HomeDestinosLas Vegas: viagem com sex-appeal

Las Vegas: viagem com sex-appeal

Las Vegas: viagem com sex-appeal

Esqueça os rótulos! Vegas pode ser perfeita para casais como para solteiros de plantão. Seja como for, sempre dá para apimentar a viagem (mas com moderação) pela Cidade do Pecado

Por Tarcila Ferro

Pelos gritinhos estridentes, a farra entre as amigas foi boa. Pela coroa escrita “Bachelorette”, que decorava a cabeleira loira da mais animada do bando, ficou nítido o que elas foram fazer ali: despedir-se da vida de solteira. Nada mais clássico, nada mais clichê. Não resisti e perguntei o que elas tinham feito. Entre risadas, contaram que saíram para beber juntas, curtiram uma festa na piscina, jogaram um pouco no caça-níqueis, compraram lingeries para a noiva.

Nada de encher a cara e casar com um estranho, nada de apostar fortunas na roleta e perder. Nada do que sempre se associa à cidade. Temos a imagem de que Vegas é assim 24 horas por dia: ela pode ser como pode não ser. E isso é tão verdade que basta andar pela Las Vegas Boulevard, a famosa Strip, avenida que concentra boa parte das atrações em pouco mais de seis quilômetros, e reparar em quem circula por lá. Casais, grupos de terceira idade e famílias com crianças são maioria – no final da fila aparecem os solteiros e as solteiras em busca de diversão.

Por isso, o pecado da luxúria do nosso especial ganhou sua versão light, quer dizer: é Vegas apimentada, mas sem perder a compostura. Shows para maiores Há um bom tempo, a cidade passou a ser um reduto dos shows do Cirque du Soleil. A companhia canadense armou sua tenda e nunca mais foi embora. Sete espetáculos estão em cartaz atualmente, entre eles o Zumanity, no hotel-cassino New York-New York.

Encarnando o espírito Vegas de ser, a apresentação é temperada com acrobacias e rodopios em uma montagem bem sensual. A performance brinca com as fantasias e é pontuada por muito topless e insinuações sexuais. Nada escandaloso e tudo feito com bom senso e bom gosto. Os casais adoram o espetáculo, sem falar que é um dos mais em conta, com ingressos à venda por preços a partir de US$ 69.

Cirque du Soleil (Foto: divulgação)

Cirque du Soleil (Foto: divulgação)

O público masculino que quiser ver muito rebolado e pouca (ou nenhuma) roupa pode escolher entre o X Burlesque, do hotel Flamingo, o Fantasy, do Luxor, ou o Crazy Girls, do Planet Hollywood. Eles são muito parecidos – basicamente, mulherões de cinta-liga sensualizando. Os homens na plateia ficam bem concentrados, enquanto as namoradas e afins torcem para achar celulite e estrias nas dançarinas. O show dos descamisados fica por conta do pitoresco Thunder From Down Under, do hotel-mais-brega-de-Vegas, Excalibur. Dá-lhe fortões com peitoral e tanquinho.

  • A reportagem completa está disponível na edição 84 da revista Viajar Pelo Mundo.
Compartilhar: