fbpx
HomeDestinos25 atrações fora do básico em Lisboa

25 atrações fora do básico em Lisboa

25 atrações fora do básico em Lisboa

Novos ares sopram em Lisboa – e nós desvendamos tudo, de restaurantes a hotéis-butique

Betina Neves

Novos ventos movem Lisboa; não mais aqueles que uma vez empurraram as naus rumo ao desconhecido. A capital portuguesa mostra agora uma bem-vinda mudança de atitude. E o novo, aqui, não vem de iniciativas estrangeiras, como ocorre na “hipsterização” de outras capitais pelo globo: é dominado por projetos nacionais independentes e até familiares que sempre fizeram parte de Lisboa, mas que agora apostam na reinvenção – sem perder o charme.

Veja, a seguir, 25 programas para se inteirar dessa nova Lisboa.

PASSEAR

1. Avenida Ribeira das Naus

Merece aplausos a iniciativa de requalificar a área de 52 mil m² que liga a Praça do Comércio ao Cais do Sodré. Agora, o calçadão largo com partes jardinadas à beira do Rio Tejo recebe o pessoal andando de bicicleta, fazendo exercício, caminhando para o trabalho e até tomando sol de biquíni (!) no verão, com bons espaços para observar o pôr do sol. Note o carrinho da Pitcher Cocktails, instalado ali, que serve limonada, mojito e caipirinha em potes de vidro.

2. Lisbon Street Art Tour

Eis que Lisboa acompanhou a tendência mundial de grafitar os espaços urbanos. O passeio, lançado em 2014, sai da Praça Luís de Camões (é só aparecer) e conduz para uma caminhada de duas horas e meia pelos murais e intervenções de street art da cidade – o roteiro é renovado conforme novas obras vão surgindo. Irônico que muitas estão nos arredores da Avenida Liberdade, uma das mais sofisticadas da cidade, como o sensacional mural dos brasileiros Os Gêmeos na Avenida Fontes Pereira de Melo.

3. Miradouro Amoreiras

Mais um mirante para a coleção de Lisboa. Aberto neste ano, fica no 18º andar das Torres das Amoreiras e permite vista panorâmica completa de 360 graus da cidade através de suas paredes de vidro, com o Tejo ao fundo, os telhados vermelhos, os monumentos e as torres das igrejas. Difícil alcançar essa amplidão de outros pontos. A entrada é pelo Amoreiras Shopping.

4. Museu do Dinheiro

Aberto em abril, deu nova roupagem à Igreja de São Julião, do século 17. Ali estão expostas, de modo interativo, moedas do mundo todo, incluindo algumas feitas com ouro trazido do Brasil, e painéis e plataformas que exploram a relação do homem com o dinheiro no decorrer da história.

A reportagem completa está disponível na edição 84 da revista Viajar Pelo Mundo. Compre aqui.

ed 84