HomeDestinosAmérica do NorteOrlando: Parque Aquático Volcano Bay

Orlando: Parque Aquático Volcano Bay

Orlando: Parque Aquático Volcano Bay

O parque aquático do grupo Universal refresca Orlando com clima de praia e atrações bem dosadas de adrenalina

Por Tarcila Ferro

É em volta do enorme vulcão Krakatau, com quase 60 metros de altura, que o Volcano Bay desabrocha. Ainda com cheirinho de novo – acabou de completar um ano de abertura –, o parque aquático do grupo Universal Orlando Resort é um refrigério para os dias quentes na cidade. Inspirado nas ilhas do Pacífico, ele está dividido em três vilas: The Wave, The River e The Rainforest Village. Cada uma tem seus próprios brinquedos e estrutura com restaurantes e vestiários. Quatro atrações estão ligadas diretamente ao vulcão, e as demais, em torno de 20, acontecem em áreas ao redor. Confira o que há de mais bacana no parque!

 

Antes de cair na água:

• Todo visitante recebe a pulseira TapuTapu (à prova d’água) logo na entrada. Com ela é possível entrar nas filas virtuais para programar a hora das atrações e evitar esperas. Basta encostá-la nos totens do brinquedo desejado para agendar. Não é preciso ficar esperando, pois quando chega a vez, ela vibra avisando. Além disso, com ela dá para abrir e trancar os armários, participar de experiências interativas pelo parque e comprar alimentos e produtos (mas é preciso criar uma conta no aplicativo da Universal e cadastrar o cartão de crédito).

• O visitante pode alugar armários (a partir de US$ 8) e toalhas (em média US$ 4,50, mas leve do hotel para economizar, só não vai se esquecer de devolver!). Também estão disponíveis assentos especiais (a partir de US$ 30) que dão direito a duas espreguiçadeiras acopladas com uma cobertura removível, um pequeno armário e o serviço de garçom. Quem está em grupo pode considerar alugar uma das charmosas cabanas de madeira. Elas têm dois andares, armário, frigobar, totens e garçom. Para até seis pessoas, o valor é de US$ 199, e até 16, US$ 599.

 

Faixas

Faixas (foto: shutterstock)

 

Wave Village

Waturi Beach ♦ Família 

É uma versão repaginada das clássicas piscinas de ondas, que intercala períodos de água calma para nadar com alguns minutos mais agitados com marolas. A temperatura da água é uma delícia, em torno de 28 ºC. Na beira da praia, a areia é tomada por espreguiçadeiras, guarda-sóis e tendas.

Ko’okiri Body Plunge ♦ Super radical

Cabine do brinquedo

Cabine do brinquedo (foto: shutterstock)

Quem tem medo de altura não consegue nem chegar até o início desse toboágua, que fica a 38 metros. Uma longa escadaria (prepare-se para subir mais de 150 degraus) vai serpenteado o vulcão até a entrada do brinquedo – enquanto sobe, a adrenalina vai subindo junto, ainda mais quando se começam a ouvir os berros de quem está escorregando (verdade seja dita: foi a única atração do parque em que não tive coragem de ir). O visitante entra em uma cápsula, cruza braços e pernas, espera a contagem regressiva e o chão abre. A caída é em 70 graus e dura menos de dez segundos, mas é preciso coragem. Nos metros finais do toboágua, o túnel é transparente e termina em uma piscina ao lado da Waturi Beach.

Kala & Tai Nui Serpentine Body Slides ♦ Super radical

Apesar de ter amarelado no Ko´okiri, não desisti do Kala & Tai. Aqui também há uma longa escadaria que sobe pelo vulcão e a mecânica de entrar na cápsula, cruzar os braços e esperar o chão abrir é a mesma. A diferença é que tem mais curvas e a descida é um pouco mais lenta. Além disso, são dois toboáguas que se entrelaçam (mas não se ligam), então você pode ir com um amigo e um vai dando coragem para o outro durante a fila (sério, ajuda). Cada um entra em uma cápsula e descem em tubos separados, mas chegam juntos no final, na piscina que fica nas costas do vulcão.

Krakatau Aqua Coaster ♦ Família

Achei a melhor atração do parque (tanto que fui três vezes). É uma montanha-russa aquática, em que uma canoa com até quatro pessoas realiza um trajeto repleto de sobe, desce e curvas. O melhor é que há um sistema de aceleração em determinados trechos do trilho que dá um impulso rápido e deixa tudo mais divertido.

Punga Racers ♦ Família

O visitante deita de bruços em um tapete e desliza rápido, fazendo curvas e descidas. São quatro toboáguas, um ao lado do outro.

 

Kala & Tai Nui Serpentine Body Slides

Kala & Tai Nui Serpentine Body Slides (foto: divulgação)

 

River Village

Tot Tiki Reef & Runamukka Reef

Ideal para crianças pititicas, conta com um play aquático, chafariz, estátuas que espirram água, pontes e pequenos escorregadores. Até bebês conseguem brincar ali em alguns pontos!

Kopiko Wai Winding River

Em boias individuais ou duplas, os visitantes são levados pela suave correnteza desse rio por um trajeto que corre pelo parque e passa dentro do vulcão – essa é a melhor parte da atração.

Honu Ika Moana

As boias acomodam até cinco pessoas e descem por toboáguas que mesclam trechos fechados e pedaços a céu aberto. O ponto alto são as rampas, que fazem as boias subir alto e descer em velocidade.

 

Aquapark Volcano

Aquapark Volcano (foto: shutterstock)

 

Rainforest Village

Ohyah & Ohno Drop Slides

São dois toboáguas no estilo tradicional – a pessoa desliza deitada e com as pernas cruzadas por túneis com muitas curvas. Termina com um mergulho em uma piscina de 1,20 m.

Maku Puihi Raft Rides

Mais uma atração para ir em grupo – na boia vão até seis pessoas. As descidas rápidas e as rampas trazem emoção ao brinquedo, dá frio na barriga, mas não chega a dar medo.

TeAwa The Fearless River

Outro rio para boias que seguem o curso da água. A correnteza é mais forte do que no Kopiko Wai. As crianças maiorezinhas adoram e os adultos aproveitam para descansar.

Taniwha Tubes

São quatro toboáguas com manobras diferentes, então vale a pena ir nos quatro túneis. A descida é feita em boias individuais, não é suave, mas também não dá para dizer que é radical. Fica no meio-termo.

 

Parte infantil

Parte infantil (foto: divulgação)

 

Onde comer no Volcano Bay?

Há quiosques de comidinhas espalhados por todo canto e restaurantes atendem quem busca algo mais elaborado. Assim como o parque, o menu também segue inspiração na culinária das ilhas do Pacífico.

Kohola Reef Restaurant

Coladinho ao Krakatau, serve a trilogia americana – sanduíches, hambúrgueres e pizza –, mas em versões diferentes. Há hambúrguer de quinoa e edamame (preparado de soja ainda na vagem), sanduíche de costela suína com manga, frango frito empanado com coco e pizza vegetariana.

Whakawaiwai Eats

A dica fica por conta da pizza havaiana feita com queijo, presunto, bacon e abacaxi.

The Feasting Frog

Para drinques e petiscos com porções de peixes, tacos e chips de banana.

Bambu

Serve cachorro-quente aberto com massa de pretzel. Delícia!

 

Volcano Bay visto de cima

Volcano Bay visto de cima (foto: shutterstock)

 

DICA DE OURO 

Uma boa forma de aproveitar mais os parques do grupo Universal Orlando é comprando o ingresso 3-Park Explorer Tickets.
Essa opção dá direito a entrada nos três parques do complexo (Island of Adventure, Universal Studios Florida e Volcano), pagando o preço de dois, além de valer durante 14 dias consecutivos.

Adultos: US$ 309.
Crianças: US$ 299
(valores apenas para compras online)

 

Leia mais:

https://mundoviajar.com.br/2018/02/27/o-lado-mais-doce-de-orlando/

 

https://mundoviajar.com.br/2017/10/03/evite-as-filas-nos-parques-em-orlando/

 

 

 

Compartilhar: