fbpx
HomeDestinosAtlantis Paradise Island: Bahamas versão particular

Atlantis Paradise Island: Bahamas versão particular

Atlantis Paradise Island: Bahamas versão particular

Folga, pé na areia e diversão no Atlantis Paradise Island, uma ilha exclusiva do arquipélago das Bahamas

Por Thelma Lavagnoli

Em meio às 700 ilhas que compõem as Bahamas, o que uma delas tem de tão especial? Ao nordeste de Nova Providência (onde está a capital Nassau e o principal aeroporto da região) fica o Atlantis Paradise Island, um mundo à parte, com direito a praias exclusivas, parque aquático, marina com ar de centrinho de cidade litorânea e, ainda, 40 opções gastronômicas divididas entre bares e restaurantes – faça as contas: se ficar dez dias, almoçando e jantando em lugares diferentes, você só vai conhecer metade deles.

A diversidade começa pelas várias possibilidades de curtir a propriedade: tem gente que desembarca em cruzeiros parceiros e passa o dia aproveitando a infraestrutura local; os bem-vividos que aportam seus iates na marina; ou a opção mais tradicional: se hospedar em alguma das cinco torres do resort que atendem a diferentes orçamentos.

The Cove Atlantis (Foto: divulgação)

The Cove Atlantis (Foto: divulgação)

Uma das alternativas é reservar um quarto nas Royal Towers, edifício rosado que é ponto de referência – ali, as diárias para casal estão disponíveis a partir de US$ 347. Se o orçamento estiver mais limitado, duas pessoas podem se acomodar na Beach Tower por US$ 249. Agora, se a ideia é exclusividade, a opção certa é o The Cove Atlantis, por US$ 755 cada noite.

Óbvio que o azul do mar do Caribe, o bom tempo e o povo simpático estão presentes, mas este resort com temática de cidade perdida, a Atlântida, tem um quê a mais para diferenciar a experiência à beira d’água. Não faltam alternativas para montar a programação do dia, então, além de verificar o mapa entregue no check-in, também vale a pena usar o app My Atlantis Guide, para iOS e Android. Ele é bem prático para saber o que está rolando, desde previsão do tempo a eventos, ou então visualizar as atrações de forma temática – a kids, para quem está em família, costuma ser bastante útil.

Divertidamente

O Aquaventure, maior parque aquático do Caribe, é a definição de diversão para muitos dos hóspedes e o acesso já está incluso na diária. Minhas sugestões para desfrutar o local são: reservar mais de um dia, principalmente se estiver com crianças, e chegar cedo, pois as filas são menores e o sol não é lá muito intenso. Isso vai fazer diferença quando estiver carregando sua boia para deslizar pelo The Drop, acredite!

Conta com 20 áreas de natação, forte aquático infantil (em que crianças pequenas podem se divertir sem medo, afinal é tudo raso e pensado nelas), rio de 1,6 quilômetro com corredeiras e ondas, além de 11 piscinas. Fora os 11 toboáguas, as grandes estrelas locais, para hóspedes com mais de 1,22 metro de altura.

Escorregador da Serpente (Foto: divulgação)

Escorregador da Serpente (Foto: divulgação)

Um dos mais procurados é o Escorregador da Serpente, de cinco andares. Você pode ir sozinho ou acompanhado (depende da boia escolhida) para enfrentar curvas e descidas em alta velocidade até um túnel de acrílico, dentro de um tanque com tubarões. Lá o ritmo diminui para apreciarmos esses predadores. Por outro lado, essa não é nem de longe a atração mais ousada, por assim dizer. O título é do escorregador Leap of Faith, uma queda quase vertical de 18 metros para enfrentar sem boia. Haja fôlego!

Tem uma graninha extra? Invista em experiências divertidas, como o Shark Exhibit. Com um capacete de vidro para respirar embaixo d’água, você pode caminhar entre tubarões e não precisa nem ser um nadador experiente. Outras opções são interação com arraias, snorkeling na Lagoa das Ruínas e aulas de mergulho (a partir de US$ 44).

Climber's Rush (Foto: divulgação)

Climber’s Rush (Foto: divulgação)

E na área chamada Dolphin Cay Caribe, uma atividade que não poderia faltar: nadar com golfinhos em águas mais profundas ou rasas. A segunda, disponível a partir de U$$ 108, dá direito a alimentá-los, brincar e ver truques, como uma dancinha ao som de Michael Jackson – e você ganha o equipamento de snorkel utilizado durante a experiência. Também existem programas parecidos com leões-marinhos e todas as fotos feitas estão à venda na lojinha da saída.

Sossego pé na areia

Mais do que brinquedos aquáticos e adrenalina, a propriedade tem uma vertente mais desacelerada, para quem prefere tranquilidade sob o sol. Onde? Basta escolher entre as suas três praias banhadas pelo Caribe, a Cove Beach, a Paradise Lagoon ou a Atlantis Beach. Nada mal, também, passar o dia nas espreguiçadeiras pertinho das piscinas, ao som de hits americanos e muitos drinques.

Quem está hospedado no The Cove ainda tem acesso a uma área adults only, com clima de pool party mesmo. Do Cain at The Cove, um dos 19 bares do resort, não deixe de provar a piña colada, o frozen de morango ou de manga… Para comer, uma boa ideia é compartilhar a porção de nachos com vários molhinhos.

Aliás, assim como acontece no quesito hospedagem, as alternativas gastronômicas do resort atendem a diferentes bolsos. São 21 restaurantes à disposição e vale lembrar que não estamos em um all-inclusive. Você pode pagar na hora ou deixar na conta do quarto para unir a outras despesas do check-out. Outra opção, para quem prefere ter controle dos gastos, é adquirir planos de refeição a partir de US$ 85 por adulto, com café da manhã e jantar em locais predeterminados no ato da compra.

Bruschetta do Olives (Foto: divulgação)

Bruschetta do Olives (Foto: divulgação)

Dentre os estabelecimentos mais refinados está o Olives, do chef celebridade Todd English, que aposta na cozinha mediterrânea, e o oriental Nobu, restaurante famoso pela qualidade de pratos como o black cod (bacalhau negro) e o
rock shrimp (camarão). Também vale conhecer o nova-iorquino Carmine’s, de inspiração italiana, e provar os anéis de lula como entrada. Depois, pode pedir o penne alla vodka sem medo, saboroso e bem-servido, ideal para compartilhar.

As opções incluem, ainda, uma unidade da hamburgueria Johnny Rockets; a Murray’s Deli, com visual vintage e quitutes tipicamente americanos – o bolo red velvet chama atenção de longe; o especializado em carnes Virgil’s Real BBQ; Starbucks; sorveteria Ben & Jerry’s etc. Impossível resistir a tantas tentações…

Façam suas apostas!

E não dá para falar em Bahamas sem pensar em cassinos: aqui, o assunto é levado a sério e o Atlantis Casino é figura constante nas listas de melhores do mundo. Os leigos, como eu, ficam admirados com a quantidade de máquinas (são mais de 750) e suas placas luminosas chamando para apostar pelo menos uma moedinha.

As mesas de pôquer, craps, roleta e black jack, entre outros, terminam de preencher o salão. Até acabar a viagem, dá para conseguir um pouco mais de experiência no assunto com as aulas de jogos gratuitas que acontecem diariamente – afinal, nunca se sabe, vai que você ganha uma bolada e consegue curtir o paraíso mais um pouquinho.

Por outro lado, a área também é um ponto de encontro entre os hóspedes que vão para o Aura Nightclub, casa noturna de 836 m² que fica no andar de cima. DJs embalam hóspedes animados que querem dançar até tarde, tomar alguns drinques e curtir a vida, afinal, férias é isso, né? Nós na nossa melhor versão, nos divertindo.

Viagem a convite do Atlantis Paradise Island com apoio da Copa Airlines