HomeDestinosGuia completo de Orlando (EUA)

Guia completo de Orlando (EUA)

Guia completo de Orlando (EUA)

Montamos um miniguia para contar tudo e mais um pouco sobre a terra da magia

Por Flávia Pegorin e Julia Gouveia

Magic Kingdom

Às vezes bate aquela dúvida sobre os parques Disney e a idade para aproveitá-los melhor. Quando adulto? Ainda criança? Mas criança de que idade, os muito jovenzinhos conseguem curtir? A resposta é aquela mesma: não tem idade, praticamente todo mundo que já sonhou com uma princesa ou teve uma amizade com Mickey, Donald e Pateta na infância vai curtir o Magic Kingdom, o mais ligado aos contos de fadas e à essência que a gigante Disney quis inventar para transportar pessoas da realidade para a imaginação.

E vale dizer: não tem idade única para curtir; crianças que já saíram das fraldas, mas ainda não esbarraram na pré-adolescência, fica bem evidente, se divertem demais. Acontece que, para esses pequenos, o Magic Kingdom não é só um parque pensado, nos mínimos detalhes, para proporcionar uma experiência de encontrar personagens, curtir brinquedos e ter a qualidade de atendimento da Disney por todo canto.

A Branca de Neve não é uma moça vestida como no desenho animado (que é o que os adultos pensam)… Ela é a própria Branca de Neve – distribuindo abraços, batendo um papinho e até assinando o caderno de autógrafos de princesinhas mais fanáticas.

Todo um dia no Magic Kingdom se passa assim, como que em outro mundo – um mundo de cores vibrantes, funcionários bem treinados, filas grandes, sim, mas que distraem na base do cenário fofo e da trilha sonora. As atrações reúnem tudo isso.

buzzlightyear-orlando

E já não é aquele drama de outros tempos esperar para conhecer cada brinquedo porque a Disney tomou certas atitudes: hoje, a tecnologia fez os brinquedos mais agilizados e, para os bem disputados, cujas filas passam de uma hora, hora e meia, há sempre a opção do Fastpass.

Grande conhecido de quem vai aos parques da Disney, o Fastpass é um “fura-fila legalizado”. Esse benefício de passar por uma fila à parte daquela principal, que encurta muito a distância (a espera de uma hora vira algo em torno de 10 ou 15 minutos), não tem custo e deve ser agendado por quem comprou ingresso para o parque.

Hoje, tudo isso funciona via MagicBand. A pulseira permite cadastrar ingressos, hospedagem nos resorts da Disney, abre portas (literalmente, já que funciona co-mo a chave do quarto nos hotéis do grupo), efetua compras nas lojas do complexo e, como dito, registra três Fastpass para cada dia de parque.

Dá para fazer o agenda-mento ao chegar no parque também, mas é muito mais cômodo marcar previamente. Para quem se hospeda nos hotéis Disney, aliás, o Fastpass pode ser agendado 60 dias antes da data do ingresso (quando, para os demais, são abertas marcações com 30 dias de antecedência).

  • A reportagem completa está disponível na edição 83 da revista Viajar Pelo Mundo.
Compartilhar: