HomeDestinosMéxico: tá tranquilo, tá favorável

México: tá tranquilo, tá favorável

México: tá tranquilo, tá favorável

O mar está para peixe em Los Cabos, o balneário mexicano que ferve com tudo de que a gente gosta

Por Mari Campos

Conforme o veleiro fazia movimentos em curva no agitado Mar de Cortés e o sol ia se pondo lentamente e amarelando o céu, os imensos penhascos sobre a água revelavam, devagarzinho, a fenda que os fez mundialmente famosos.

Afinal, por mais que aquele conjunto de penhascos chame nossa atenção da terra (seja à beira-mar, em varandas de hotéis ou mesmo em paradas estratégicas na estrada), é somente ali, na água mesmo, que a fenda batizada de El Arco pode ser vista com perfeição.

O arco, que marca o encontro do Mar de Cortés com o Oceano Índico, esculpido justamente nesse processo, alçançou o título de Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco. Ele é a atração natural mais famosa de Los Cabos, na península mexicana de Baja California.

[optinlocker]

Velho conhecido dos norte-americanos (inclusive diversas celebridades de Hollywood têm casa por lá) e famoso pelas praias, hotelaria e vida noturna, o destino agora começa, enfim, a chamar a atenção dos brasileiros. Não é difícil se encantar por Los Cabos: a equação perfeita de areias clarinhas, mar cristalino e céu azul sem nuvens está quase sempre presente e a temperatura fica em 20 e poucos graus no auge do inverno (mas pode alcançar os 40 ºC no verão).

Avistamento de baleias (Foto: shutterstock.com)

Avistamento de baleias (Foto: shutterstock.com)

O nome pelo qual o destino ficou conhecido, Los Cabos, faz referência à junção de dois municípios vizinhos: Cabo San Lucas e San Jose del Cabo, onde fica o aeroporto. As duas cidades são ligadas pelos 30 quilômetros tomados por hotéis do chamado corredor hoteleiro. Não importa em qual delas você fique hospedado, é um negócio certeiro, do tipo dois-em-um, garantindo visitas por toda a região.

De casais em lua de mel em busca de sossego e romance a jovens em vibe “spring break” e acabando na noite local, Los Cabos atrai todo tipo de turista. E todo tipo de budget também, já que oferece hospedagem desde hostels a alguns dos mais luxuosos hotéis do mundo.

Em janeiro passado, acabou de abrir as portas o JW Marriott Los Cabos, com arquitetura inovadora, serviço primoroso, um spa invejável, quartos com vista para o mar e até mesmo uma espécie de hotel-butique – o GriffinClub – dentro do próprio empreendimento. Prova mais que suficiente de que o destino está totalmente recuperado da devastação sofrida em 2014 com a passagem do furacão Odile.

Durante o dia, o programa de quem visita Los Cabos pode incluir mergulho, snorkel, passeios em 4×4, cavalgadas à beira-mar… ou simplesmente relaxar e aproveitar praia e piscina, é claro.  As praias mais famosas – Costa Azul, Santa Maria, Médano, Acapulquito, El Pedregal, Playa del Amor e Palmilla – servem para esportes náuticos, mergulho, surf e banho de mar. A única barreira de corais da região fica no Parque Nacional Marinho Cabo Pulmo.

Parque Nacional Marinho Cabo Pulmo (Foto: shutterstock.com)

Parque Nacional Marinho Cabo Pulmo (Foto: shutterstock.com)

Tours pelos arredores levam os visitantes a conhecer mais sobre chocolates, sobre a produção de mezcal e tem até tour para visitar o tal Hotel California que teria inspirado a canção homônima no vilarejo vizinho de Todos Santos. O centro colonial de San Jose del Cabo, antiga missão jesuítica do século XVIII, vale o passeio diurno para ver sua bela catedral, o casario multicolorido, a atmosfera meio hippie-hipster e as incontáveis galerias de arte que mantem.

Tranquila e sem excessos, é gostosa mesmo de explorar caminhando, sem pressa. Às quintas-feiras à noite, as ruelas do centrinho ficam fechadas para carros, as galerias ficam todas abertas e seus bares, cafés e restaurantes colocam mesinhas nas calçadas, tornando a visita imperdível.

Cabo San Lucas, tomada por hotéis, lojas de souvenirs, grandes bares, clubs e restaurantes, é a veia mais turística de Los Cabos.  De sua bela marina saem ao longo do dia incontáveis barcos, lanchas e catamarãs para passeios aquáticos pela região, de mergulho e snorkel nos arredores (que podem ter direito a leões marinhos, golfinhos e até tubarões como companhia) aos famosos passeios para chegar pertinho dos rochedos e El Arco.

Cabo San Lucas (Foto: shutterstock.com)

Baleia em Cabo San Lucas (Foto: shutterstock.com)

Durante nosso verão (inverno por lá) também saem os passeios para avisamento de baleias que migram das águas congelantes do Alasca para se reproduzir nas águas menos frias da região.  De dezembro a abril elas são tão abundantes por ali que mesmo quem não encara estes passeios à Baía Madalena e Laguna San Ignacio, pode vê-las subindo para respirar da beira-mar mesmo – ou, se for bem sortudo, até da sacada de seu quarto no hotel.

Quanto o sol se põe, o centrinho e a beira-mar se enchem de turistas atrás de souvenires e um bom lugar para comer e beber. Mais tarde, quando a madrugada chega, são os tours de bar em bar ou os super clubs, como Señor Frog, El Squid Roe ou Cabo Wabo Cantina, que mandam na programação.

Além de sol e mar

Mas Los Cabos ainda oferece mais para quem não quer passar a semana só entre sol e mar.  Há constantes opções de pesca (das tradicionais pangas, os barcos locais, a lanchas totalmente equipadas), com águas ricas em atum, dourado e garoupa, entre outros.

E há uma verdadeira devoção local ao golf.  Devido à meteorologia em teoria sempre confiável com bom tempo, Los Cabos se tornou um dos grandes destinos nas Américas para fãs do esporte, com direito a disputadíssimos campos profissionais projetados por Jack Nicklaus e Robert Trent Jones Jr.

San José del Cabo (Foto: shutterstock.com)

San José del Cabo (Foto: shutterstock.com)

Fãs de artes que quiserem ir além das galerias do charmoso centrinho de San Jose del Cabo podem rumar para Todos Santos, distante cerca de 50 minutos, e tomada por galerias e estúdios com pinturas, esculturas, cerâmica e jóias, com destaque para peças de arte contemporânea. A caminhada para explora-las é gostosa, por entre ruelas ladeadas por buganvílias que revelam aqui e ali charmosas livrarias e cafés.

E, é claro, com tanta hotelaria de renome por lá, Los Cabos vem se consolidando também como um destino gastronômico. Comida tradicional mexicana com boa relação custo x benefício é encontrada com fartura em lugares cheios de bossa, como o genial La Lupita, a casa recém-aberta no centro de San José que deu nova cara à dupla mais famosa da região: tacos e mezcal. Ou nos pratos mais caprichados do restaurante De Cortés, com vista ao mar, localizado dentro do hotel Sheranton Hacienda del Mar.

Para a alta gastronomia, as opções são inúmeras: Mi Cocina, Tequila e Damiana oferecem cozinha mexicana tão primorosa quanto os edifícios e pátios coloniais que ocupam em San José.  O novo restaurante Seared do hotel One&Only Palmilla também vale o quanto pesa: carnívoros vão ao delírio com wagyu, kobe e outros cortes preparados na hora pelo chef Jean-Georges Vongerichten.

Opção romântica certeira sem abrir mão da cozinha mexicana está no excelente The Restaurant, no hotel Las Ventanas al Paraiso, com direito a música ao vivo no local e o inconfundível som das ondas de Los Cabos quebrando logo ao lado.

Leia também:

[/optinlocker]

 

Compartilhar: