fbpx
HomePromoçõesMercado da Ribeira para comer bem e barato em Lisboa

Mercado da Ribeira para comer bem e barato em Lisboa

Mercado da Ribeira para comer bem e barato em Lisboa

A moda dos food halls está com tudo: na capital portuguesa, chefs apresentam especialidades a precinho amigo no renovado Mercado da Ribeira

Por Cristiane Sinatura

Lisboa surpreende de muitas formas – mas ver a renovação do espaço público é algo que chega a emocionar. Um exemplo brilhante disso é o Cais do Sodré, antiga zona portuária que, de bairro caidinho, passou por uma bela revitalização nos últimos tempos, tornando-se point boêmio. Por ali, bares e casas noturnas reúnem público jovem, especialmente na Rua Cor-de-Rosa (que, de fato, tem o chão pintado dessa cor).
Mas não são apenas os baladeiros que voltaram os olhos para a região. Os foodies também têm chegado em peso por conta do Mercado da Ribeira, que reabriu em 2014 como Time Out Market, depois de uma repaginação total. Agora não são as bancas de frutas que tomam conta do prédio histórico do século 19, mas sim tendas de variados tipos de comida. Rodeando um pátio coberto com mesas e cadeiras, mais de 40 restaurantes e vendinhas oferecem pratos rápidos e comidinhas como croquetes, hambúrgueres, pizzas, sushis, bolos…

Nomes tarimbados da gastronomia portuguesa dão as caras por aqui sem cobrar os tufos – € 15 são, provavelmente, o máximo que se paga em um prato. A tenda de Henrique Sá Pessoa, chef celebridade da televisão, leva seu nome e tem menu que mistura especialidades portuguesas, como bacalhau, bochechas de porco preto e conserva de sardinha, a receitas de inspirações internacionais, como couscous, o fish & chips e o tataki de salmão. Comandante do restaurante O Largo, o balcão de Miguel Castro e Silva também vai de clássicos portugas, como arroz de polvo, sardinha fidalga e francesinha, o sanduíche típico do Porto.

Mercado da Ribeira – Time Out Market / foto: shutterstock

E tem espaço para invenções: no Tartar-ia, o protagonista são os tartars de carne, peixe e vegetais. No Asian Lab, as influências orientais aparecem em curries, noodles e guiozas. Bem representados no Aloma estão os pastéis de nata, enquanto outros docinhos dominam o menu do Nós É Mais Bolos (assim mesmo!). Além de restaurantes, empórios como a Conserveira de Lisboa e a Garrafeira Nacional vendem produtos típicos de Portugal, de vinhos a embutidos. O mercado oferece, ainda, aulas de culinária, curso de vinhos, shows musicais, oficinas infantis, peças teatrais e festas. Um programa – como diriam na terrinha – “giríssimo”!

» Av. 24 de Julho, Lisboa, Portugal, timeoutmarket.com

Leia também:

Viaje com a gente para Portugal (inscrições abertas)

Lisboa, Portugal: guia do que fazer em cada bairro

8 dias de carro no centro de Portugal: o que fazer, onde comer e ficar

Lisboa e suas áreas boêmias: Bairro Alto e Cais do Sodré

7 dicas para fazer compras em Lisboa 

Lisboa: o que fazer no Chiado, bairro cultural da cidade