fbpx
  • Seu carrinho está vazio.
HomeDestinosA imperial São Petersburgo

A imperial São Petersburgo

A imperial São Petersburgo

Por Mari Campos

Quer ter acesso, em primeira mão, a dicas e curiosidades sobre destinos no Brasil e ao redor do mundo?
Entre para o nosso grupo no WhatsApp ou Telegram e fique por dentro de tudo!

Entrar no grupo Telegram! Entrar no grupo WhatsApp!

Aceitei a sugestão de amigos e comecei a viagem por São Petersburgo – o que, no fundo, revelou-se mesmo uma ótima ideia. São Petersburgo está há mais tempo preparada para o turismo, tem os nomes das ruas e as placas sempre escritos nos dois alfabetos, é mais fácil de explorar à pé e os próprios restaurantes e atrações têm (em geral) funcionários que falam inglês.

A arquitetura encanta de cara. Capital da Rússia Imperial por mais de 200 anos, a cidade guarda até hoje São Petersburgo uma coleção impressionante de construções grandiosas, muitas delas com fachadas coloridas – dizem os moradores que é para contrastar com os muitos dias cinzentos e chuvosos que enfrentam ao longo do ano. Quem vai durante o inverno pega mais chuvas, mas também a cidade mais vazia e filas menores nas atrações. Por outro lado, quem vai durante o verão lida com a superlotação da cidade, mas tem dias longuíssimos, cheios de luminosidade, já que o sol se põe tarde.

foto: shutterstock

Antiga Leningrado, a segunda maior cidade do país é também considerada sua “capital cultural”. Apesar de seus pouco mais de 300 anos de fundação, São Petersburgo testemunhou uma quantidade considerável de acontecimentos históricos e transformações sociais – incluindo, é claro, o começo da Revolução Russa, há mais de cem anos. Por isso mesmo, tem uma dualidade sedutora o tempo todo: uma cidade de história fascinante contrastando com sua cultura contemporânea bastante jovem.

Quase tudo a pé

Fundada por Pedro, o Grande, São Petersburgo é fácil de explorar, mesmo sendo composta por mais de 40 ilhas. Quem se hospeda no centro faz praticamente tudo a pé e andar por ali, entre pontes, canais, palacetes e largas avenidas, é tarefa das mais prazerosas mesmo.

Uma boa ideia é começar a explorar a cidade exatamente por onde ela surgiu: a fortaleza de Pedro e Paulo, construída para proteger o território russo de invasores vindos do Mar Báltico. Para quem está hospedado no centro, basta uma curta e agradável caminhada até lá; se bater preguiça, é só tomar o metrô e descer na majestosa estação de Petrogradskaya. A fortaleza amuralhada, à beira do Rio Neva, é repleta de museus e outras atrações, com destaque para a bela Catedral de São Pedro e São Paulo e a cripta dos czares, que guarda os restos fúnebres de vários deles, incluindo o último, Nicolau II.

Skyline de Sâo Petersburgo, com A Fortaleza de Pedro e Paulo ao fundo | foto: shutterstock

Mas é o impressionante Museu do Hermitage, um dos mais antigos do mundo e a principal atração da cidade. Fundado em 1754 por Catarina, a Grande, tem hoje uma das maiores e mais ricas coleções de arte do mundo, incluindo antiguidades clássicas e artes decorativas.

De múmias egípcias a obras de Picasso, tem de tudo ali. Sem contar os interiores do palácio que, por si só, já são um atrativo e tanto: salões cheios de detalhes em ouro, tetos repletos de afrescos, portas imperiais, pisos e mosaicos impecáveis que são, o tempo todo, um verdadeiro colírio para os olhos – sobretudo no Palácio de Inverno.

Ver todo seu acervo em um dia é tarefa impossível, inclusive pela exaustão, já que os prédios são imensos; por isso mesmo, a melhor pedida é comprar o ingresso de dois dias e dividir a visita em duas  artes. Quem compra pela internet paga mais caro para visitar o museu, mas conta com entrada exclusiva e sem filas em uma das laterais do prédio principal – o que não faz muita diferença durante o inverno, mas representa uma tremenda vantagem durante o verão, quando as filas da bilheteria principal e das máquinas de autoatendimento são imensas.

Navegar pelos canais da cidade também é boa pedida: os cruzeirinhos por ali estão disponíveis dia e noite. Chamada também de “Veneza do Norte”, São Petersburgo merece ser apreciada a partir das águas – mas isso só é possível nos meses mais quentes, já que rio e canais congelam ali durante o inverno. Ao longo do verão, dependendo do horário, é possível acompanhar também as famosas aberturas das pontes de São Petersburgo para permitir a passagem de barcos e navios.


Veja mais:

  Explorando a região central de Moscou
  Moscou além do básico
  Igrejas majestosas em São Petersburgo, Rússia

Onde se hospedar em São Petersburgo:

  • Vertical Aparthotel
    Um achado para viajantes econômicos: tem quartos compactos com cozinha equipada.
  • Petro Palace Hotel
    Em estilo russo bem classicão, fica próximo ao Hermitage e tem quartos renovados.
  • Lotte
    Membro da Leading Hotels of the World, tem quartos superconfortáveis, ótimo spa e café da manhã incrível.

Confira outras sugestões de acomodação em São Petersburgo aqui!


Vai para São Petersburgo? Já possui Seguro Viagem?
O buscador do SegurosPromo cota os melhores preços e planos para você, com parcelamento em até 12x no cartão. Além disso, leitores da Viajar pelo Mundo tem 5% de desconto utilizando o cupom REVISTAVIAJAR5, faça já o seu!


Alugue um carro em São Petersburgo
Encontre as melhores ofertas das locadoras de uma só vez! Acesse o RentCars e encontre a opção que atenda à sua necessidade. Com atendimento em português, eles parcelam em até 12x no cartão e ou com desconto no boleto.

Você já pensou em acumular milhas aéreas suficientes para fazer uma viagem internacional por ano? Aguardar seus voos em qualquer lugar do mundo dentro de uma sala VIP? Ter seguros e proteções no dia a dia a nas viagens? Se você quer ser um viajante profissional, não perca esses dois e-books que a Viajar Pelo Mundo, em parceria com o site Falando de Viagem, prepararam. Chega de pagar por aquilo que você tem direito, está na hora de você conhecer todos os benefícios do seu cartão!

Clique aqui e aproveite!