações. Hóspedes ganham curso de degustação.

 

Dall’Onder Grande Hotel
A 1,5 km do centro, possui 265 quartos e há opções com área de estar, cozinha e sacada.

 


Vai para Rio Grande do Sul? Já possui Seguro Viagem?
O buscador do VitalCard cota os melhores preços e planos para você, oferecendo parcelamento e atendimento rápido ao cliente.


Alugue um carro no Rio Grande do Sul
Encontre as melhores ofertas das locadoras de uma só vez! Acesse o RentCars e encontre a opção que atenda à sua necessidade. Com atendimento em português, eles parcelam em até 12x no cartão e ou com desconto no boleto.

 

Compartilhar: