fbpx
HomeGiro pelo MundoDicasDidi Wagner dá dicas para curtir a Nova Zelândia

Didi Wagner dá dicas para curtir a Nova Zelândia

Didi Wagner dá dicas para curtir a Nova Zelândia

No ar com a nova temporada do programa “Lugar Incomum”, gravado na Oceania, a apresentadora Didi Wagner lista cinco atrações imperdíveis

Por Redação

Queenstown
“É uma cidade linda na Ilha Sul, cercada por montanhas e à beira do Lago Wakatipu. Tem várias coisas para fazer e eu recomendo especialmente pegar o teleférico, que sobe a 450 metros de altura até o Bob’s Peak, para ver Queenstown do alto.”  bit.ly/teleferico-nz

RotoRua
“Esta cidade na Ilha Norte tem uma forte influência maori, o povo que ocupava a Nova Zelândia antes da colonização inglesa. O centro Te Puia é o lugar ideal para conhecer a cultura nativa, desde a dança de guerra haka até a comida típica. A região também é uma reserva geotermal, com águas aquecidas pela atividade vulcânica. Ali participei de uma experiência gastronômica muito interessante: o hangi, que consiste em cozinhar legumes e raízes em pedras aquecidas no vapor dos gêiseres.” tepuia.com

Passeio de barco em Christchurch
“Na cidade de Christchurch, a maior da Ilha Sul, fiz um tour pelo Rio Avon a bordo de um punt, barco inglês usado em águas rasas, que o condutor vai empurrando com uma espécie de vara. O passeio percorre o Jardim Botânico para mostrar por que Christchurch é conhecida como Garden City.” welcomeaboard.co.nz

foto: shutterstock

Fiordland National Park
“A região dos fiordes, na Ilha Sul, é incrível. É onde fica o Milford Sound, o mais famoso deles e um dos principais cartões-postais da Nova Zelândia, com quase 1.700 metros de altura. Ali fiz um sobrevoo de helicóptero para avistar as geleiras e também um passeio de barco, que chega perto das cachoeiras e permite ver os fiordes de forma bem imponente.” glaciersouthernlakes.co.nz

Bungee Jump
“Se for para saltar, tem que ser na Nova Zelândia! De preferência, no lugar onde o bungee jump nasceu, há quase 30 anos: na Kawarau Bridge, em Queenstown, que tem 43 metros de altura. É cercada de montanhas e logo embaixo passa o rio. Foi minha primeira vez – e a adrenalina foi tanta que topei pular de novo em seguida.” bit.ly/bungee-nz