fbpx
HomeGiro pelo MundoDicasNova York: as dicas espertas de concierges

Nova York: as dicas espertas de concierges

Nova York: as dicas espertas de concierges

Cristiane Sinatura

Concierges de hotel deveriam ser os melhores amigos do turista que busca experiências diferentes. Sempre de prontidão para providenciar serviços e reservas, eles ainda têm dicas descoladas de onde comer, comprar, passear… A seguir, convocamos um time de experts em Nova York para recomendar seus favoritos na cidade.

“A dica número 1 para ir aos restaurantes do momento é fazer reserva com 30 dias de antecedência. Se não conseguir o horário nobre das 20h, vá por volta das 22h – os locais adoram comer tarde.”
Shawn Harris, Westhouse Hotel

Café Gitane (Foto: divulgação)

Café Gitane (Foto: divulgação)

“Meus restaurantes favoritos são: o pequeno e lotado Spicy Village para comida chinesa; Black Market para hambúrguer; Ghenet para cozinha etíope; Barrio Chino para tacos e margaritas; e Café Gitane para um jantar mediterrâneo.”
Abiye Amha, The Ludlow (membro Design Hotels)

 “Meu achado artístico favorito é Masstransiscope, uma obra do produtor de vídeos Bill Brand, instalada na estação de metrô abandonada da Myrtle Avenue. É possível vê-la pela janela dos trens norte da linha Q e B, próximo à Manhattan Bridge.”
Chris McCormack, Crosby Street Hotel (membro Design Hotel)

The Museum at the Fashion Institute of Technology (Foto: Zach Hilty/BFA.com)

The Museum at the Fashion Institute of Technology (Foto: Zach Hilty/BFA.com)

“Nas redondezas no nosso hotel, recomendo uma visita ao The Museum at the Fashion Institute of Technology, de entrada grátis, que cobre a história da moda com coleção de 50.000 itens desde o século 18. Depois, um jantar no Momofuku Nishi, que aproxima a cozinha italiana a técnicas orientais.”
Michael Cappiello, Innside NoMad

“Muitos bares de coquéteis em Downtown são superúnicos, com toque intimista. Recomendo o The Dead Rabbit, que tem vários prêmios, inclusive o de ‘Melhor Bar do Mundo’ e ‘Melhor carta de coquetéis do mundo’. Com tempo bom, gosto de sentar na área externa dos pubs da Stone Street. Faça ainda os tours guiados de Annaline Dinkelmann, da Lower Manhattan Walking Tours. Ela mostra o crescimento e a história do que gostamos de chamar de ‘nova Nova York’.”
Mary Cristina Cole, Four Seasons Hotel New York Downtown

The Back Room (Foto: divulgação)

The Back Room (Foto: divulgação)

“O The Back Room é um tesouro escondido em Lower East Side. É um bar retrô em funcionamento desde a Lei Seca, um dos únicos dois speakeasies ainda em atividade (como eram chamados os estabelecimentos ilegais que vendiam bebida alcóolica nos anos 20-30). Mas saiba que o Back Room em si não é aberto a todos (você precisa conhecer alguém), mas a parte da frente, onde fica o bar, é. Outro segredinho é o The Dinnertable, um pequeno lugar que é como a casa da nona no brunch de domingo, com um pouco mais de sofisticação. Por fim, recomendo o New Leaf, um restaurante trendy em Fort Tryon Park, em Upper Manhattan.”
Lena Terceira, Le Parker Meridien

 “A quem vai as compras, meus endereços favoritos são as lojas de departamento de luxo Barneys, Bergdorf Goodman e Bloomingdale’s, bem como as butiques da Madison Avenue. Mais acessível, o Shops at Columbus também reúne boas marcas, como Sephora, Diesel, Michael Kors e H&M.”
David Moreno, Loews Regency

Espetáculo King and Country: Shakespeare's Great Cycle of Kings no BAM (Foto: Richard Termine)

Espetáculo King and Country: Shakespeare’s Great Cycle of Kings no BAM (Foto: Richard Termine)

“O Brooklyn está bombando. Quem busca cultura pode recorrer ao BAM Harvey, um teatro avant-garde, o Brooklyn Ballet, com apresentações que desafiam o convencional, e o Museum of Contemporary African Diasporan Arts (MoCADA), o primeiro dedicado à cultura africana em NY. Quem busca boa comida encontra lugar no Chef’s Table at Brooklyn Fare, com menu degustação de 20 etapas, misturando sabores franceses e japoneses. A inspiração asiática também dá o tom no Brooklyn Terrace, do hotel Aloft Brooklyn, que tem ainda cervejas artesanais e curadoria de drinques.”
Sophia Bauciquot, Even Hotel Brooklyn

Central Park (Foto: shutterstock.com)

Central Park (Foto: shutterstock.com)

“Um dia perfeito em NY começa com huevos rancheros e suco vital no Perrine, restaurante do hotel The Pierre. Aí vem uma passada pela loja de departamento Barneys, antes de seguir para a Quinta Avenida para mais compras. O almoço é no Vauclause, um novo francês do chef Michael White. Emende com uma sessão matinê do musical Hamilton às 14h. Em seguida, alugue uma Citi bike e pedale até a aula de ioga no Central Park, promovida para hóspedes do The Pierre. No jantar, vá de comida italiana no Il Tinello e rume para o The Rotunda para um drinque. Termine a noite com um show de jazz no Village Vanguard.”
Maurice Dancer, The Pierre

Leia também: