fbpx
HomeGiro pelo MundoDicas20 truques para aproveitar os parques da Disney

20 truques para aproveitar os parques da Disney

20 truques para aproveitar os parques da Disney

As vantagens de escolher um hotel dentro do complexo, as funcionalidades do aplicativo, o traslado gratuito desde o aeroporto… Fizemos um resumão do que você precisa saber para aproveitar as férias nos parques

Por Flávia Pegorin

Escolher ou não um resort Disney
Não, eles não custam lá superbarato (em Orlando, por exemplo, existem muitos hotéis mais em conta). Mas os Disney Resorts têm faixas de preço diversas. E quando se coloca na conta, às vezes as vantagens podem vir a calhar. Hóspedes Disney têm, em Orlando, ônibus que levam do aeroporto até os hotéis e deles até os parques; existe o Monotrilho também, que tem parada em alguns resorts. Todos contam, ainda, com as facilidades da Magic Band e até um serviço de transporte das malas.

Disney Magical Express: ida e volta para o aeroporto
Quem se hospeda nos resorts do complexo  Disney tem o benefício de, saindo do Aeroporto Internacional de Orlando, tomar um ônibus especial. Para acessar o Disney Magical Express, basta seguir as indicações no aeroporto, chegar ao andar inferior e dar o nome da reserva do hotel. No ônibus, que serve normalmente três ou quatro resorts, não tem tédio no “pinga-pinga” de desembarque: as TVs internas contam detalhes e fazem brincadeiras para entreter os viajantes até o destino (além dos motoristas, sempre simpáticos, solícitos e muito sorridentes).

Disney’s Magical Express | foto: divulgação

Tags na mala
Quer um serviço bônus ainda mais mágico? Quem faz as reservas em hotéis Disney em Orlando pode optar por receber tags (etiquetas) que, colocadas nas malas, informam que elas podem seguir direto para o hotel. Sim: você nem precisa passar por aquela fase de esperar um monte de bagagem na esteira do aeroporto, elas vão direto para o quarto no Disney Resort escolhido. Pode levar um tempinho, no entanto: a Disney sempre aconselha carregar consigo os objetos prioritários na mala de mão. Mas, de qualquer modo, é uma ajuda e tanto.

 

[optinlocker]

Magicband
Outra vantagem de mergulhar com tudo no mundo Disney foi a criação, há alguns anos, das Magicbands. São pulseiras com dispositivo eletrônico que servem para quase tudo: registrar reservas, ingressos, a escolha dos Fastpass+. Elas também abrem as portas dos quartos nos Disney Resorts (evitando o uso de cartões que podem se perder) e até servem para pagar contas dentro dos parques (mais seguro que carregar dinheiro vivo no bolso).

foto: divulgação

Fastpass+

Antigamente, quando surgiram, os Fastpass eram tíquetes de papel retirados na entrada de cada brinquedo nos parques – como aquelas máquinas de gerar senhas. O visitante apanhava um Fastpass que dava direito a voltar em determinado horário para curtir a atração usando uma fila especial, muito menor que a padrão. Hoje, o Fastpass+ abandonou o papel. O visitante pode registrar, em cada parque Disney, até três passes rápidos por dia. Vale, claro, escolher aqueles brinquedos favoritos de todo mundo e que sempre estão cheios (como a montanha-russa Everest no Animal Kingdom ou o Toy Story Midway Mania no Hollywood Studios em Orlando).

Melhor vestuário para a visita
Sim, é bem evidente que, para circular pelos parques, vale optar por roupas leves e confortáveis e tênis no pé. Mas também é bom lembrar, mesmo no verão, de levar uma blusa para a noite (já que vários shows de luzes e fogos acontecem lá pelas 22h) e ter sempre uma capa de chuva, encorpada ou descartável, na mochila. Tem mais: consulte a previsão do tempo dias antes e no dia anterior, porque em Orlando o clima é capaz de mudar rápido. E um detalhe final: é uma boa colocar na mala, ainda, uma bela roupa de sair, porque Disney Springs, hoje, é um centro de restaurantes, bares e shows muito bacana para encaixar diversão de gente grande no roteiro.

Em Orlando, reserve um dia para Disney Springs
É como se essa área fosse “o quinto Beatle” do complexo Disney. Antes chamada de Downtown Disney, a Disney Springs veio se atualizando até virar um ponto realmente incrível de visita para quem faz uma viagem a Orlando. Fãs de Disney – e não fãs também – vão curtir os vários quiosques, bares e restaurantes de todo tipo, de cafés e sanduíches à beira do lago até um jantar asiático sofisticado no Morimoto. Vão gostar, também, as mais de cem lojas – e a maior da marca no mundo, a World of Disney. Vale até se desapegar das compras nos parques, dia a dia, e passar direto ali para arrematar tudo o que um fanático amaria ter.

Jock Lindsey’s Hangar Bar | foto: divulgação

Extra Magic Hours
É mais uma vantagem para quem se hospeda nos resorts da Disney – períodos estendidos de manhã e à noite, de uma ou duas horas, para pegar os parques bem mais vazios. Para aproveitar a facilidade, basta visitar o parque no horário designado (no check-in dos hotéis Disney, os hóspedes recebem um cronograma sobre quais dias cada um oferecerá as Horas Mágicas Extras); aí, basta mostrar, na entrada, uma identificação do hotel.

VIP Guide
O serviço oferecido pela Disney funciona assim: contrata-se um guia, no idioma desejado, que apanha o grupo no hotel pela manhã e segue com ele o dia todo, facilitando acessos, reservas e dando toda a informação e assessoria possível. Preparado? Custa entre US$ 400 e US$ 600 por hora – e o mínimo contratado precisa ser sete horas. Uma fortuna, certo? Mas quando se percebe que o grupo pode ter até dez pessoas e que é possível agilizar MUITO a visita, curtindo brinquedos e restaurantes de um modo bem mais eficiente, o investimento começa a fazer sentido. Para mais informações bit.ly/disneyvip-viajar

Reserva de restaurantes
São mais de 370 locais para comer. Certeza que algum deles vai encantar os seus sentidos. Porque muito se fala sobre “comer na Disney” – às vezes, com um certo desdém, como se só existisse o fast-food cheio de filas no cardápio. Não é bem assim. É uma ótima pedida pesquisar antes as opções de cada parque. Vale, mais ainda, fazer reservas nos restaurantes que são table service – ou seja, aqueles que têm mesa posta e serviço completo. São mais caros, mas como uma parada especial, sempre vale. Pelo site da Disney, é possível ler sobre cada um e reservar com seis meses de antecedência.

Restaurantes mais chiques
Conforme dito, a Disney tem opções de refeição de todo tipo, modelo, formato e preço. Vão desde o mais simplório frango empanado para comer de pé até casas estreladas. Nos parques, sempre existe um que vai surpreender o visitante. No Magic Kingdom, por exemplo, há o Be Our Guest, que não apenas reproduz o castelo da Fera como tem um cardápio francês de qualidade superior a muito endereço de Paris. É o caso também do Le Cellier, no Epcot (especializado em carnes nobres) e o The Hollywood Brown Derby, no Hollywood Studios, que homenageia um célebre restaurante de Los Angeles e os tempos de ouro do cinema.

Refeições em outros hotéis 
Se comer no parque for mesmo ficar entre os hot-dogs, hambúrgueres e picolés com orelhas de Mickey, a volta para o hotel pode ser uma festa. Os resorts do grupo, especialmente os hotéis sofisticados, têm sempre dois ou mais lugares para refeições. Pesquise bem, porque é possível fazer um jantar idílico no seu ou em outro Disney Resort. Duas dicas boas: o Artist Point, no Disney Wilderness Lodge (que serve, entre outros pratos, frutos do mar loucamente frescos) e o Jiko, no Animal Kingdom Lodge (de inspiração africana e com uma carta de vinhos soberba).

Café no Chef Mickey’s
Deveria ser um café da manhã – mas parece mais, exatamente pelos Mickey Waffles e os metros e metros de bufê com delícias de abrir o apetite logo cedo. A graça de reservar o desjejum nesse restaurante do Contemporary Resort (um dos mais antigos do complexo) é ver a carinha das crianças (ok, e dos adultos também) ao estarem na presença de Mickey, Minnie, Donald, Pateta e quem mais pintar vestido de chef de cozinha. É oportunidade única de estar com os personagens, tirar fotos e ainda fazer uma boquinha. Adultos pagam entre US$ 35 e US$ 60.

Chef Mickey’s | foto: divulgação

Aplicativo Disney
O mundo de hoje se move melhor com aplicativos – como seria diferente na Disney? Chamado de My Disney Experience, ele é mesmo uma mão na roda. Registra as reservas de hotel, os ingressos e Fastpass+ e é possível acrescentar outras pessoas para dividir as informações no grupo da viagem. E tem um item, em especial, muito interessante: o app mostra, ao vivo, o tempo que está levando cada fila dos brinquedos, permitindo um planejamento melhor do dia no parque escolhido.

Bibbidi Bobbidi Boutique
Ao lado do restaurante Cinderella’s Royal Table, ainda dentro do castelo do Magic Kingdom, pequenas candidatas a princesa podem se fartar de magia na Bibbidi Bobbidi Boutique – outra forma de tornar a experiência Disney mais marcante. É um salão de beleza muito bem decorado, onde fadas-madrinhas operam pacotes variados para fazer cabelo, maquiagem e vestir nas meninas toda a fantasia (sapatos inclusive). Os valores vão de US$ 60 a US$ 200. Dá para reservar logo ao chegar no parque (e também existe uma “filial”, menos lotada, em Disney Springs).

Bibbidi Bobbidi Boutique | foto: divulgação

Café da manhã com as princesas
Um clássico da experiência Disney é marcar hora para refeição com a família real mais famosa do Magic Kingdom. Ela acontece no Cinderella’s Royal Table. A mais célebre é o café da manhã (com ovos, sucos, chazinho), mas lá se pode almoçar e também jantar (como rei) – basta ter uma reserva, que precisa ser feita com muitos meses de antecedência, e ir até dentro do castelo localizado no centro do parque. Cinderela costuma estar sempre por ali, e ainda recebe visitas das colegas Bela, Rapunzel e tantas outras.

Dia de aniversário
Existem muitas coisas para fazer quando se passa um aniversário na Disney – de encomendar bolos especiais em algumas docerias dos parques até uma festa completa no Goofy’s Candy Co. Mas um jeitinho simples é solicitar, gratuitamente, na entrada dos parques ou no centro de visitantes, um bottom comemorativo indicando que há ali um aniversariante. É bacana porque todos os funcionários e personagens, ao reconhecer o broche, dão sinceros parabéns!

Meet and greet com personagens
Não há como negar que uma das maiores curtições de estar na Disney é tirar fotos e bater um papo com os personagens conhecidos mundialmente. É possível esbarrar com Tico e Teco no Animal Kingdom ou dar de cara com Woody e Jessie na Frontierland – e no Hollywood Studios, abraçar Chewbacca em pessoa… ou em wookie. Também vale procurar em lugares específicos, como o Fairytale Hall, ao lado do carrossel no Magic Kingdom, onde, na sala com iluminação de contos de fadas, Anna, Elsa, Rapunzel, Aurora e personalidades desse calibre mostram todo seu carisma e sua gentileza com os visitantes. Bom, Elsa nem tanto, porque, como ela bem informa, se você encostar nela será congelado.

foto: divulgação

O melhor jeito de assistir às paradas
Existem muitos desfiles em diversos parques da Disney, por isso, atenção as dicas: para a Electric Parade do Magic Kingdom, uma das mais bonitas (com os carros bem iluminados dominando a noite), é bacana ficar na parte de cima da estação de trem, logo na saída do percurso. Para o show Illuminations, do Epcot, um ponto especial é bem ao lado do pavilhão do Marrocos. Para ver o show de fogos com tema Star Wars, que acontece bem no fim da noite no Hollywood Studios, poste-se no Echo Lake (tem bancos e tudo).

A suíte secreta
Sabe aquele desejo bem infantil tipo: “Ah, como eu adoraria passar dia e noite na Disney!”? Pois, em tese, é possível. Um dos segredos bem guardados do Magic Kingdom é que existe, sim, uma suíte incrível dentro do Castelo da Cinderela, bem ali no miolo do parque. É decorada como um luxuoso aposento real, com detalhes em roxo e dourado e vitrais temáticos das histórias (e uma banheira de hidromassagem também, mais moderninha). Pena que não dá para sair, assim, fazendo reserva: a acomodação recebe apenas convidados especiais. E ninguém conta quem são esses sortudos que já passaram uma noite lá.

foto: divulgação

Quem leva: CVC (11/3003-9282), Flot (11/ 4504-4544) e LCA Viagens (11/ 3384-2800)

[/optinlocker]

Confira mais dicas de Orlando!