fbpx
  • Seu carrinho está vazio.
HomeDestinosÁustria: de Viena ao Vale de Ötztal

Áustria: de Viena ao Vale de Ötztal

Áustria: de Viena ao Vale de Ötztal

Cruzamos de um lado a outro a Áustria, país famoso por ter dado ao mundo Mozart, Freud, Schwarzenegger, o strudel, o barco a vapor e a bebida energética… Mais do que isso, a pátria herdeira de um dos maiores impérios da história nos legou lugares inesquecíveis como Viena, Salzburgo, Innsbruck e o idílico Vale de Ötztal

Por Paulo Mancha D’Amaro

Você sabia que a Viajar tem grupos gratuitos no WhatsApp e Telegram com dicas, serviços e muitas promoções de destinos no Brasil e no Mundo?
Faça parte desse grupo e comece a planejar a sua próxima viagem!

Entrar no grupo Telegram! Entrar no grupo WhatsApp!

Existe uma noção errada – muito errada, aliás – de que a Áustria é uma espécie de “Alemanha do Sul”. Brasileiros, americanos e até mesmo os europeus costumam cometer esse erro. Um erro que os incomoda profundamente. Se você, caro leitor, fica irritado quando um gringo diz que Buenos Aires é a nossa capital, saiba que os austríacos também detestam ver sua individualidade confiscada.
Isso porque a república cravada bem no coração da Europa é um país peculiar, com sua própria história, sua própria cultura e seu próprio jeito de ser. Numa viagem por ali, é impossível não se maravilhar com a peculiar herança cultural, musical, gastronômica e arquitetônica do antigo Império Austro-Húngaro, extinto há mais de um século. Então abra sua mente, seus ouvidos e prepare o paladar. A Áustria é um capítulo à parte na Europa – foi o que vivenciamos na nossa viagem de trem de Viena a Ötztal – e que você confere agora em um relato detalhado e muito apaixonado.

PREPARA!

Como se locomover: ainda que as rodovias sejam excelentes e o trânsito nas cidades muito fácil de encarar, a forma mais prática
e rápida de se locomover pelo país é pelas ferrovias. Os trens da estatal OBB são modernos, superconfortáveis e atingem até 230 km/h. Dá para cruzar o país inteiro, de Leste a Oeste, em apenas cinco horas. Uma viagem como a do nosso roteiro sai por € 163. Consulte: oebb.at/en

Quanto tempo ficar: no mínimo dez dias são necessários para conhecer o país. Em nosso roteiro, ficamos três noites em Viena, duas em Salzburgo, duas em Innsbruck e uma em Ötztal.

Quando ir: julho e agosto são alta temporada, com muitos turistas, filas nos museus e dias quentes. Em dezembro e janeiro faz frio, mas também são meses muito disputados, por conta da temporada de bailes em Viena, de esqui no Tirol e dos mercados de Natal no país todo. Entre março e junho e do final de setembro até novembro, o clima é ameno. Chove bastante em novembro, mas os preços ficam mais em conta.

 

Matérias exclusivas, produzidas por especialistas que viajam o mundo. É conteúdo sério por um preço incrível. Clique e baixe nosso app.

 

Leia também:

O que fazer em Viena

Conheça Salzburgo, cenário de A Noviça Rebelde

Cultura tirolesa em Innsbruck

Ötztal: atrações nos Alpes Austríacos

Que tal transformar o seu cartão de crédito em uma verdadeira fábrica de milhas?
Se você gasta pelo menos R$ 3.000,00 por mês no cartão de crédito e não consegue emitir um bilhete por ano para os EUA com as suas milhas acumuladas, acredite, você não sabe usar o cartão de crédito a seu favor.
Quero te convidar a se tornar especialista no assunto. Aprenda a viajar de graça, entrar em salas vips ao redor do mundo sem pagar nada e fabricar milhas com o nosso time de especialistas. Chegou a hora de você virar o jogo e parar de dar dinheiro aos bancos.

Saiba como viajar de graça e sem enrolação!
Tags