fbpx
HomeGiro pelo MundoDicasO céu é o limite

O céu é o limite

O céu é o limite

Quatro lugares que ficam ainda mais deslumbrantes quando apreciados durante um sobrevoo de balão

Por Redação

Vale do Loire, França
Os sobrevoos mostram os castelos em ângulos e silhuetas completamente diferentes das que são vistas do chão. Lá do alto, notam-se os desenhos feitos nos jardins, sendo possível perceber detalhes de formas e simetrias que são imperceptíveis de perto. Além dos castelos, vinhedos bucólicos, aldeias de pedras, campos de girassol e rios sinuosos dão outros tons ao sobrevoo nessa região que parece ter saído de um conto infantil. france-balloons.com

Serengeti, Tanzânia

balao-tanzania
Todos os anos, um rebanho de quase dois milhões de gnus deixa o Parque Serengeti, na Tânzânia, e parte em busca de novos pastos e água na Reserva Maasai Mara, no Quênia. A grande migração dos gnus, como ficou conhecida, é considerada um dos maiores “espetáculos” do mundo. Para entender a magnitude dessa travessia, só mesmo lá do alto, de onde se pode contemplar o horizonte tomado pela marcha dos animais. maraballooning.com

Napa Valley, Estados Unidos
São vinhedos e mais vinhedos a perder de vista. Pode parecer tudo muito igual, mas não é. Napa tem plantações singulares e uvas diferentes de outras regiões que dão um quê diferenciado às paisagens dos terroirs. A região começou a chamar a atenção dos apreciadores da bebida a partir de 1976, quando entrou na cena do vinho internacional. napavalleyballoons.com

Bagan, Myanmar
Observados do céu, os monumentos, templos e ruínas de Bagan criam um conjunto que une história e ousadia arquitetônica. Boa parte são estupas, construções budistas erguidas em homenagem a Sidharta Gautama, o Buda. São cerca de três mil templos espalhados por uma área de 42 quilômetros. Para admirar a grandeza do conjunto, só de cima mesmo. exploremyanmar.com