fbpx
  • Seu carrinho está vazio.
HomeDestinosAmérica do SulConheça, em detalhes, a estrutura do Valle Nevado

Conheça, em detalhes, a estrutura do Valle Nevado

Conheça, em detalhes, a estrutura do Valle Nevado

São três hotéis com três, quatro e cinco estrelas, além de oito condomínios de apartamentos à venda e disponíveis para locação

Por Thelma Lavagnoli

Quer ter acesso, em primeira mão, a dicas e curiosidades sobre destinos no Brasil e ao redor do mundo?
Entre para o nosso grupo no WhatsApp ou Telegram e fique por dentro de tudo!

Entrar no grupo Telegram! Entrar no grupo WhatsApp!

O Valle Nevado começou com apenas um hotel e um condomínio de apartamentos, mas hoje, após 30 anos, figura entre os mais importantes resorts de esqui da América Latina. São três hotéis com três, quatro e cinco estrelas, além de oito condomínios de apartamentos à venda e disponíveis para locação. O nome “resort” não é à toa, pois funciona de forma similar a muitos endereços brasileiros da mesma categoria. Ao se hospedar nos hotéis do complexo, o viajante tem direito a meia pensão ou pensão completa.

O café da manhã deve ser tomado no próprio hotel onde se está hospedado. Já no almoço (quando incluso) e no jantar é possível variar entre alguns dos demais restaurantes. O passe de esqui e acesso aos meios de elevação também está incluso na diária. Mas prepare o bolso para os gastos extras, porque barato não é. Só para ter uma ideia: a água no frigobar custa 2.800 pesos chilenos, o equivalente a R$ 16. Para economizar, vale comprar umas coisinhas no Minimarket da estação, ao lado do ginásio, como bebidas e petiscos a preços um pouco mais amigos que os do restante do complexo.

 

  • Pistas: ao todo são 40 pistas que, juntas, somam mais de 45 km quadrados de área esquiável. Metade delas é dedicada a quem está começando ou tem nível intermediário; a outra reúne alternativas avançadas e expert. Elas são identificadas com as cores verde, azul, vermelho e preto, respectivamente. O acesso à maior parte delas depende de algum dos 16 meios de elevação, os teleféricos. A gôndola é a única opção liberada para quem está sem equipamento e leva até seis pessoas por vez. Ela sai da Curva 17 e vai até o Bajo Zero, que dá acesso a diversas pistas, inclusive iniciantes, e o snowpark. Durante o trajeto, dá para ver esquiadores deslizando em alta velocidade pelas pistas.  

 

  • Snowparkárea para quem quer começar a se aventurar no esqui e snowboard freestyle e também para os experts que querem saltar e enfrentar obstáculos.  

 

  • Aluguel de equipamento e roupasinvestir em equipamento de esqui e roupas para frio intenso pode não ser vantajoso para quem está começando, então alugar é uma boa alternativa. O Valle Nevado tem duas lojas de aluguel de equipamento de esqui ou snowboard e duas lojas de aluguel de roupas, com opções para crianças e adultos, inclusive com algumas peças plus size. Quem está hospedado nos hotéis pode ir às unidades anexas ao hotel Puerta del Sol. O processo pode demorar um pouco, então vá com antecedência se tiver aula agendada para o mesmo dia, por exemplo.  

 Set de esqui/snowboard (esqui e bastões ou prancha + botas) a partir de US$ 50 (adulto) e US$ 37 (criança) 

Jaqueta e calça a partir de US$ 25 cada (adulto) e US$ 18,50 (criança)  

Há aulas de esqui para crianças e adultos

 

  • SkiRoomos hóspedes se livraram do job de subir e descer com pranchas, botas e bastões pesados diariamente para o quarto. Todos os hotéis têm serviço de armazenamento de equipamento de esqui ou snowboard gratuito.  

 

  • Heliskiquem tira onda no esqui pode encarar o desafio de descer por lugares de neve virgem na Cordilheira dos Andes. São pontos acessíveis apenas de helicóptero que chegam a ficar acima dos 4 mil metros de altitude e exigem habilidade dos esquiadores. A atividade pode durar meio período ou um dia todo, com 1.500 até 2.700 metros de declive por descida. Antes de cada partida, é realizado um treinamento para garantir uma boa experiência.  Meio período de heli-ski a partir de US$ 1.100 por pessoa 

 

  • Escola de neve: a dica para quem nunca se aventurou na atividade ou só quer relembrar algumas técnicas é investir nas aulas oferecidas no centro de esqui. São opções particulares ou coletivas que fazem uma baita diferença na hora de aproveitar as férias. Os professores, como o Chino, já chegam falando oi e dizendo que adora os brasileiros. A aula começa numa área praticamente plana para aprender o básico, ou seja, como frear e se equilibrar. Depois, de teleférico, descemos para a pista iniciante para aprender a deslizar de fato.  

 

  • Ski Day: para quem vai apenas passar o dia, há estrutura específica na Curva 17 com bilheteria, lojinhas, áreas para aluguel de roupas e equipamento. Os visitantes já saem prontinhos para curtir o dia. Esse é também o ponto de partida da gôndola que leva até o Bajo Zero. Ali está a escolinha de esqui para visitantes não hóspedes e um bar delícia para tomar uma cerveja e admirar a montanha. Tíquete iniciante + aula coletiva + equipamento: 78 mil pesos chilenos 

Viagem a convite do Valle Nevado e da Avianca Brasil.

Leia mais sobre o Valle Nevado:

Conheça as atrações do Valle Nevado para crianças

Confira as atrações para curtir no Valle Nevado durante o verão

Veja onde se hospedar e comer no Valle Nevado

Valle Nevado divulga preços especiais para a temporada 2019

Valle Nevado: opções de entretenimento além das pistas de esqui

Veja os diferenciais do Valle Nevado que atraem tantos brasileiros

Você já pensou em acumular milhas aéreas suficientes para fazer uma viagem internacional por ano? Aguardar seus voos em qualquer lugar do mundo dentro de uma sala VIP? Ter seguros e proteções no dia a dia a nas viagens? Se você quer ser um viajante profissional, não perca esses dois e-books que a Viajar Pelo Mundo, em parceria com o site Falando de Viagem, prepararam. Chega de pagar por aquilo que você tem direito, está na hora de você conhecer todos os benefícios do seu cartão!

Clique aqui e aproveite!