HomeDestinos48 horas na Cidade do México

48 horas na Cidade do México

48 horas na Cidade do México

Confira atrações para todos os gostos na capítal mexicana

Por Mari Campos

Gigante, superpovoada, frenética, caótica. Assim também poderia ser definida a Cidade do México (simplesmente DF para os íntimos), uma das maiores cidades do planeta. E, ainda assim, como não ama-la? Farta em atributos culturais, bairros cheios de personalidade e vida noturna agitada fazem dela também uma das metrópoles mais atraentes do planeta.

Comer e beber bem lá é mandatório, em restaurantes impecáveis e imperdíveis como o Pujol de Enrique Olvera e o Xanat Bistro do JW Marriott Mexico City, ou bares cheios de bossa como o novo e adorável Fifty Mils, instalado dentro do remodelado (e lindo) hotel Four Seasons Mexico City. Para garantir que nada que fique de fora, listamos o imperdível para fazer, ver e curtir em dois dias perfeitos na sedutora capital mexicana.

Museus

Da adorável Casa Azul de Frida Kahlo em Coyoacán (onde a artista nasceu) ao MUNAL (o impressionante museu que cobre mais de quatro séculos de arte mexicana); do Museu Studio de Rivera ao Museo Nacional, em pleno Castelo de Chapultepec; do Museo Franz Mayer (dedicado às artes decorativas e design) ao Museo Universitario de Arte Contemporaneo (que tem a maior coleção publica de arte contemporânea do país dentro do incrível edifício projetado por Teodoro Gonzáles de Léon) – impossível não se apaixonar perdidamente por pelo menos um.

Casa de Frida (Foto: shutterstock.com)

Casa de Frida (Foto: shutterstock.com)

Mas nenhum deles se faz tão incontornável quanto o gigante Museo Nacional de Antropologia, com suas 23 salas de exibição com milhares e milhares de artefatos de civilizações pré-hispanicas, incluindo a imperdível Pedra do Sol dos astecas e um modelo imenso da cidade asteca de Tenochtitlán.

Prédios históricos

Das muitas construções famosas de DF, o complexo da Basilica de Guadalupe é o mais importante local de peregrinação religiosa no país, com a antiga basílica, concluída em 1709, e a nova, de 1976, convivendo lado a lado no local onde a Virgem teria sido vista pelo asteca convertido católico Juan Diego em 1531.

O Zócalo, como é conhecida a Praça da Constituição, o grande coração da Cidade do México erguido sobre Tenochtitlan, a capital da civilização asteca, é onde os mundos pré-hispânico, novohispano e moderno convivem harmoniosamente com as loucuras de uma grande metrópole do século XXI.

Catedral Metropolitana (Foto: shutterstock.com)

Catedral Metropolitana (Foto: shutterstock.com)

Destaque para a Catedral Metropolitana, erguida ao lado do Templo Mayor dos astecas, e o Palacio Nacional, antigo palácio asteca transformado em sede de governo e museu que ostenta o espetacular e dramático painel de Diego Rivera sobre a revolucionária história mexicana.

Comprar

No quesito preços, a Cidade do México já não é mais tão barata quanto antigamente mas ainda é bem conveniente. Os shoppings mais famosos são o Centro Santa Fé, no afastado distrito homônimo, e o Antara Polanco, ou Antara Fashion Mall, instalado num dos bairros mais gostosos da cidade, Polanco.

Fãs da Macy´s, Bloomingdale´s e afins geralmente ficam contentes com a imensa loja de departamentos El Palacio de Hierro, presente em várias localizações na cidade.  A avenida Masaryk é território das big brands, de Gucci a Hermès. Para compras bem mexicanas, rume à colônia Condesa, cheia de ateliês, galerias e boutiques de criadores locais.  E para artesanato, a imensa feira de Coyocán é “o” lugar; e ali pechinchar é mandatório.

Alameda Central (Foto: shutterstock.com)

Alameda Central (Foto: shutterstock.com)

Parques

Apesar de frenética e com trânsito muitas vezes caótico, a Cidade do México tem imensas áreas verdes, como a Alameda Central (com fontes, esculturas e outro mural de Rivera), os imensos bosques de Chapultepec e o idílico parque de Xochimilco, tomado por românticos canais.

Passear

Bairros e as grandes avenidas de DF definem também hoje seu estilo de vida. A Avenida Insurgentes, por exemplo, é uma das mais longas do mundo com seus 34 km. O belo Paseo de la Reforma costuma exibir mostras fotográficas em suas calçadas. Por outro lado, a Plaza Garibaldi parece parada no tempo, com atmosfera colonial e bandas mariachi que surgem todo o tempo para performances musicais.

Os bairros – colonias, para os mexicanos – Roma (com suas mansões de estilo francês do século XIX) e Condesa são mais hipsters e low profile durante o dia, e sua vida noturna vem sendo apontada ultimamente como a melhor da cidade.

 

Compartilhar: